Sony Computer Entertainement muda para Sony Interactive Entertainment. Será que é só o nome que muda?

SonySCE

A Sony Computer Entertainement vai mudar de designação amanhã. Passa a abranger dispositivos smart e cria a ForwardWorks Corporation.

A Sony Computer Entertainment Inc. muda a partir de amanhã a sua designação para Sony Interactive Entertainment Inc. (SIE), e que unifica todo o grupo Playstation em única unidade baseada nos EUA.

A mudança não é apenas na designação, mas igualmente na abrangência e devido a tal é criada a ForwardWorks Corporation (ForwardWorks), uma nova empresa destinada a criar serviços para o mercado smart que se encontra em expansão.

A ForwardWorks trará as propriedades intelectuais de vários títulos dedicados Playstation, bem como as personagens associadas , bem como o conhecimento e know-how da experiência de desenvolvimento que foi adquirida ao longo de vários anos do negócio PlayStation®, de forma a criar aplicações optimizadas para aparelhos móveis a utilizadores, inicialmente  no Japão e Asia.

Para mais detalhes podem consultar este website.

Curiosamente, e apesar de as alterações organizacionais não deixarem antever grandes mudanças,  não consigo deixar de pensar que o timing desta esta alteração coincidir com o rumor do lançamento da Playstation 4.5 implica que a mesma vai muito mais fundo do que o anunciado. A Sony esteve até à alguns anos em um trilha vertiginosa a caminho da ruína, mas felizmente nos últimos anos a estrutura organizacional da mesma levou a empresa a uma rota de sucesso que, apesar de bastantes sacrifícios, salvou a empresa da bancarrota.

Mas agora este mudança poderá significar que a Sony tomou um rumo diferente, e que a empresa que conheciamos… acabou!

É naturalmente pura especulação, mas pessoalmente não consigo deixar de me questionar se esta alteração não se prende com novas políticas diferentes das do passado,

Existe ainda uma citação no artigo da Polygon sobre esta notícia da fusão e mudança de designação sobre a não consigo deixar de pensar e que passo a transcrever devidamente traduzida:

A Sony descreveu as “três estratégias corporativas” para a Sony Interactive Entertainment, dizendo que a divisão irá “reter e expandir o alcance do envolvimento do usuário, aumentar a receita média por utilizador pagante, e aumentar as receitas das subsidiárias”.

É na parte a negrito que está a parte que me preocupa!


Uma situação é a Sony vir dizer que pretende aumentar a receita. Isso passa por angariar novos clientes, vender mais o seu produto, expandir os mercados e alcançar mais pessoas.

Outra é dizer que pretende aumentar a receita média por utilizador. Basicamente isso quer dizer que pretende fazer com que o utilizador passe a ter mais produtos de interesse e que se envolva mais na compra de novos produtos. É no entanto totalmente diferente do caso anterior!

Mas outra situação, e essa totalmente diferente dois dois casos anteriores é dizer que pretende aumentar a receita média por utilizador pagante. É que esta situação possui toda a abrangência do anterior, mas poderá ter uma outra interpretação.

Ao se aumentar a receita média por utilizador (ARPU) isso quer dizer que a Sony poderá fazer, por exemplo, com que utilizadores que actualmente contribuem com zero para a PSN+, ou seja que não a pagam, passem a pagar. Se eu dantes tinha 500 utilizadores a pagar 1 euros e 500 que não pagavam nenhum, a receita média por utilizador era de 0.5 euros (500 euros/1000 utilizadores). Aumentar essa receita média bastaria fazer com que mais utilizadores não pagantes aderissem, ou então um misto onde os pagantes comprariam mais coisas, mas os não pagantes aderiam igualmente.

Mas aumentar a receita média por utilizador pagante (ARPPU) implica que o aumento da receita não virá da adesão daqueles que não pagam, mas sim e apenas daqueles que pagam. E isso quer dizer que a coisa não passa pela oferta de novas ofertas que possam atrair novos clientes pois nesse caso cairíamos no caso de cima que pode englobar os pagantes e não pagantes, uma vez que ambos adeririam, mas supostamente por ofertas mais caras, pela diminuição dos valores das ofertas incluídas em alguns pagamento (como a PSN+), ou pela introdução de formas de pagamento adicionais dentro de situações já pagas (DLC, micro transações, etc)

Esta diferença de definições está inclusive definida em termos contabilisticos como a ARPPU, e é diferente da ARPU do caso anterior.

