Afinal a Microsoft não terá fechado apenas 2 estúdios… mas sim 7 (ou 8?)!

microsoft studios

Uma análise ao website da Microsoft revela diferenças face ao que estava em cache… E são muitas!

ATUALIZAÇÃO A 09/03/2016: Mais uma vez a Microsoft no seu melhor. Após as ofertas de emprego aos membros da Lionhead que foramapanhados de surpresa no seu despedimento, a Microsoft parece ter reactivado a empresa. Uma visita a microsoftstudios.com mostra agora o logotipo da Lionhead de volta.

ATUALIZAÇÃO: A Microsoft deu a conhecer que os membros das equipas BigPark, Good Science Studio, Leap Experience Pioneers, Function Studios e SOTA foram inseridos em outras equipas.

O website da Microsoft teve alterações esta noite. E não foram poucas!

Atualmente visitando o microsoftstudios.com vamos encontrar o seguinte:

EstudiosMicrosoft

Mas uma visitinha à versão de cache do Google do dia de ontem, realizada às 17:24 hora Americana, revela que o conteúdo ainda ontem era este:

EstudiosMicrosoftontem

A BIG PARK, FUNCTION, GOOD SCIENCE, LIONHEAD, LXP, PRESS PLAY, e SOTA, foram removidas da lista. Desaparece ainda um oitavo logo do PROJECT SPARK que não sabemos se tinha alguma equipa com o mesmo nome associado.

Quando Phil Spencer referiu que daqui para a frente a aposta da Xbox seria menos nos Third Party e mais nos First Party, e que a criação de estúdios First Party é algo fundamental para o sucesso da empresa, eliminar 7 (ou 8) deles parece um contra senso.

É mesmo razão para questionar: Caso tenha mesmo fechado estes 8 estúdios, que raio se passa dentro da Microsoft???

Curiosamente a decisão terá sido algo repentina pois de acordo com a Lionhead, a equipa terá sido apanhada completamente de surpresa pois 5 horas antes do anuncio o gestor de comunidade da empresa postava o seguinte no Twitter.

Este desconhecimento torna-se deveras intrigante quando este foi um jogo apresentado na E3, e usado como porta estandarte do DirectX 12 e do cross Play PC/Xbox.

Na internet alguns argumentam que a eliminação destes estúdios se deve a questões de qualidade, mas essa situação parece pouco plausível. Estas equipas ou foram criadas com a supervisão da Microsoft (equipas internas), ou adquiridas pelo seu historial de qualidade. Se algo agora as impede de atingir o seu potencial, algo de mal terá acontecido que certamente não passa só pelas equipas.

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (55)

  1. Muito mistério. Nesse momento precisávamos dos insiders para vazarem as histórias de bastidores.
    A Microsoft precisa dar uma resposta sobre isso. Basicamente, sobrou o estúdio de Halo, o de Gears of War, e a Rare. Soma isso ao contrato com as Thirds.
    Possivelmente, a Rare terá um papel de maior destaque do que os últimos anos. Parece que mataram o Kinect de vez e o estúdio que estava focado em aplicações para o hololens sumiu, talvez tenha sido realocado para outra divisão, já que o foco do produto não é exatamente os jogos.
    Resta saber o que faz Lift London, eu realmente não sei.
    Acredito que as parcerias com thirds continuarão fortes. NEsse ano, só o GEars of War vem de uma first, Forza Horizon é feito pela Playground, Crackdown pela Reagent, Quantum Break pela Remedy e Halo Wars por outro parceiro.

    • Essa situação é preocupante:
      Repara nesta atualização:

      Estúdios First Party Microsoft:
      – 343
      – Mojang
      – The Coalition (já ela um agrupamento da Microsoft Vancouver e da Black Tusk Studios)
      – Turn 10
      – Rare

      Total: 5 estúdios:

      Estúdios first party Sony
      – Japan Studio
      – Team ICO
      – Clap Hanz
      – Polyphony Digital
      – Naughty Dog (2 equipas)
      – Santa Monica Studio
      – San Diego Studio (incorpora agora a Incognito Entertainment)
      – Sony Bend
      – Sucker Punch Productions
      – London Studio
      – Studio Cambridge
      – Studio Liverpool
      – Guerrilla Games
      – Media Molecule
      – Evolution Studios

      Total: 15 Estúdios, 16 equipas

      Quando Phil Spencer defendeu abertamente a necessidade da criação de mais estúdios como os da Sony… dá o que pensar!

      • Eles começaram a se manifestar. Novidades sobre Gears of War 4 foram compartilhadas e o Phil Spencer está dizendo que o Xbox não vai acabar.

        • Acho que ninguém aqui alguma vez acreditou nessa hipótese. Mas o certo é que a Microsoft tem dado indicações atrás de indicações que podem levar alguns a pensar nisso. Mas para esses certamente a Microsoft terá de fazer mais do que falar. Terá de mostrar acções.

