Afinal quantas consolas Xbox foram vendidas? No máximo 36,4 milhões segundo os despachos da AMD!

A Microsoft não revela o número de vendas, preferindo desde à algum tempo revelar estatísticas estilo quantos esqueletos foram mortos em Sea of Thives. Mas mesmo sem dados oficiais, estudos de mercado atiram as vendas da Xbox para valores historicamente baixos.

Os números de vendas de consolas Xbox continuam a ser uma incógnita. A Microsoft desde à muito tempo que preferiu não concorrer com os números da Sony, optando por divulgar números mais altos, nomeadamente utilizadores mensais activos na rede, números de esqueletos mortos ou balas disparadas em determinados jogos.

Mas apesar da ausência de números oficiais há quem tenha acesso a dados de vendedores, e perante os mesmos, mesmo correndo o risco de erros de precisão uma vez que não é possivel contabilizar exactamente todas as vendas de todos os vendedores em todo o mundo, faça avaliações de vendas. Afinal o mercado precisa dessas informações uma vez que elas são relevantes para que investidores possam fazer as suas análises de mercado. E a Microsoft ao não divulgar os números de forma oficial, arrisca-se exactamente a que possam existir avaliações menos correctas, sendo que nesse sentido temos tido ao longo dos tempos várias estimativas de vendas de consolas da Microsoft, umas melhores, outras piores.

Mas na análise que se segue temos um caso algo especial. Porque a empresa em questão que revela estes valores, não lida nem com vendedores, nem sequer com consolas. Ela lida com GPUs e dados de produção e despachos dos fabricantes. E baseando-se nesses números faz análises tremendamente creditadas desde à vários anos, de diversos produtos no mercado, todos eles ligados a GPUs.

A empresa em causa é a Jon Peddie Research (JPR) é uma empresa de gestão e consultoria orientado para produtos altamente ligados à componente gráfica (GPUs), que fornece serviços a empresas ligadas à informática e videojogos, bem como a empresas que lidam com utilizadores desses sistemas. Esta empresa faz análises e relatórios que são referências globais de evoluções tecnológicas de mercado, de quotas de mercado de marcas de GPUs, de crescimento de empresas ligadas à produção de GPUs, de evolução de produtos relacionados com GPUs, e igualmente do estado do mercado de videojogos, baseando-se nas produções e despachos de GPUs para consolas.



Ou seja, como já referido, o que difere esta empresa de outras de análise é que ela não lida com dados de vendas de consolas, e como tal,  não necessita de estimativas. Ela lida, isso sim, com dados de despachos de GPUs directamente do produtor, e no presente caso, para os fabricantes de consolas.

E tal como é habitual, no presente ano de 2018 a empresa fez o seu relatório, apresentando ali dados muito, muito interessantes!

A parte que aqui vai ser analisada é apenas uma pequena parte de um relatório bem mais completo, e que engloba todo o estado do mercado de GPUs, de jogos incluindo o de PCs, e os seus três segmentos, entrada de gama, meio de gama e topo de gama.

Este relatório, denominado The Balance of Power in Gaming, pode ser encontrado neste PDF, e encontra-se agora público, apesar de, inicialmente, ter sido exclusivo dos clientes da empresa, e nele podemos ler o que a JPR Research refere quanto às suas fontes (Página 21):

Metodologia e fontes de dados

Usamos relatórios financeiros para obter dados de despachos e da base instalada de consolas de jogo.
Todos os trimestres obtemos dados de despachos da AMD, Intel, e Nvidia e os seus processadores.

Basicamente o que vemos ali é que os dados de bases instalada e de despachos de produtos podem ser obtidos dos relatórios financeiros das empresas (nunca de vendedores). Mas neste caso, talvez pela ausência de números por parte da Microsoft, o relatório não vai por ai, e não toca sequer nas consolas vendidas, nos seus despachos, nas vendas ou em qualquer número fornecido pelos seus fabricantes. O que ele faz é analisar os dados directamente dos fabricantes de GPUs, usando os seus despachos, nomeadamente a AMD, para a Sony e para a Microsoft, referindo o número de GPUs que foram cumulativamente fabricados e despachados para estas empresas.