Deixo por isso a frase exacta que está na Polygon, sem qualquer tradução, para que pensem por vocês mesmos sobre qual a extensão desta frase da Sony. Mas perante o eminente lançamento de uma PS 4.5 mais potente… pensar que a Sony está preocupada com o cliente fica bastante mais difícil.

Eis a frase:

Sony described three “key corporate strategies” for Sony Interactive Entertainment, saying the division will “retain and expand PlayStation user engagement, increase Average Revenue Per Paying Users (ARPPU) and drive ancillary revenue.”

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (45)

  1. A meu ver isto é tudo muito simples, se de facto virem a cobrar mais por menos, as pessoas viram-se para outro lado, aliás se já se questionam as ofertas do Plus face ao Gold, algo impensável à 1 ano, imagino se for ainda pior, basta retirarem a PS3 e Vita da equação das ofertas e logo ai conseguem que se pague mais por menos.

    Não sei se sabes Mário, mas a sede da Playstation no Japão onde sempre se tomou todas as decisões, mudou-se de armas e bagagens para os States.

    http://www.eurogamer.pt/articles/2016-01-27-sede-oficial-da-playstation-vai-mudar-se-do-japao-para-os-eua

    Isto é mau, é mau porque sai de um ambiente onde se educou a PS, para um ambiente onde o pensamento tende para o capitalismo, onde a palavra de ordem é ”aumento de receita médica por utilizador pagante”.

    Sinceramente não sei muito do que esperar, mas o meu plano estratégico está mais que delineado, Plus e Gold começo a reduzir as renovações de acordo com a qualidade das ofertas.
    Comprar consolas no lançamento pura e simplesmente acabou, começo a comprar a meio da geração se se justificar e quando tiver a ”certeza” que não sai mais nenhum modelo, até lá espeto um comando no PC ligado à minha Samsung de 48” e está feito.

    Sempre fui um fã de Playstation, mas acima de tudo sou apaixonado por videojogos, e se é assim que a Sony quer, então meus amigos, tenham cuidado, tenham muito cuidado pois quem tudo quer, tudo perde.

    • Há mais ou menos 5 ou 6 anos atrás surgiu um serviço de streaming de filmes em que pagavas uma mensalidade tinhas o catálogo a disposição. Como assim tu pagas e tens direito ao que queres? Ou melhor quem pagaria uma mensalidade a assistir os mesmos filmed e séries que já paga para assistir na tv a cabo… Não so ha gente que paga deveras e um enorme sucesso. Epa se estes tem sucesso nisso, tem espaço para todos.. Assim surgem os canais exclusivos ( Paramount, MGM…..) e depois temos o próximo passo alguém conhece a FOX+… Sim meus amigos pagando uma mensalidade tens direito assistir tuas series e filmes sem os comerciais….. Efim o que quero dizer com isto é que esta praga de cobrar pelo que antes era de borla está a se espalhar e atacar em tudo que é lado. Então estou de malas prontas para o PC. Que a sorte me ajude aproveitar a plataforma antes do ARPU chegue por lá também.

      • Eu aí falo porque uso. Sou cliente Netflix!
        O que me cativa no Netflix não é o ter as mesmas coisas que tenho nos outros sítios. É o ter coisas de elevada qualidade… que não tenho em mais lado nenhum!

        Ando a ver atualmente o Suits, vi o Narcos, o Marco Polo, Jessica Jones e o Demolidor. Tenho para ver o House of Cards, tudo séries exclusivas Netflix.
        Vi igualmente o filme Crouching Tiger, Hidden Dragon: Sword of destiny, o novo filme sequela de outro com o mesmo nome, mas sem o subtítulo.

        As coisas desde que devidamente segmentadas e colocadas no mercado, podem valer a pena. O netflix não só tem um catálogo enorme, como conteúdo único que compensa o custo. Comprar e ter aqueles filmes todos sairia bem mais caro do que pagar o serviço.

