A quem pertence a nossa conta de facebook quando morremos?

A situação pode não ter lembrado a muitos, mas imaginem a morte de um conjugue, de um filho ou pai, ou mesmo familiar muito proximo, e que pretendem aceder à sua conta de facebook. O intuito não é vasculhar, mas nesta altura ter acesso às palavras de todos os amigos e conhecidos que são colocadas online, agradecendo a todos a amizade e o apoio prestado.

O problema é que em caso de morte de um utilizador, o facebook apercebendo-se de tal, fecha imediatamente a conta, negando o acesso a qualquer um. Foi exactamente por esse motivo que a Mãe de Loren Williams meteu o facebook em tribunal, pois após a morte do seu filho em 2005, a mãe acedia à sua página usando a password do filho de forma a ler os posts dos amigos pessoais que significaram muito na vida dos seus filhos e que, agora, ofereciam conforto à mãe, e evidenciavam as bonitas relações de amizade que o seu filho tinha estabelecido.

Mas mal o facebook soube da morte de Loren, a conta foi imediatamente encerrada deixando a mãe sem acesso à mesma. Uma situação que todos compreenderemos terá deixado a mãe numa situação de desespero, pois não bastando a perda do filho, perdia agora acesso às suas coisas pessoais.



Esta situação levou os advogados americanos a introduzirem processos para alterar esta situação, algo que tem vindo a ser implementado em alguns estados nos EUA, mas que coloca ainda entraves a todos os restantes, e que terá de ser algo que o facebook tem de rever.

 



Posts Relacionados