Ago 172012
 

Pode não parecer, mas o Windows está connosco à 27 anos. E apesar de tudo parecer semelhante, que diferenças tivemos no interface gráfico ao longos dos tempos?

O principio básico do funcionamento do Windows tem-se mantido semelhante ao longo dos tempos, o que poderá vir a alterar-se com o Windows 8. No entanto, e apesar das semelhanças entre todas as versões do Windows, o interface gráfico tem vindo a ser alterado. E apesar que nem todos as experimentaram, eis aqui uma viajem pela memória relembrando aquilo que foi a evolução do Windows.

Windows 1

Para quem achar o interface demasiadamente mau, relembramos que estamos a falar da primeira versão do Windows, lançada em 1985. Muitos de vocês certamente nunca navegaram neste interface, e até podem estranhar as cores que eram de uma altura onde os computadores possuíam tremendas limitações com as mesmas.

Windows 2

O Windows 2 data de 1987 e vinha em 8 diskettes de 360 KB. Era basicamente a mesma interface do Windows 1.0, com a diferença de ter mais recursos, ferramentas e cores.

Mas se estes dois primeiros Windows não te dizem nada, talvez o seguinte já te diga. Afinal foi ele que tornou famoso o Windows.

Windows 3

O Windows 3 foi lançado em 1990 e apresentava grandes alterações, tendo sido aqui que apareceu a possibilidade de se minimizar janelas, bem como a possibilidade do uso do ALT+TAB para alternar entre os programas.

Windows 95

Se o Windows 3 foi o Windows que tornou o interface conhecido, foi apenas com o Windows 95 que o mesmo se popularizou seriamente. Acrescentou pela primeira vez o botão de Start, e foi aqui que a barra de tarefas, o ambiente de trabalho, o Explorador do Windows, e muitas outras novidades foram introduzidas.

Windows 98

O Windows 98 não trouxe novidades de maior, particularmente a nível de interface. Tratou-se apenas de um update que melhorou em muito a estabilidade do Windows 95. E que bem vindo que ele foi.

Windows ME

Lançado como o sucessor do Windows 98, o Windows ME ou Millenium Edition foi lançado quase em paralelo com o Windows 2000, sendo a versão destinada a uso caseiro (o 2000 era para empresas). No entanto as inovações eram zero, e o ME revelou-se como dos piores sistemas operativos de sempre da Microsoft. Pouco estável, problemático e em nada vantajoso face ao Windows 98.

Windows 2000

O Windows 2000 foi uma revolução, mas pouco usado. Era bastante mais estável do que o Windows 98 e estava já quase ao nível de um Windows XP. No entanto o facto de estar associado à vertente empresarial levou a que a sua adopção fosse reduzida. Situações como transparências e efeitos de sombras foram introduzidas aqui.

Windows XP

Considerado por muitos como dos melhores Windows de sempre, foi com o XP que o Windows começou finalmente a apresentar um aspecto agradável aos olhos. Apesar de ser muito semelhante ao Windows 2000 o seu aspecto e uso eram bastante diferentes.

Windows Vista

O Windows Vista foi uma grande evolução face ao XP. No entanto revelou-se mais problemático e mais pesado do que o XP, não sendo verdadeiramente uma vantagem sobre o mesmo. Trouxe novidades na forma de um interface gráfico chamado Aero e um menu de início redesenhado.

Windows 7

Três anos depois do lançamento do Vista, eis o Windows 7. Para nós é o melhor sistema operativo de sempre da Microsoft, sendo quase tão leve como o XP. Novidades como o Aero Snap, Aero Peek, icones maiores na barra de tarefas e suporte para ecrãs tacteis foram novidade.

Windows 8

Apesar de não ter sido ainda lançado, é desde já notório que o Windows 8 será a maior revolução da história do sistema operativo. E em vez do tradicional ambiente de trabalho o que veremos agora é o Windows 8 UI, anteriormente conhecido como Metro.

As novidades como o AERO, as transparências e muitas coisas desaparecem de vez. Se esta situação agradará ao público é um debate acesso, mas isso só o tempo poderá dizer e só então saberemos se as mudanças foram efectivamente para melhor.

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.