        E as consolas tambem tem. EU pago os seus jogos, e pago os seus serviços por isso mesmo. O que não pago é novo hardware, e isso o Netflix não me obriga. Porque se obrigasse… não queria!

        • Como eu disse estes mesmos filmes já estão na TV a cabo. Mas vai uma mensalidade da TV e é a do Netflix e mais uma da Fox Plus. E se vai nesse sentido HBO,UNIVERSAL… Até que ponto, se continuar no compra quem quer.

          • Não estão nada. Os títulos que referi são exclusivos da Netflix. Não os podes ver tão cedo em lado nenhum, e se os vires é só depois de cessar a exclusividade que é bastante grande.
            E basta-te uma. O conteúdo do Netflix é tanto que não tens tempo para ver mais nada.

      • By-Mission quero dizer que nos meses em que valer a pena subscrevo, o Gold não subscrevo à meses mas com o Sunset Overdrive como oferta, já vou renovar por um mês.
        Porque é que por exemplo, vou pagar 7€ por um mês de Plus só por causa do Zombi que podes comprar em promo (e fica teu) a 5€?

        Percebes onde quero chegar.

        O Netflix assinei por um mês depois cancelei, esperei mais uns meses para o catalogo engrossar e agora não faço intenções de de deixar de subscrever.

    • Valerio Fernandes 31 de Março de 2016 @ 21:14

      @José Galvão
      Ja jogo assim desde meados de vida da xbox 360 (Comando ligado ao PC), e até agora não tenho queixas, unicamente mantinha a ps3 e a 360 para exclusivos, então na geração Ps4-XOne comprar a One foi o maior erro que cometi, mas la consegui resolver (vendi xD)

  2. Sinceramente, não existe razão para ter medo… isso é apenas um PS4 slim com os conectores atualizados e com hardware mais econômico…

    • Não é não. Lê os últims rumores.

    • Raphael, compartilho de sua opinião, mas de minha parte vou acrescentar um ponto.

      Caso a micro e a sony lancem novos consoles mais poderosos, eu vou fazer a única coisa que está ao meu alcance que é boicotar os seus produtos. Já estou fazendo isso com a PSN+, não compro os jogos que não me interessam e vou na página do youtube oficial deles e dou deslike no vídeo que eles anunciam os jogos. Sei que não é muito, mas é o que como cliente posso fazer e se todos fizessem algo assim com toda certeza eles mudariam a forma de pensar.

      Ps: curiosamente o vídeo deles dos jogos de abril está com mais de 4 mil deslikes.

  3. Infelizmente tanto a MS quanto a Sony estão querendoo inovar em um ponto em que os gamers não querem, a alteração do hardware.

    No último ano quem começou com isso foi a Nintendo, com o New 3DS, alegava que todos os jogos rodavam em ambos os modelos, só que ultimamente, segundo eles, o emulador de SNES só roda no novo modelo devido as capacidades de processamento( PSP já rodava emulador de SNES). A sony esta com a mesma conversa, mas quem garante se na reta final da geração(se houver) os jogos serão compatíveis com os 2 modelos?

  4. O que eu acho que acontece daqui pra frente:

    O PS4.5 é real. A realidade dos consoles mudou. As gerações como conhecemos Não existirão mais. Os consoles serão atualizados em prazos curtos mas todos serão parte do mesmo ecossistema rodando os mesmos jogos.
    A Microsoft certamente vai seguir a tendência é lançará um Xbox One revisado.
    Os consoles continuarão vendendo bastante…
    Sem obrigacoes com kinect, o console da Microsoft será mais poderoso que o PS4.5, e isso eu acredito que acontece independente de qual empresa lançar o console primeiro. O Xbox One teoricamente já teve o hardware mais caro que o do PS4 porém, o valor a mais estava na camera.
    Independente disso, a liderança continua com a Sony.
    Se a Sony lançar o console novo, não tem como a Microsoft não lançar um por que o mercado vai aceitar o produto, principalmente pelos gráficos melhorados. Aí não tem como competir com o Xbox One rodando jogos em 720p e o PS4.5 em 1440p com upacaling pra 4K.
    Dos 36 milhões de compradores do PS4, eu não duvido nada que 80% deles compram um PS4.5 sem reclamar, ainda mais se houver uma campanha de desconto para quem já é cliente e tem conta ativa na PSN.

