A Nokia está de volta. E o seu tablet é fantástico… e barato!

A Microsoft comprou a divisão de smartphones da Nokia. Mas nem lhes usa o nome! Agora a Nokia ataca por outro lado, os tablets! E o seu primeiro produto é fantástico e a um preço super atractivo.

Nokia_N1_2

A compra da Nokia pela Microsfot é sem dúvida algo estranho. Na realidade apenas a divisão de smartphones foi comprada, e a empresa ficou impedida de usar o nome Nokia nos smartphones até 2016.

Mas pelos vistos o acordo não se extende aos tablets pois a Nokia acaba de lançar o N1, o seu primeiro tablet.

O que se esperar? Bem, a Nokia não perdeu o jeito, e o seu tablet possui uma qualidade digna do nome, mantendo a tradição a que esta empresa sempre nos habituou.



Como a Nokia já tinha deixado claro, o Windows Phone não lhes interessa. O futuro passa pelo Android! E nesse sentido a empresa aposta no Lollipop, o Android 5.0 e 64 bits. A única diferença face aos produtos da Google é a utilização do Z laucher, o launcher que a Nokia criou e que disponibiliza na Play Store.

O que mais surpreende no tablet é a elevada qualidade dos materiais. O produto possui uma caixa em alumínio, um conector USB Tipo-C, um par de colunas stereo, ecrã de 7.9 polegadas com 2048*1536 pixeis e é cinza. É sem dúvida um grande concorrente ao iPad Mini, e com uma estética que nada lhe fica a dever. Na realidade os produtos até são bastante semelhantes.

Nokia_N1_1

Como é que a Nokia conseguiu esta qualidade? Bem, subcontratando o fabrico à Foxconn, tal como a Apple faz!

O processador é igualmente muito bem escolhido. Um Intem Atom 64 bits quad core Z3580 a 2,3 Ghz. Estamos a falar de um dos melhores processadores disponíveis para o mercado Android, acompanhado de 2 GB de RAM e 32 GB de memória interna (podem ver os benchmarks deste processador no ASUS AST21 em baixo). Tudo isto por apenas 250 dólares, o que o torna extremamente apetecível face ao ipad mini que custa 399 dólares com apenas 16 GB.

bench z3580

Dado que a Nokia actualmente está um pouco mal financeiramente, será a Foxconn a responsável pelo fabrico, despacho e suporte do produto. Basicamente podemos dizer que o tablet é da Foxconn, com a Nokia apenas a dar-lhes o nome e o Launcher.

O produto aparecerá no mercado chinês no início de 2015, não havendo ainda data para o resto do mundo. Mas à partida esperem vê-lo ainda no ano que vem no nosso mercado.

nokia-n1-3



Posts Relacionados