Adolescente descobre fantasma do pai em jogo de Rally para a Xbox

Não, não é um fantasma verdadeiro, mas um carro fantasma que repete a melhor jogada de um circuito. Mas a história é muito mais do que isso, e torna-se extremamente comovente.

RalliSport-Challenge

Perder um Pai com apenas 6 anos é algo que não se deseja a ninguém. Será possível recordar-se de algumas boas memórias da vivência, mas devido à tenra idade será algo que o tempo se encarrega de mitigar e esmorecer, apesar de nunca as apagar.

Mas essas serão memórias preciosas, memórias que nunca se quer esquecer, e memórias que com ou maior intensidade perdurarão para a vida. 

Para um adolescente do Youtube que dá pelo nickname de 00WARTHERAPY00 este é um cenário real. E nos comentários de um jogo relata uma situação que acaba por ser algo espiritual. Uma forma que os videojogos possuem de fazer reviver experiências e memórias antigas como mais nada pode fazer. Mas vamos ouvir a história pelas suas palavras, devidamente traduzidas.:

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Bem, quando tinha 4 anos o meu pai comprou uma fiável XBox. vocês sabem, aprimeira, a rugosa, o caixote de 2001. Ali tivemos toneladas e toneladas de diversão a jogar todo o tipo de jogos juntos. Até que ele morreu quando eu tinha 6 anos.

E durante 10 anos não toquei naquela consola.

Mas quando fiz, notei algo.

Costumávamos jogar um jogo de corridas, o Rally Sports Challenge. Na realidade era muito bom para a altura em que saiu.

E quando comecei a mexer nele… encontrei um FANTASMA.

Literalmente.

Vocês sabem, quando uma corrida com tempos ocorre, a volta mais rápida até ao momento fica gravada como um condutor fantasma? Sim, adivinharam – O seu fantasma ainda corre naquela pista.

E então joguei e joguei, e joguei, até que quase que o consegui bater. Até que um dia lhe passei à frente e….

Parei em frente à linha da meta, apenas para garantir que não o apagaria.
Felicidade.

A história comoveu muitos especialmente outras pessoas que também jogaram com os pais e eles morreram. Mas esses infelizmente não tiveram direito a um corredor fantasma.

O comentário tornou-se viral e várias revistas querem entrevistar a pessoa.

O certo é que nada substitui a perda de alguem que se ama. Mas neste caso o fantasma do seu pai ainda corre nas pistas daquele jogo.

Publicidade

Posts Relacionados