          • Muito estranho…
            Está a haver uma mudança tremenda na parte dos estúdios internos!
            Eu acho que não fariam isso para prejudicar!
            Se a intenção, for mesmo unir pc e xbone, o Diretor da MS irá investir em estúdios de qualidade(penso eu)
            Eles não podem fazer algo assim, para prejudicar o ecossistema!
            Tem que ter jogos exclussivos, para o mesmo!
            Se não, para que ter uma xbox ?
            Mais vale comprar uma ps4!

          • Sinceramente, não me admira nada, adquirirem a Remedy games!
            Depois de excluir estes estudios internos, irá que haver novas aquisições!
            Talvez estão no processo “arrumar a casa”
            O processo siguinte, será a aquisição de estudios com alta estatura!
            (E todos nós sabemos, que a MS tem dinheiro)
            Nem que seja a criação de novos, com pessoal especializado…

          • Quem sabe… O CEO da Remedy demitiu-se à 5 dias

            https://twitter.com/MausFinn/status/606083101119410177

            Mas a Remedy só tem produzido para a Microsoft nos últimos anos, pelo que tê-la como second party chega.

            Lê os primeiros parágrafos disto:

            http://www.pcmanias.com/porque-a-microsoft-comprou-tomb-raider/

          • Por outro lado há uns dados novos que dão o que pensar:

            A Microsoft anuncia que vendeu mais consolas aos retalhistas em 2015 (12.1 milhões) do que em 2014 (11.7 milhões) (não são vendas ao público, mas a nível de receita isso é irrelevante).
            No entanto anuncia igualmente que a divisão teve quebras de receitas:
            Xbox Platform revenue decreased $385 million or 6%, driven by lower prices of Xbox One consoles compared to the prior year, as well as a decrease in second- and third-party video games revenue

            As promoções de vendas da consola e um menor interesse na consola para jogos de terceiros que são jogados com melhor qualidade na PS4 e PC levaram a quedas nas receitas de 365 milhões, ou 6%.

            Mas uma coisa são receitas… outras são lucros. Pois receitas é o dinheiro que entra, e o lucro é o que ganhas efectivamente quando tiras todas as despesas. E é aqui que a porca torce o rabo quando lemos o que a Microsoft refere no seu relatório:
            Xbox Platform cost of revenue increased $2.1 billion or 72%, mainly due to higher volumes of consoles sold and higher costs associated with Xbox One.

            Isto quer dizer que a relação receita/lucro diminuiu tremendamente pois o custo associado à obtenção de receita subiu uns extraordinários 72%.

            Por outras palavras, a nível de resultados líquidos a Xbox One portou-se bastante mal este ano face ao anterior.

            Não me parece nada extraordinário, face a estes dados que a Microsoft coloque a Xbox em segundo plano e aposte no PC.

            Fonte: Relatório anual de 2015

          • Não sei o que se passa… Não é normal a quantidade de anuncios seguidos que se revelam miseráveis para garantir a um potencial comprador da Xbox One uma garantia de um suporte futuro ao nível do da concorrência. Que raio de timmings a Microsoft tem…

            A Lionhead foi adquirida por um valor não revelado, mas que se acredita ter sido substancial, em 2006.

            Mais ainda, faz agora 5 dias o website investopedia publicou um artigo onde aconselhava o investimento na Microsoft baseado na posse de 5 empresas que eram consideradas fundamentais, cada uma na sua área, A Mobile Data Labs, a Skype Technologies, a Visio, a Naivision e… a Lionhead!

            http://www.investopedia.com/articles/markets/020316/top-5-companies-owned-microsoft-msft.asp

            Ninguem se desfaz de uma empresa destas assim… Há algo muito estranho que se está a passar.

          • Pensei sobre isso. A Remedy faz bons jogos e tem trabalhado perto da Microsoft à 10 anos. Recentemente houve uma enquete sobre Alan wake no Xbox One e registraram um domínio para vídeos promocionais sobre a franquia a poucos dias. Eles poderiam ter feito isso como uma troca, encerram a Lionhead e compram a Remedy.
            Ter vários estúdios não significa verdadeiramente uma vantagem quando os jogos de qualidade e que fazem dinheiro costumam vir de 3 ou 4 apenas. A Lionhead vive da fama à um bom tempo. A estratégia pode ser reduzir a quantidade de estúdios e investir em melhorar os que existem para que entreguem melhores jogos. Se cada estúdio tem duas equipes, você praticamente dobra a capacidade e eles não precisam trabalhar sempre na mesma franquia. Talvez a Microsoft tenha percebido isso e resolveu deixar a 343i, a Rare e a The Coalition trabalharem no que desejam. Uma hipotética aquisição da Remedy, traz um estúdio que pode trabalhar em duas franquias, Quantum Break e Alan wake.
            Eles fecharam a Lionhead que não faz um AAA desde 2010 e mais um monte de estúdios que fizeram jogos arcades e alguns que nem eram focados em jogos.
            Quantidade nem sempre quer dizer tudo. Por acaso alguem sabe qual foi o ultimo jogo da Clap Hanz, da Japan Studio ou da San Diego?
            Da mesma forma, o último jogo da team ICO foi lançado em 2005 e tem gente que acredita que a mesma equipe, com as mesmas pessoas, está lá a 11 anos sabáticos esperando a oportunidade de mostrar a genialidade no PS4.
            A SOny tem vários estúdios, mas se um dia ela quiser eliminar a gordura e manter apenas quem tem trabalhado em entregar conteúdo contundente, seria tudo resumido ao seguinte:

            Naughty Dog
            Guerrilla
            Media Molecule
            Polyphony Digital
            Sucker Punch
            Santa Monica

            Ainda parece uma goleada?

            343i
            The Coalition
            Rare
            Turn 10
            Remedy (Hipotética Aquisição)

          • Os jogos de qualidade e que fazem dinheiro veem de 2 ou 3. Poderia dizer muito sobre isso, mas não vou. Vou apenas referir o obvio. Esses jogos de qualidade vendem menos e menos a cada nova iteração pois apesar da qualidade o mercado satura de mais e mais do mesmo.
            Daí que me parece um erro não se apostar em novos IPs pois no futuro serão eles a sustentar as vendas.
            Se fores ver a lista real de first partys da Microsoft, eles são 13 e não 5. Mas somente 5 trabalham em jogos de alguma qualidade. Das que restam a Microsoft tem atualmente 7 equipas a criarem jogos de solitário e afins e uma a trabalhar no hololens.
            Isto não me parece uma aposta na qualidade dos jogos mas sim uma aposta naquilo que garantidamente dá dinheiro.
            A Sonh referiu em tempo que apenas 40% dos jogos que cria dão lucro, mas continua a investir em novos IPs. Com esta forma de agir e pensar não imagino a Microsoft a fazer o mesmo.

      • 15 estúdios, e que estúdios, é por isso que eu digo que a Sony tem o maior e melhor grupo de estúdios do mundo, só muita ingenuidade para se achar que não estão a fazer nada.

        Sou da opinião de que a partir deste ano, a PS4 vai ter exclusivos atrás de exclusivos, e muitos deles memoráveis, só este ano teremos Uncharted 4 que pode muito bem representar o novo padrão para os jogos de acção, Horizon que se cumprir com as minhas expectativas, vai elevar a fasquia para RPG’s ocidentais de mundo aberto, e por fim o meu mais antecipado de todos, o The Last Guardian, se for só metade do que foram os seus antecessores, já é o suficiente para marcar para sempre o meio, de uma forma que só uma pequena elite de videojogos conseguiu fazer.

        • Acho interessante voce citar Last Guardian,este jogo quando foi apresentado na E3 de 2009 me impressinou muito pois Shadow of the Colossus me trouxe a tona a epoca dos jogos de ouro.Mas uma pergunta que te faco.Apos a saida de Fumito Ueda(criador da saga),como andara esta tematica de jogos,onde este genero esta muito esquecido nos dias de hoje e que pra mim e um dos melhores do genero.Mas a Microsoft com o tempo ira a amadurecer pois como sabemos a Sony mostrou sua forca com estudios proprios na geracao PS3 ou seja na terceira geracao dela.Toda empresa tem seus altos e baixos,olha a Nintendo(eu amo esta companhia)e soltou um console muito bom e mesmo assim nao vende,errou em algum aspecto que para mim nao consigo enchergar(tecnologico)acho eu que nao,pois os jogos dela e seus estudios sao muito bons,tanto em diversao quanto graficamente.

          • Pra responder seu questionamento Fumito Ueda está atuando como freelancer até o termino de the last guardian. Após isso ele está livre pra fazer o que quiser, inclusive ele estava na platéia quando a sony reapresentou este jogo na e3.

          • @ Ewertom
            A minha resposta é que essa temática de jogos vai deixar de existir, é triste de facto mas é a realidade, ICO, Shadow of the Colossus e o futuro The Last Guardian, pertencem a clube restrito de videojogos que só surgem uma vez na vida, é um pouco como uma grande clássico de literatura, de cinema, teatro, só daqui por uns bons anos é que serão devidamente aclamados, pelos menos de forma unânime.

            Eu vejo o Fumito Ueda como uma espécie de William Shakespeare dos videojogos, o seu talento é único, as suas obras são ímpares, e quando deixar de fazer o que faz, deixa de haver algo igual, tal como nunca mais houve nada como Romeu e Julieta, é assim que eu vejo a questão, porque num mundo onde o populista e o banal reina, onde o estilo se sobrepõe à substância, é complicado obras deste calibre vingarem, portanto o meu conselho é que usufruas e ames The Last Guardian tanto quanto possivel, pois será o ultimo da sua espécie.