    • Realmente, disse tudo, só discordo dos 80% dos compradores do PS4, acredito no mínimo uns 95%, vai ser sucesso de vendas.

      Já não vejo vantagens para a MS entrar nessa de novo hardware, só para perder, independe do hardware ou exclusivos, é luta perdida, se a questão é hardware a MS já esta no PC, é cativar os utilizadores de lá e manter a X-Box One com alguns exclusivos e bons serviços e esperar o andar da carruagem.

      • Entendo o que VC diz. Consoles Xbox estão se tornando produto de nicho…
        Faz uns 6 meses que o únicos games que não seja Microsoft exclusive que eu joguei foram as betas de Star Wars e The Division, que serviram para eu ter certeza que não devia comprar nenhum dos dois jogos até uma bela promoção.
        Mesmo a microsoft tendo investido mais em exclusivos, o PS4 nadou de braçadas e ainda disparou mais um pouco na liderança.
        Mesmo assim, tenho certeza que eles devem apostar em hardware e não deixar a Sony sozinha pelos seus 20 e poucos milhões de clientes que não estariam satisfeitos se tivessem só o PS4 pra jogar nessa geração.

    • Se o GPU que a Sony está a querer meter, for o que eu estou a pensar, o Polaris 10, os jogos 4K serão uma realidade. E os 1080p 60 fps tambem.
      Os benchmarks que vi dele mostram que corre jogos que a PS4 sem problemas a 60 fps e sem perder um único frame. A versão mais potente, o polaris 11 vai aos 4K com refrigeração passiva.
      Provavelmente a escolha vai ser o menos potente que tambem atinge 4K, mas refrigerado, e nem sempre, mas tambem pode ser algo misto e customizado pela Sony.
      Isto acompanhado de um CPU mais potente cria uma máquina muito interessante.

      • Essas especificações saltam os olhos. Dificilmente o mercado não aceita esse console novo se ele for totalmente retrocompativel. Em termos de tecnologia, é tudo lindo, a parte ruim é que custa dinheiro.

      • Valerio Fernandes 31 de Março de 2016 @ 22:28

        @ Mario

        Mario tenho que discordar com essa realidade, mas achas mesmo que eles vao-te lançar uma consola ca para fora pelo de preço de 400€-500€ que faz 4K? 4K é tecnologia morta pelo menos para já (4 anos para se chegar la pelo menos) e as “API´s” existentes são muito fracas para se extrair potencial das consolas a 100%.
        Achas mesmo que eles te vao dar um chipset grafico superior a uma R9 Fury X por apenas 500€? (Falta o Processador-RAM-Leitor-etc…)
        Nem esta Fury X consegue fazer 4K 30FPS a maioria das vezes!
        Não querendo ser fanboy da Nvidia mas acho que a AMD neste momento anda um bocado como a microsoft fartam-se de inventar mil e uma tretas e tecnologias depois tudo que metem cá fora saí tudo “furado”.

        • Quem te disse o preço da consola?
          Eu não o sei. E quem te garante que a Sony não está disposta a perder algum dinheiro como sempre aconteceu com as consolas?
          Se isto colocar o VR no mapa, o lucro fica garantido.
          Sobre a solução, sei apenas que o Hitman que corre na PS4 a 30 fps com soluços foi demonstrado numa polaris 10 a 1080p 60 fps com refrigeração passiva.
          O jogo tambem corria a 4K, mas com a refrigeração passiva tinha problemas. A polaris 11 essa corria sem problemas.
          Se a Sony fala em 4K a única solução AMD atualmente é a Polaris 10 com refrigeração ativa ou a 11 com passiva. Isto misturado com cores Zen permitem um novo APU. Não há mais alternativas no mercado!
          A Polaris 10 seria excelente solução, garantiria 1080p 60 fps em jogos 1080p 30 fps da PS4 normal, garantindo os 60 fps necessários para o VR. E nos jogos 1080p 60 fps da PS4 daria os 4K.
          Essa solução seria para mim a mais pacífica. A antiga consola correria os mesmos jogos, com a mesma qualidade, e com diferença apenas nos fps, ou na resolução nos jogos de 60 fps.
          Como a maior parte do pessoal nem tem TVs 4K, só perderia mesmo nos fps, o que poderia não ser verdadeiro motivo de troca da consola.