E neste seu ultimo relatório, na parte referente à implantação da AMD no mercado das consolas, ele apresenta os seguintes dados:

Esta tabela representa o número de chips para o fabrico de consolas com GPUs AMD criados até hoje, e esperados até final deste ano, pela AMD e a evolução do cumulativo de despachos de GPUs desde 2013. E o que aqui vemos, mostra valores algo preocupantes para a Microsoft.



Analisando a Xbox 360, vemos que os números finais batem mais ou menos certo com os números de vendas totais até hoje divulgados.

Já os valores parciais da PS4 estão um pouco acima dos valores de venda conhecidos para os respectivos anos, até 2017 (inclusive), o que se revela normal uma vez que isto representa as encomendas despachadas de GPUs da AMD e não as vendas de consolas. Os números de 2018 para a PS4 serão então referentes a encomendas já devidamente contratadas e conhecidas para serem entregues.

Quanto à Xbox One, podemos ver a mesma disparidade nos anos em que as vendas da consola foram conhecidas, mais uma vez por estes serem valores de despachos de GPUs e não de vendas de consolas, e como tal, superiores. Já nos anos seguintes não podemos ter essa ideia uma vez que a Microsoft deixou de divulgar números.

Seja como for, o que nos interessa aqui é ver que o relatório refere como valor cumulativo de entregas de GPUs para o final de 2018, um total de 36,43 milhões de GPUs, o que significa um número de consolas Xbox fabricadas, e no mercado, que nunca poderá ser superior a esse valor. Deverá aliás andar abaixo disso!

E a realidade é que não temos neste momento qualquer dado que nos permite sequer ponderar a possibilidade de estes valores não estarem correctos. São a nosso ver os dados mais fiáveis até hoje divulgados pelo histórico da empresa, o seu afastamento do mercado específico das consolas e pelas fontes usadas.

Aliás o que temos são dados que nos levam a pensar que eles estão basicamente certos e mais do que certos. Basta lembrar que a Niko Partners, por intermédio do seu colaborador Daniel ‘ZhugeEx’ Ahmad, veio referir em Fevereiro de 2018 que estimavam que a Microsoft tinha vendido até finais de 2017  perto de 35 milhões de consolas. Um valor que, apesar de baseado em estimativas de vendas por dados fornecidos por vendedores, e como tal, pela necessidade de uma boa componente de especulação, sujeita a erros, não anda muito longe dos despachos de GPUs da AMD para a Microsoft que agora a Jon Peddie refere para essa altura.

Ainda a dar credibilidade a estes valores temos o relatório da Electronic Arts revelado em Maio de 2018 e que referia que até final de 2017 a Microsoft tinha vendido 29.5 milhões de consolas. E este número, apesar de baseado em estudos de mercados de vendas de videojogos, enquadra-se plenamente no que poderiam ser as consolas efectivamente vendidas face aos agora divulgados números de despachos de GPUs para esse ano.

Face a estes valores, fica a aparente disparidade do VGChartz, que aponta para os 39 milhões de Xbox One vendidas até à presente data. Mas a realidade é que, aceitando-se o erro natural deste tipo de análises baseadas em dados dos vendedores, o The Way Back Machine permite-nos ver que em Janeiro de 2018 o VGChartz apresentava como vendas da Xbox o valor de 35.8 milhões. Um valor não muito diferente do da Niko Partners, e com um erro acumulado, ao longo de 3 anos de estimativas (2015, 2016 e 2017), de 11,35% face ao revelado agora pela Jon Peddie, o que não nos parece nada de anormal. Sendo os dados analisados trimestralmente, nesses três anos foram feitas 12 análises, o que significa que o erro em cada uma delas foi de apenas 0,94%. Perfeitamente aceitável para um estudo mundial, sem dados oficiais, baseado apenas nos números de vendas de grandes superficies (e mesmo nessas, nem todas), e com grande factor de previsão e especulação de stocks, mas que cumulativamente, sem dados para controlo e correção dos erros, cresce constantemente!