      • A sony devia era comprar a FROM SOFTWARE, a série SOULS e bloodborne são games muito incomuns que vai contra mare da maioria dos jogos, possuem gameplay longo, alta dificuldade , pouco DLC e até aceitável, multiplayer divertido e ambas são de origem japonesa.

  2. A Microsoft tem realmente chamado grande atenção nas últimas semanas… Desde a notícia do Quantum Break no PC, passando pelo “upgrade” no One e conceito do UWP, e agora o fechamento de estúdios internos… Me passa um pouco a impressão que eles estão preparando terreno para algo maior…

    • Sair do mercado de consoles? Desistir de competir? A Microsoft se tornaria apenas fabricantes de jogos podendo lançar games até para Playstation?
      Já pensou nisso, acabou de me passar pela cabeça. Ruim ou bom?

      • Então, eu penso em algo assim mesmo, com a Microsoft não se focando mais num hardware específico…

        No começo dessa geração, vários acionistas fizeram pressão pra vender a divisão X-box…

        O primeiro X-box foi um bom console, mas fechou no prejuízo… O 360 foi um ótimo console, mas ali também as contas não fecharam… Então acredito que se o One não der a quantidade de lucro que esperam, a Microsoft até vai continuar com a divisão X-Box, mas não com um hardware X-box…

        Aí tem o Nadella vendo o One apenas como uma máquina com Windows 10, essas conversas de separar software de hardware, e de não criar barreiras entre os jogadores,etc …

        O que dá dinheiro não é o hardware do console, e sim o software… Um futuro Halo 6 vendido somente pra One venderia mais ou menos umas 5 milhões de unidades talvez… Agora esse mesmo jogo lançado pra One, PC/Windows,Steam Box,PS4,NX venderia muito, mas MUITO mais… E isso se estendendo a outros jogos do X-Box, daria o alto lucro que qualquer empresa sonha…

        A Sony tem mais exclusivos e competentes equipes internas… Mas poucos jogos dão realmente lucro, e acredito que isso acontece, entre outros motivos,ao fato desses jogos estarem presos a só uma plataforma.
        Olhe essa entrevista com o Yoshida:
        http://www.eurogamer.pt/articles/2014-07-06-yoshida-revela-que-apenas-40-percent-dos-jogos-da-sony-fazem-dinheiro

        Então, num pensamento bem radical, pode acontecer do X-Box virar algo parecido com uma EA, ou Activision, Ubisoft, Valve,etc… Se concentrar no software e levá-lo a diferentes plataformas… Se vai ser bom ou ruim? Bem, caixistas teriam um ataque, mas financeiramente seria algo interessante pra Microsoft…

        • Master Chief na PS5, acho que dava qualquer coisinha má aos xbots, mas nada é impossível, se me dissessem à 25 anos que um dia ia jogar ao Sonic numa Nintendo, ria-me na cara.

        • O que se viu muito foi dito analistas a dizerem que a divisão iria fechar que a mesma não da lucro etc e tal.
          Te faço a mesma pergunta com a Sony que possui diversos estúdios e games fantásticos e mesmo assim esta no prejuízo, deste a geração passada.
          Observamos que o hype em cima da marca X para se falir vem de anos em comunidade ditas “Gamers” isto é um fato so entrar em alguns portais, sites etc .
          O fato da PS4 esta vender em quantidade maior não significa lucro isso é so você observar em resultados obtidos ano passado, todos estão cansados de saber que console não da lucro e sim prejuízo em sua maior parte.
          A MS cometeu um erro sim com o lançamento do X box One e a mesma infelizmente olhando pelo lado mercado podemos dizer que pode se dar ao luxo de errar e tentar virar seu mercado para outro lado, ela tem dinheiro para isso, não estoua dizer que ela quis esta em segundo plano mais so observar o lucro que a mesma teve com games que foi maior que a sony mesmo tendo uma base maior.
          Olha que sou proprietário da PS4 não pelo hype em si, mais sim pelas promessas de jogos que me serviram na geração passada exclusivos que sei que so vou jogar na sony, mais posso te garantir que muitos acham que ela esta acomodada e que não precisa investir ai que se engam, pois cada vez mais os serviços dela estão meios porcos ex a PSN psplus, que não da um jogo bom a meses .
          O fato de ter mais estúdios não significa ter mais jogos de qualidade, posso te falar uma coisa a MS não ira sair do mercado pois este mercado de games é lucrativo diferentemente do console, mais não significa que ira abandonar o console de mesa, acredito que assim como a NT ira seguir um novo modelo de mercado, acho bom a Sony começar a montar planos de acoes pois quantidade não vai garantir lucro, so observar quanto que os exclusivos venderam na sony numa plataforma que esta com 38 milhões de jogadores

      • Pensando pelo lado de negócio acho genial, tipo ela sairia do hardware e ficaria só no software, onde o lucro dela seria muito maior do que lançar só pra suas plataformas, eu vejo com bom olhos isso

  3. Eu acho que a microsoft esta colocando o lixo pra fora. deixando apenas os estúdios que fazem jogos de qualidade. eu acho essa uma atitude correta pois de nada importa a quantidade de estúdios se fazem jogos ruins.

