Sony Computer Entertainement muda para Sony Interactive Entertainment. Será que é só o nome que muda?

A Sony Computer Entertainement vai mudar de designação amanhã. Passa a abranger dispositivos smart e cria a ForwardWorks Corporation.

A Sony Computer Entertainment Inc. muda a partir de amanhã a sua designação para Sony Interactive Entertainment Inc. (SIE), e que unifica todo o grupo Playstation em única unidade baseada nos EUA.

A mudança não é apenas na designação, mas igualmente na abrangência e devido a tal é criada a ForwardWorks Corporation (ForwardWorks), uma nova empresa destinada a criar serviços para o mercado smart que se encontra em expansão.

A ForwardWorks trará as propriedades intelectuais de vários títulos dedicados Playstation, bem como as personagens associadas , bem como o conhecimento e know-how da experiência de desenvolvimento que foi adquirida ao longo de vários anos do negócio PlayStation®, de forma a criar aplicações optimizadas para aparelhos móveis a utilizadores, inicialmente  no Japão e Asia.

Para mais detalhes podem consultar este website.



Curiosamente, e apesar de as alterações organizacionais não deixarem antever grandes mudanças,  não consigo deixar de pensar que o timing desta esta alteração coincidir com o rumor do lançamento da Playstation 4.5 implica que a mesma vai muito mais fundo do que o anunciado. A Sony esteve até à alguns anos em um trilha vertiginosa a caminho da ruína, mas felizmente nos últimos anos a estrutura organizacional da mesma levou a empresa a uma rota de sucesso que, apesar de bastantes sacrifícios, salvou a empresa da bancarrota.

Mas agora este mudança poderá significar que a Sony tomou um rumo diferente, e que a empresa que conheciamos… acabou!

É naturalmente pura especulação, mas pessoalmente não consigo deixar de me questionar se esta alteração não se prende com novas políticas diferentes das do passado,

Existe ainda uma citação no artigo da Polygon sobre esta notícia da fusão e mudança de designação sobre a não consigo deixar de pensar e que passo a transcrever devidamente traduzida:

A Sony descreveu as “três estratégias corporativas” para a Sony Interactive Entertainment, dizendo que a divisão irá “reter e expandir o alcance do envolvimento do usuário, aumentar a receita média por utilizador pagante, e aumentar as receitas das subsidiárias”.

É na parte a negrito que está a parte que me preocupa!



Uma situação é a Sony vir dizer que pretende aumentar a receita. Isso passa por angariar novos clientes, vender mais o seu produto, expandir os mercados e alcançar mais pessoas.

Outra é dizer que pretende aumentar a receita média por utilizador. Basicamente isso quer dizer que pretende fazer com que o utilizador passe a ter mais produtos de interesse e que se envolva mais na compra de novos produtos. É no entanto totalmente diferente do caso anterior!

Mas outra situação, e essa totalmente diferente dois dois casos anteriores é dizer que pretende aumentar a receita média por utilizador pagante. É que esta situação possui toda a abrangência do anterior, mas poderá ter uma outra interpretação.

Ao se aumentar a receita média por utilizador (ARPU) isso quer dizer que a Sony poderá fazer, por exemplo, com que utilizadores que actualmente contribuem com zero para a PSN+, ou seja que não a pagam, passem a pagar. Se eu dantes tinha 500 utilizadores a pagar 1 euros e 500 que não pagavam nenhum, a receita média por utilizador era de 0.5 euros (500 euros/1000 utilizadores). Aumentar essa receita média bastaria fazer com que mais utilizadores não pagantes aderissem, ou então um misto onde os pagantes comprariam mais coisas, mas os não pagantes aderiam igualmente.

Mas aumentar a receita média por utilizador pagante (ARPPU) implica que o aumento da receita não virá da adesão daqueles que não pagam, mas sim e apenas daqueles que pagam. E isso quer dizer que a coisa não passa pela oferta de novas ofertas que possam atrair novos clientes pois nesse caso cairíamos no caso de cima que pode englobar os pagantes e não pagantes, uma vez que ambos adeririam, mas supostamente por ofertas mais caras, pela diminuição dos valores das ofertas incluídas em alguns pagamento (como a PSN+), ou pela introdução de formas de pagamento adicionais dentro de situações já pagas (DLC, micro transações, etc)

Esta diferença de definições está inclusive definida em termos contabilisticos como a ARPPU, e é diferente da ARPU do caso anterior.

Deixo por isso a frase exacta que está na Polygon, sem qualquer tradução, para que pensem por vocês mesmos sobre qual a extensão desta frase da Sony. Mas perante o eminente lançamento de uma PS 4.5 mais potente… pensar que a Sony está preocupada com o cliente fica bastante mais difícil.

Eis a frase:

Sony described three “key corporate strategies” for Sony Interactive Entertainment, saying the division will “retain and expand PlayStation user engagement, increase Average Revenue Per Paying Users (ARPPU) and drive ancillary revenue.”



Posts Relacionados