Estão estes valores da Jon Peddie 100% correctos? Não sabemos, mas acreditamos, pelos motivos já expostos, que este será o relatório divulgado que mais se aproxima da realidade, e o facto de ele ir à segunda casa decimal (exemplo: 3,15 milhões e não 3.1 ou 3.2 como normalmente referido), confere-lhe uma teórica credibilidade adicional.



Agora se estes valores não estiverem correctos a Microsoft certamente virá desmentir, o que terá de fazer com mais do que meras palavras, mas apresentado os seus! Afinal espera-se que este tema seja abordado e escalpelizado pela comunidade de gamers, e os números aqui referidos, a serem errados vão danificar a imagem da consola ao revelarem-na como a consola de menos sucesso de sempre da historia da Microsoft, dadas as vendas e número de anos no mercado. Daí que a reacção da Microsoft será relevante para a confirmação ou o desmentir destes números.

 



Posts Relacionados

68
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
63 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
EwertomHennan Santos CarvalhoCarlos ZidaneFernando MolinaMário Armão Ferreira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest
Notify of
bruno
Visitante
bruno

A analise desses dados e bastante reveladora.

Na Xbox, ate 2016 houve um incremento regular de 8 milhoes de unidades de GPU para a ONE por ano em media.

Apartir desse ano (curiosamente, o mesmo ano em que se lanca a ONE S, se anuncia a X, se anuncia a partilha com o PC, se cancela Scalebound, em seguimento de Project Spark, se fecha a Lionhead e o jogo Fable vai a vida em consequencia e a MS inicia o periodo de 2 anos de propaganda ao GaaS) ha um reducao desse valor para 4 milhoes (ainda e cedo para dizer se a X causara alguma mudanca no futuro, mas o certo e que o seu lancamento em 2017 nao mudou a tendencia passado um ano).

Isto revela que os problemas da Xbox ONE nao se deveram somente ao lancamento atribulado mas as asneiras continuas que a MS foi fazendo logo a seguir.

Ja a PS4 comeca com quase 15 milhoes anuais no primeiro ano e a partir daqui ate 2018 ha um incremento de 20 milhoes ao ano, nao sendo minimamente afectada pela S ou X.

Daqui podemos concluir:

– A treta dos servicos nao pega;
– Exclusivos vendem consolas (ao contrario do que muitos fanaticos pregavam a quem os quisesse ouvir);

Rocha
Visitante
Rocha

São teorias baseadas no puro achismo, mas não tá errado todos podem achar o que quiser.
Playstation sempre vai vender mais, porque está enraizado nas pessoas, uma criança aqui no Brasil não fala quero ganhar xbox escolhe playstation.
È a marca mais consolidada do mercado e muito dificilmente isso vai mudar, a Sony sempre vai vender mais.
Não precisa criar teorias achismo porque sempre vai ser assim, o problema é sonysta que não tem xbox, ou finge ter querendo encher o saco.
Seja feliz jogando o video game que vende mais, que tem mais exclusivos, faças as petições quando o jogo não tem nota 10, e seja feliz, não sei porque xbox um video morto segundo os sonystas incomoda tanto.
No lançamento do playstation em dois anos, fizeram meia duzia de exclusivo AAA acho que nem isso o resto foi joguinho para andoid e vendeu mais, lançou o slim assim como xbox e vendeu mais, lançou o pro assim como xbox lançou o x vendeu mais.
A grande maioria das pessoas não tem nem dinheiro para comprar xbox x, muito menos um computador que só a placa de vídeo é mais caro do que video game todo.
Uma placa defazada custa https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1101515368-placa-de-video-galax-geforce-gtx-1060-3gb-_JM 1600 reais, ai nos forum aquelas pessoas que o único jeito de acessar a internet é com celular moto g de 4 anos atrás com 1 gb para passar semana toda, e fala e fala vou comprar um pc gamer, acho que nem 5% das pessoas que falam que joga os jogos do xbox em pc, tem um que funciona para jogos.
Não estou desmerecendo ninguém apenas são fatos, aqui no PC Manias as pessoas devem até ter pc mesmo, mas em outros lugares não.
Serviço não pega ai é mais um comentário de achismo de uma pessoa que sempre sai da toca para falar mal de xbox.
Exclusivos podem até vender playstation, mas não vendem xbox quase todos os exclusivos floparam.