    • Eu concordaria se estivessemos a falar de papeis.
      Mas tens noção de quanto custa adquirir uma destas empresas? Se a Mojang custou 2.5 mil milhões e era uma empresa Indie, quanto não terá custado a Lionhead?
      Por amor de Deus, a Evolution meteu a pata na poça com o Driveclub e a Sony não acabou com ela. Há valor ali, pelo que se tornou necessário limpar a equipa de maus elementos, mas daí a acabar com uma equipa que tantos jogos bons já produziu, vai um grande passo.
      A Lionhead tinha tradição no mercado. É vista como pioneira em muitas coisas, incluindo inteligência artificial. Foi vista à 5 dias por uma revista de investimentos como uma das 5 empresas mais valiosas que a Microsoft possui… e acabam com ela?
      Ninguem está a despejar gavetas de papeis inúteis ao lixo… está-se a acabar com empresas que custaram vários milhões de dólares a adquirir! Se fosse reformular havia despedimentos e/ou aglomerações, mas não se acabava com as empresas. Muito menos com uma com o nome e historial passado da Lionhead (mesmo que nos últimos anos, pelas políticas do toma lá, agora só fazes isto e repetes, que a Microsoft usa em todos os seus estúdios, não tenha apresentado nada de novo)!

      • É o que eu estou farto de dizer à anos, a estratégia da Microsoft em fazer sempre o mesmo, e o pouco que varia é por encomenda, mais tarde ou mais cedo ia dar barraca, e com estas novas politicas então, mais rapidamente o barco vai ao fundo, pois estão a enterrar a consola e a tentar encarcerar o PC como já tentaram fazer no passado, e vão voltar a falhar miseravelmente.

    • Eu concordaria se isto fosse apenas carregar num botão e os jogos bons saem do outro lado. Mas os fatores que levam o mercado a gostar ou desgostar de um jogo não são fáceis de serem dominados pois se o fossem toda a gente fazia jogos bons!

      • Quanto à falta de qualidade, a lista de grandes estúdios a convidar o pessoal da Lionhead a candidatar-se a lugares é já enorme! A lionhead não era vista como uma empresa qualquer e pelos vistos só a Microsoft a via assim.

  4. Fecha uns estúdios de pouca produtividade, selecionando os melhores desenvolvedores para inseri-los em outros estúdios mais produtivos, qual é o espanto nisso? Mais estúdios espalhados pelo mundo nunca foi sinônimo de boa produtividade, exemplos não faltam por aí.

    • Se trabalhasses no topo norte do Brasil e te fechassem a empresa recolocando-te numa empresa do sul do Brasil tu ias? Pois se ias, há quem não iria.
      E estas medidas acabam por mandar imenso pessoal embora que pura e simplesmente se despede!
      E curiosamente a Sony convidou os programadores despedidos pela Microsoft para concorrerem para postos nos seus estúdios… A mudar e mudar.

      • É, eu vi. Mas esse ‘convite’ da Sony tem um caráter mais simbólico, de tripudiar com o concorrente nas entrelinhas. Aproveitou o mau momento do concorrente e a brecha que vem dando para controvérsias.

        Não estou diminuindo a importância de ter estúdios internos e tampouco a necessidade destas pessoas de trabalhar, já que na prática são pais de família perdendo seus postos, só disse que não é uma decisão fácil de tomar por parte de qualquer empresa. Eles devem ter motivos plausíveis para demissões dessa escala.

        • Nem tens de diminuir a importância de ter estúdios internos. Phil Spencer reconheceu a sua importância publicamente, referindo que eles são cruciais para o sucesso. Mas no entanto não foi o que vimos aqui.
          Quanto ao convite não foi simbólico. Foi um convite! Não lhes ofereceu emprego, mas sim convidou-os a candidatarem-se aos lugares acreditando que tivessem valores para entrar.
          E não foi para pegar com ninguem. Talentos reconhecidos, especialmente no campo da IA como os da Lionhead são poucos, e foram várias as empresas que lhes recomendaram que concorressem igualmente às suas vagas.
          A Lionhead deve ter custado uma fortuna. Não era um Indie como a Mojang e essa custou 2.5 mil milhões! Acabar com ela despedindo os seus funcionários não é fácil de se perceber sob que perspectiva seja. E não se pode falar da qualidade do jogo a não ser que a Microsoft reconheça que o seu controlo de qualidade e que deveria controlar o que todas as empresas estão a fazer falhou em todas as etapas do jogo pois este chegou a ir à E3, e chegou a ter uma Beta estando quase pronto para ser lançado. Mas se foi isso que aconteceu nesta fase, a equipa não tem qualquer culpa e não deveria ter sido penalizada por isso.