          A alternativa… um segundo GPU e o uso desta patente.

          • Eu acho que mesmo a Polaris 10 garantiria bem mais do que apenas 60fps nos jogos em 1080p do PS4. Com uma velocidade de clock semelhante a do Xbox One, e pela quantidade de CUs em especificações vazadas, bateria mais do dobro de potência. Caso possam por o clock acima de 1000MHz como ocorre no PC, seria bem melhor e mais adequado a uma experiência Premium de realidade virtual.
            A Polaris 11 já acho que é muita coisa pra por num console, o desempenho anda na mesmo patamar da Fury.
            Não penso que vão rodar jogos a 4K nativos, pelo menos não os AAA, acho que seriam 1440p com upscaling porém, a potência é muito melhor explorada em consoles, sendo que um PC de menos de 2tflops geralmente não da 1080p até em alguns jogos que o Xbox One consegue. Sendo assim, quem sabe ,4k nativos a 30fps não sejam uma realidade.

          • Estes novos chips da AMD são realmente uma coisa… alta performance e com baixo consumo. E se a AMD conseguir colocá-los em APUs o caso pode mudar de figura muito rapidamente, para a empresa. E nem confirmaram que memória estava a ser usada nesses jogos pois não? Se seria HBM ou GDDR5?

          • Pode nem ser nada. Apenas uma GDDR mais rápida, o mesmo GPU com mais pipelines, e núcleos PUMA

    • Eu só compraria este possível novo modelo, se conseguisse vender o meu por um bom preço (o que não é difícil pois moro no interior e aqui as pessoas não tem muita noção do custo do PS4).
      E caso todos estes boatos sejam verdadeiros e a Sony saiba como implementar os jogos nas dois consoles (PS4 1080/30fps e PS4K 1080/1440/60fps), isto trás mais opções ao mercado o que vejo com bons olhos, seria similar ao bundle do Xbox One Elite no qual o console é o mesmo com HD maior e o diferencial é o controle mais moderno.
      Agora se este novo console tiver exclusivos e alguns jogos VR voltados só pro mesmo, dai é ação judicial contra a Sony na certa, pois seria uma puta sacanagem lançar um produto mais moderno e abandonar mais de 40 milhões de usuários (será que ela é tantan ao ponto de cometer este tipo de erro).
      Dito isto estou acompanhando diariamente todos os boatos assim como as opiniões nos mais diferentes foruns que participo, a principio a repercussão em torno disso tem sido muito negativa, mas temos de esperar pra ver se tudo isso se torna realidade ou mais um dos milhares de rumores deste segmento que não se tornam reais.

      • Se tudo se confirmar, é PS4 720p/900p e PS4.5 1080p/1440p.
        A arquitetura nova da AMD será tão melhor que a atual que podem colocar um chip bem mais potente que o do atual PS4.
        Eu só duvido que podem fazer isso sem ultrapassar o valor de 500 dólares. Mas se fizerem, poderia ser uma máquina pra durar uns bons 5 anos a partir do lançamento.

        • Valerio Fernandes 31 de Março de 2016 @ 22:36

          @Fernando
          LOOOOOOOOL Boa sorte jogar 2K na ps4.5 xD
          Tu deves ser a maioria porque jogas em monitores 2K (60-144HZ-1MS xD), mas a realidade é que a maioria joga em “televisoes” e monitores 1080p e nem sei se é a maioria ainda há muita gente com ecras 720p e tv de tubo ca em portugal sabias?
          Então os pixeis extra ficam para quem? para o papa?

