A AT&T vai vender dados sobre a localização dos seus cliente para lhes enviar publicidade direccionada a comunidades

A AT&T vai dar os dados de localização dos seus clientes para que lhes possa ser enviada publicidade mais direccionada às necessidades da sua comunidade. Ou como uma boa desculpa serve para violar mais um bocadinho a privacidade das pessoas.

bigbrother

O obter dados sobre os clientes de forma a lhes mandar publicidade que lhes interesse é uma prática cada vez mais comum.

Mas o certo é que neste mercado não vale tudo, e dado o escandalo da NSA,  as actuais políticas da AT&T não estão a cair bem nos seus clientes.

A AT&T alterou recentemente a sua política de privacidade informando os seus clientes que irá vender dados anónimos de dados relativos à localização dos clientes. Esses dados que serão vendidos a terceiros tais como agências publicitárias ou empresas de marketing serão usados para melhor se dirigir a publicidade a segmentos.



Eis a explicação da AT&T sobre o assunto:

Dados agregados e anónimos: São dados que não podem ser relacionados com um individuo. Eis um exemplo: Após uma eleição na comunidade são fornecidos os dados da votação. 60% dos votantes votaram no candidato A e 40% no candidato B. Este é o tipo de informação agragada e anónima. É agregada porque combina a informação de toda a comunidade dizendo apenas as escolhas da comunidade, mas não dizendo quem votou em quem. No mundo da Internet estes dados agregados e anónimos podem ser usadas pelas empresas publicitárias e de marketing para ver as preferências de determinadas áreas ou comunidades. O cliente beneficia ao ter melhores produtos e publicidade mais relevante ao seu segmento de consumidor.

É certo é que a AT&T garante que nunca ninguém conseguirá saber dados individuais, e dá mesmo a opção ao seus clientes de não serem incluídos na recolha. No entanto após o recente escândalo da NSA as pessoas não estão muito receptivas a estas situações e questionam-se sobre até que ponto os seus dados são realmente anónimos. E mesmo optando por não participar questionam-se sobre como é que os clientes podem saber se a empresa os excluiu realmente ou não?

A questão aqui é: Será que com estas situações o saldo final é efectivamente positivo? Essa é a questão que milhares de Americanos desta rede estão actualmente a colocar-se. Até porque tal quer dizer que a AT&T recolhe dados posicionais dos seus clientes, e independentemente de os ceder em agregado ou não, será que possui efectivamente esse direito?



Posts Relacionados