      • EU conheço pessoas que trabalham na Microsoft. Quando a Microsoft manda você sair do topo norte do Brasil para ir ao Sul ou qualquer lugar do mundo, ela banca exatamente tudo além de dar um senhor aumento salarial!
        Eu conheço gente que era especialista em ferramentas da Microsoft trabalhando aqui em São Paulo que foi realocado para os Estados Unidos. Por trabalhar em uma empresa como a Microsoft, já ganhava um salario muito bom, para ir aos Estados Unidos, um aumento superior a 4 vezes o salario e todo o resto bancado por eles.
        Então, se eles veem alguém com potencial e não desejam perder, eles pagam por isso. É assim que empresas grandes fazem.

        • E eu conheço pessoas ligadas à electrónica e ao ramo automóvel que lhes foram oferecidos salários principescos para se mudarem de armas e bagagens para outros paises e que recusaram.
          Há pessoas para as quais o salário que ganham serve para poderem desfrutar da vida, mas se isso implicar abdicar de tudo o que se conhece, da família, amigos e outras coisas, então o aumento de salário por muito bom que seja não é visto como uma melhoria de qualidade de vida, mas sim algo que a pioraria.
          E vida só temos uma!
          Eu também vejo a vida assim!
          Isto só para mostrar que há dois lados para uma moeda, e que nem todos estão dispostos a deixar a mulher e filhos apenas porque lhes pagam mais, até porque a mulher também tem uma carreira.

        • Há novidades… a Microsoft aplicou mais uma das já famosas mudanças a 180 graus, e após as ofertas de emprego da Sony aos funcionários da Lionhead o estudio foi reactivado!
          A notícia foi atualizada a reflectir esse facto!
          Duvido no entanto que a maior parte dos funcionários fique por lá…

          • A sério???
            Espero bem que a maioria, não volte!!!
            Não se brinca com as pessoas assim!
            E espero bem que a sony aproveite!

          • Vi ontem um tweet de um funcionário da Lionhead que tenho pena de não ter guardado (url), mas que dizia algo do genero:
            “E pensar que ainda ontem recebi da Microsoft um ramo de flores pelo aniversário da minha filha. Mas se calhar era por outra coisa.”
            Ele referia-se ao funeral do seu posto de trabalho.
            Mesmo que a Microsoft nunca tenha ponderado acabar verdadeiramente com a Lionhead (e a notícia que publicitamos inicialmente era de que havia a hipotesse de fechar, mas não a certeza), a falta ou má comunicação da empresa é incrivel. Nunca vi nada assim. Chega a ser abominável (se não era uma certeza não retiravam o logotipo da página)
            Como é possível que se chegue a uma situação onde os funcionários todos pensassem que tinham sido despedidos (e se calhar até foram mas depois a empresa vendo que o mercado os considerava talentosos e estava interessado neles retrocedeu – algo que não me espantava nada pois a Microsoft tem-se regido pelas reações do mercado, nunca sendo clara para poder ir corrigindo de acordo), quando bastava um simples telefonema de esclarecimento.
            Toda a história é chocante pela falta de transparência e clareza, algo que está atualmente a acontecer com tudo o que a Microsoft está a fazer (recolha de dados do windows 10, exclusivos xbox, plataforma universal e metodo de funcionamento e abertura a terceiros, etc).

          • Eles estão a deriva Mario!
            As novas políticas, xbone com upgrades e isto dos estúdios…
            Eles não sabem o que é que estam a fazer…
            Se ativaram o estúdio, só por causa de outros o acharem valioso, fizeram uma má analise!
            Eles estão a impor mudanças muito drásticas, sem análise nenhuma…(é o que dá a atender)
            E isso, mostra o desespero da MS ao tentar tornar se “melhor”, mas o resultado tem sido o contrário…

          • Análise eles terão… O que não contavam era com reacções tão enérgicas. A inovação nunca foi má e a Microsoft só quer inovar, mas o problema é que tal como com o DRM da consola a empresa não pensa na inovação para o cliente, mas na inovação para benefício da sua carteira. Daí que quando vê o cliente a queixar-se e a não aceitar muito bem a mudança… ficam à nora!
            Aqui foi a mesma coisa. Só se pondera fechar um estúdio e se comunica ao mesmo a situação (os funcionários da Lionhead estavam ontem a agir como desempregados) se houver uma análise por detrás com dados justificativos para o seu fecho. E se os há não se muda a decisão 48 horas depois! Fazer isso é o completo desnorteamento. Não consigo explicar de outra forma.
            Isto até poderia pensar-se que é sensacionalismo jornalístico, mas não! A Microsoft removeu os logótipos e enviou um comunicado de imprensa em que colocou a Press Play e a Lionhead no mesmo barco. Ora como o destino da Press Play foi e é estar fechado, o da Lionhead tambem seria. Mas como o mercado reagiu com dezenas de grandes empresas a querer recrutar o pessoal da Lionhead vemos que a Microsoft reactiva o estúdio. Isso pode não ter sido o real motivo, mas certamente dá o que pensar.