          • Não é nada difícil arranjar um monitor 1440p, eles são muito mais baratos que uma TV FullHD, mas são apenas monitores.
            A questão é que a Sony não está nem aí se aqui no Brasil ou ai em Portugal as TVs com resolução maior que 1080p são minoria. Esses produtos são pensadas primeiramente para América do Norte, Reino unido, Alemanha, França, Japão e outros países do escalão de cima. O que eles conseguem em outros mercados é um extra. Já viu o VG Chartz contar vendas de Brasil ou Portugal?
            Independente disso, mesmo as pessoas que possuem TVs 720p provavelmente comprariam pois resolução é só uma parteda experiência, as melhorias gráficas contam muito mais.
            Agora sobre essa história de TVS de tubo e 720p em Portugal deve estar enganado, certamente é minoria. TVs FullHD são muito acessíveis hoje em dia.

          • 24% do mercado tem TVs 4K. Mas quantos desses possuem HDMI 2.0?
            Durante anos venderam-se tvs 4K com hdmi 1.4c que só suportam 4K a 24 fps.

    • Prognósticos… só no fim do jogo. Este disparate saiu da boca de uma figura do futebol de cá, mas tem um fundo de verdade.

      Não adianta andar a fazer previsões e muito menos futurologia. E bem sabemos que algumas feitas muito recentemente foram completamente ao lado.

      Sim, o silêncio da Sony é suspeito e não consigo explicá-lo a não ser que seja parte de uma estratégia interna, sobretudo se a companhia tiver sido apanhada de surpresa e esteja a ponderar as suas opções, independentemente da sua estratégia.

      É que há muita coisa nesta história que não faz sentido.

      Segundo os rumores a ps4.5, seria capaz de rodar jogos com a qualidade atual a 1080p 60 fps, ou 4k 30 fps. Mas ainda vão mais longe, o objetivo da nova consola seria mesmo para permitir à PS4 rodar jogos para o VR (porque o modelo atual não consegue). Outra versão diz mesmo que o modelo atual consegue, mas a melhoria é mesmo para permitir ao PS VR competir com as ofertas no PC.

      O primeiro ponto é esquisito, mas verosímil. Esquisito porque, aconteceu a mesma coisa a geração passada e teria sido fácil à Sony ou Microsoft renegociarem contratos e lançarem novas consolas capazes de suportar 1080p. Sobretudo porque na parte final da geração, o standard e as TVs capazes de o entregar em qualidade se popularizaram. Mas não o fizeram!

      Neste momento o que estamos a ver está longe disso! Temos apenas e finalmente a definição do Standard, mas daí até à sua aceitação e adoção generalizada, ainda vão alguns anos, o que dificilmente criará necessidade no mercado para que isso seja lógico. Penso que a PS4 como está atualmente se tem comportado muito bem tendo em conta o que já entregou, e por isso acho isto, embora verosímil, esquisito.

      Se olharmos na pespectiva dos 60 fps, aí já é diferente, mas mesmo assim… também poderia ter sido feito a geração passada e não foi.

      Já a segunda é um disparate seja de que perspetiva for.

      Consideremos a primeira versão. Se a Sony tem consciencia que o modelo atual da consola não é capaz de rodar jogos para o PS VR, então porquê andar a aceitar pré-reservas e a vender o mesmo sem avisar quem compra? É que esta brincadeira pode resultar num valente de um processo no fim… não acabará nada bem.

      A segunda ainda é pior. Porque embora o sistema mais poderoso pode permitir efeitos gráficos mais avançados, o PS VR tem uma resolução no ecrã muito inferior à concorrência…

      Por isso digo, continuo a acreditar que tudo isto resultará num versão slim da atual PS4. É nisso que acredito e continuarei a acreditar!

  5. eu comparo a ps4K aos DLC’s a maioria critica e no final quase todos compram ou mesmo aos smartphones (iPhone e Samsung por exemplo) que custam em media 800€, muitos acham absurdo que saia 1 todos os anos e no final são esses mesmos que estão nas filas no dia da saída

    Nao acredito que a Sony vai abandonar a maioria dos usuários para já, mas é certo que o fará ao longo do próximo ano, quando a maioria já tiver passado para a próxima consola e se isso acontecer penso que as próximas gerações vão começar a ser mais curtas

  6. Fernando, vc falou bem! Creio que este console ” turbinado ” vem para segurar o console por uns 5 anos, maximizar os lucros, pois a Sony deve ter gasto muito com o Vr.E com este novo ps4 no mercado, teria um tempo maior para a produção do ps5, uma melhora na saúde financeira é o que a Sony está a fazer, adiando produção do sucessor do ps4.