          • Olha aí…
            https://mobile.twitter.com/PlayStationJobs/status/707969152737214464
            Vamos ver se o pessoal da lionhead, irá mesmo para a sony, ou se a maioria ficará na estudio!
            Mas acredito que a maioria é capaz de ficar…
            Afinal, já ativaram o estúdio!

          • @Alexandrer

            Sinceramente… Não sei.
            A malta da Lionhead foi tratada como segunda escolha e tal como tu pensas que só ficaram porque outros mostraram interesse, eles devem pensa o mesmo, e será preciso muito mais do que mero paleio para os convencer.
            Como o comunicado da Microsoft diz, as razões foram extra equipa (certamente cortes na despesa) e a Lionhead revelou-se o elo mais fraco. Eu não ficaria por lá…

          • Sim, mas também há aquelas pessoas que gostam de estar na zona de conforto!
            E há pessoal que quer continuar a desenvolver Fable!
            A Epic, também já está a tentar recrutar pelos vistos!
            Vai fazer um evento está noite!
            A sony é para Sábado à noite…
            Vai se atrasar!

          • Só uma nota que já inseri no artigo.
            A Microsoft reactivou a Lionhead na lista de estúdios, mas pode vir a tirar a mesma de novo. Segundo li a legislação Inglesa impede que as empresas sejam fechadas sem um periodo de 30 dias de discussão, pelo que a Microsoft pode estar a manter o logótipo apenas por isso, vindo-o a remover após esse período.

  5. Mário eu de certa forma tenho uma leitura diferente, não acho que eles queiram inovar assim tanto, o que eles querem é o dominio absoluto, e chamam a isso de inovação.
    Achas mesmo que o DRM na XO era para inovação?
    Eu acho que era para controlar todos os aspectos do nosso entretenimento, retirava-te por completo algum sentido de propriedade que ainda vais tento sobre os teus jogos, querias vendê-los?
    Não podias.
    Emprestá-los?
    Sim, mas junto com a tua conta, que convenhamos, acarreta sérios riscos.
    Querias ver um filme?
    Era bom que não tivesses muita gente na sala.

    Eu não considero isto inovar, mas sim controlar, e acho muito bem que as pessoas se tenham revoltado, e acho no minimo do minimos irónico que a consola se chame Xbox One.

    E isto que estão a fazer com a XO e W10, não é inovação nenhuma, é mais uma vez controlo, só que desta vez vai correr-lhes ainda pior.

  6. Ai que esta o X da questao o prejuizo é na receita de consoles ou de Games?

  7. O futuro do que ira acontecer ficar explicado ou talvez meio que desenhado partir da E3 2016.
    O negativismo é nítido por parte de alguma pessoas e ate que entendo pois hoje em dia a mídia faz um barulho em cima de algumas coisas para ter assunto.
    Não estão claras as intensões da MS mais acho prematuro ficarmos com as mesmas questões de quando existiu o primeiro x box, se vai falir ou não.
    Gente observa que tanto ela quanto a Sony e NT não possuem lucros co consoles e quando ocorre algo neste sentido como ocrreu com o estúdio todos caem matanto em cima isso é fato.
    Volto e repito se esta estratégia dela so sera clara apartir do momento que for liberada informações mais se vamos analisar que a mesma ira abandonar o ramo ou algo assim então já daria fechada e falida a divisão da sony.

    • Não sei porque insistes numa comparação que nada tem a ver. Isto nada tem a ver com a possível falência da Microsoft, apesar de muito certamente estar relacionado com questões económicas.
      Há grades diferenças entre a Sony e a Microsoft. É que se primeira a divisão sempre foi vista como a possibilidade de salvação da empresa por ser a mais lucrativa, do outro a divisão era mal vista e chegou a ser ponderada a sua venda por ser a menos lucrativa (aliás durante muito tempo até dava prejuízo).
      O que está aqui em causa é que antes a Microsoft tinha uma base de utilizadores. E todos estavam satisfeitos. Agora com as suas políticas há muitos que não estão. E são só esses que interessam, os que não estão! Porque onde antes tinhas tudo, agora só tens parte!
      E não há negativismo nenhum por parte dos media. Estes limitam-se a comentar e analisar o que a Microsoft tem vindo a fazer! Se tudo estivesse a ser feito de forma clara e transparente não havia nada para comentar, apenas para relatar!
      Compreende acima de tudo que pode haver pessoas muito contentes por terem perdido os exclusivos, por terem os seus PCs limitados nas performances nas aplicações universais, e mesmo por a Microsoft ter fechado 7 estúdios (depois voltou atrás na lionhead). Apesar de haver um lado positivo nisso tudo, eu não consigo compreender o que há para se estar feliz com tudo isso pois o positivo será a longo prazo e o negativo é aplicado já, mas há quem esteja feliz. Mas o que interessa aqui é que quem não está agora feliz, estava em tempos. E daí que esta falta de clareza e transparência da Microsoft sobre o que as pessoas podem efectivamente esperar não os está a ajudar em nada!