    • O fator novidade vai mexer com a cabeça dos consumidores. Mesmo estes que agora estão a malhar a Sony provavelmente daqui a 6 meses estarão tentados a comprar o PS4.5, principalmente quando verem os jogos.
      Esses que até hoje diziam que o PS4 tem muito a evoluir, ao ver os jogos da nova plataforma provavelmente estarão dizendo que a Sony lançou o novo console no tempo certo e que era a evolução natural da tecnologia.
      Agora me diz, não era melhor ter feito um console mais potente por 550 dólares e ter durado plenamente uns 5 ou 6 anos sozinho do que fazer um upgrade de hardware no meio da vida?
      Os 550 dólares por 6 anos agora serão 800 dolares e mesmo que o console antigo continue recebendo os jogos, certamente eles rodarão com varios filtros desligados e em resolução e até frames menores. Além de claro toda a propaganda de divulgação ser feita no console mais forte para apresentarem a versão pobre apenas no lançamento.
      Certamente faraó de tudo para o consumidor subir pro console mais novo, e se der certo, posteriormente haverá o PS5, o PS5.5 etc…
      Será que o Deep Down que desapareceu ja não passou para a nova plataforma como líder de desenvolvimento?
      E o Scalebound, será que a Microsoft não guardou pro hipotetico novo Xbox?

      • Rumores apontam que God of War 4 seria um destes jogos propaganda para o novo ps4, Fernando. concordo contigo, poderiam ter colocado um console mais forte por 500 dólares ou ter segurado mais 1 ano para que baixassem alguns custos, lançando-os por 400, 450 dólares, até pq, esses consoles colocaram jogos relevantes talvez incapazes de rodarem nos consoles da geração anterior por agora.

        • Pra mim o problema é que ficaram no meio termo. Colocaram jogos incapazes de rodar na geração anterior, isso é óbvio com 6x mais performance, mas parece que faltou aquele verdadeiro salto gráfico. Em sua grande maioria, os jogos dessa geração parecem apenas ganhar em detalhes dos melhores jogos em visual da geração passada.

  7. Fernando

    Não acredito que o fator “novidade”ira fazer o pessoal que gastou tanto no PS4 sair para ir para uma versão 4.5.
    Console não pode ser tratado como PC que você vai la e modifica em 2 anos, olhando em fóruns observei que muitos estão chateados com esta possibilidade.
    Caso isso venha se confirmar acredito que a Sony possa ter dito alguma informação referente a nova consola da NT e ou já esta a saber que MS ira lancar algo bombatisco nesta E3.
    Pois não existe razão para se lancar outro modelo melhorado em pouco tempo, sei que provavelmente a ASOny vai querer fechar a lacuna do PSVR pois é uma tecnologia cara, mais realmente vou olhar para minha Ps4 e me sentir meio que fui posto de lado

  8. Mario

    qual a possibilidade desta noticia do ps4.5 ser verdade? A sony nao se pronunciou entao como vamos afirmar .

    • Exactamente… A Sony não se pronunciou!
      E achas que ninguém questionou? Há bué de pessoal da Sony, como o Kaz Hirai ou o Shuhei Yoshida, activos no Tweeter. A Sony não se pronunciar… dá tremenda credibilidade ao rumor.

      • A minha esperança é que se tivessem a aguardar para hoje para confirmar o rumor… assim já sabíamos com que contar…

  9. Inegávelmente o serviço piorou na oferta. Mas isto tinha uma muito fácil resolução: as pessoas deixavam de pagar, que vias logo a oferta a aumentar…

    Infelizmente a Sony apercebeu-se daquilo que a Microsoft descobriu – as pessoas estão dispostas a pagar somente pelo facto de aceder a multijogador.

Os comentarios estao fechados.