      A partir de amanhã vou começar a colocar alguns artigos sobre este assunto.

      • Nao se referi a falencia da mS e sim a divisao informacoes tem a ter diversas interretacoes como se ver em maioria das frases aqui referete a este assunto, esta aberto o assunto para isso,o qu estoua falar trata se de muito sim negativismo de uma base que nao esta satisfeita com o rumo da MS em relacao ao negocios, Se em alguns comentarios aqui do site possuem informacoes sobre o plano da Ms por favor compartilhe com a gente, pois o que estoua referir é dizer vamos esperar ate a mesma se pronunciar, Mais enfim cada um pensa o que quer estou aqui a falar como um gamer como a maioria.

        • A falência não está em causa! A Microsoft é grande demais para se colocar a hipótese de falência, e seriam precisos muitos anos de prejuízos para isso.
          A questão é que a Microsoft é uma empresa de serviços e software, e a Xbox foge ao seu “core business”. Daí que seja do interesse que a divisão dê lucros ao ponto de se justificar existir. Afinal tal como a MIcrosoft juntou os seus recursos humanos das 5 first party que re-estruturou dentro de outras mais lucrativas, o mesmo pode ser feito com os recursos humanos da Xbox One.
          Nenhuma das first party dava prejuízos, apenas que em outros locais poderiam dar mais lucro.
          O mundo empresarial é um mundo cão… e não se é das maiores empresas do mundo sem se ser tão ou mais cão que os outros. Não olhes para as empresas como amigas… elas canibalizam-se se for preciso pois o lucro é só o que lhes interessa.
          Hoje a conversa é a Microsoft, noutra altura é outra qualquer. Olha a Sony e a sua divisão de TVs… tambem não se desfez dela?
          A única diferença aqui é que nas TVs não há fanboys!

          Mas a questão é que ninguem está aqui a ponderar o fecho da divisão Xbox, apenas se discute aquilo que é uma reformulação do seu funcionamento que mexe com o conceito base de consola e que como tal nem todos aceitam muito bem.
          E estão plenamente no seu direito de o fazer!

          • Sim concordo o ponto é o que se discute o que estar a se discutir em relacao a este mercado, por isto mesmo sempre espero posições oficiais, nao sou prorietario de um cosola MS e sim da sony mais é um bucado curioso ver analises sem fundamento sobre um produto a qual informacoes concretas nao estrao ai para ser analisadas.Enfim Mario o importante é o que vem para frente e realmente estou interessado em que a plataforma que escolhi (PS4) esta a trazer para este mercado, meu receio que a sony fique acomodada e mais a frente nao siga com um novo produto.

          • @Janaina

            Penso que neste momento o importante é discutir o que se está a passar com a Microsoft pois a aceitação das modificações impostas, ou não, irá definir o que será o futuro das consolas.

    • Janaina boa tarde, gostaria que vc compartilhá-se conosco suas fontes Oficiais de vendas e lucratividade de Sony, Microsoft e Nintendo. Pois vc sempre cita que a Sony tem prejuízos, Microsoft e Nintendo idem, pergunto isso porque o que sempre li e que a Sony vendia o Ps4 já com lucro, isso desde o início da geração.
      Fico grato se vc puder nos mostrar estes dados.

      • Netto digo o mesmo para pessoa como vc aonde consegue informações sobre lucratividade em relacao a consoles e divisões, para observar que na midia e alguns portais tudo é verdade nao é faco as mesmas pesquisa que muitos aqui se chama Google. O que quero dizer que as acoes da MS ao estao claras porem nao existe uma base concreta da onde pode dar este novo conceito da empresa e assuntos como o fechamento deste estudio mostra em muitas vezes que a tendencia e tornar um assunto e o produto em um vilao, por isso prefiro esperar informacoes plausiveis ao inves de ficar com pensamentos de muuiots aqui a MS vai falir etc.

        • Janaina… as empresas lançam relatorios de contas a cada 3 meses… E um no final de cada ano fiscal. É só consultar!

          Estes dados são obrigatoriamente do conhecimento público a partir do momento que as empresas estão cotadas em bolsa!

Os comentarios estao fechados.