Livio
Visitante
Livio

Concordaria 100% com os teus 2 primeiros parágrafos se o 360 não tivesse terminado em empate(na verdade o PS ultrapassou o n° de vendas) na geração anterior.

A moda no Brasil era ter um 360, as locadoras tinham 360.

Teoria, achismo?Infelizmente não foi, a MS errou no início da geração, continuou a fazer pequenos erros posteriores e isso se refletiu nas vendas.

Mas quem saiba o relatório esteja errado, o One deve ter vendido mais de 60 milhões o que pode corresponder ao total de esqueletos abatidos, de hambúrgueres comidos, de farelos de pneu deixados no asfalto e na quantidade de arranhões presente nos carros nos jogos Forza……..

Rocha
Visitante
Rocha

Xbox 360 vendia bem por causa da pirataria aqui no Brasil

Livio
Visitante
Livio

Bem como PS2, PS1, snes e Mega Drive.

Então pela sua lógica nenhum desses eram marcas consolidadas de certo aí só o PS1 não era consolidado na época.

Se em 3 gerações, todas com o hardware mais poderoso, o Xbox não se consolidou os acionistas devem ir para outro ramo

Rocha
Visitante
Rocha

Sim Lívio errou em fazer console mais caro e menos potente.
E com a mídia fazendo piada mostrando os 1080p em jogos em 720 no Xbox.
RDR2 está 4k nativo no Xbox você não vai ver ninguém comparando.
Quando lançar novo PlayStation a onda de falar de pixel e resolução vai voltar.
Mas independente da mídia ser uma das grandes influênciadora por trazer imagem ruim do Xbox.
O Playstation é um excelente vídeo game que vende muito e isso é ótimo para os jogos nunca morrerem.
Xbox vendeu 36 milhões mesmo, onde eu moro aqui quase ninguém tem Xbox, na loja de games onde comprei meu Xbox x o cara disse que eu fui o único a comprar.
E que vende cada 20 PlayStation um Xbox.
Isso importa pra mim?
Claro que não continuo jogando no Xbox com amigos que fiz na live com salas cheias.
No cód acredito que no Brasil 65% joga no play 4, uns 25% no Xbox e uma 10% no Pc..
E tanto no Xbox e até no Pc acham salas de boa para jogar…
Eu não entendo porque as pessoas se incomodam tanto com Xbox ainda mais os que não tem o vídeo game..

bruno
Visitante
bruno

Rocha o achismo acaba quando ha dados concretos. E os dados finalmente estao aqui. Ja passamos a fase do achismo ha muito tempo, apartir do momento em que a X entrou no mercado e o argumento de que a PS4 so vendia por ser a mais poderosa caiu por terra.

E fascinante verificar, desde o inicio da geracao, todos os extremos a que os fas Xbox vao para desculpar ou relativizar as asneiradas da MS. Reinventam conceitos, contrariam a logica, consideram as coisas pela metade, tudo com o intuito de justificar as atitudes da empresa. O que incomoda nao e a Xbox consola… e a vossa atitude de que tudo esta bem e de apoio a estrategias que prejudicam o consumidor, e por extensao quem nao quer ter nada com isso (sim, mesmo o de consolas da concorrencia).

A MS tenta forcar o DRM na consola? E porque e futuro, e inevitavel, e essencial a industria. Uma attitude nada abusiva e prefeitamente compreensivel. Quem criticou e que e intransigente.

A MS decide cancelar exclusivos? Exclusivos nao importam e as pessoas por tras so estavam a desperdicar dinheiro (isto depois de meses antes ter elogiado os profissionais e os projetos). Quem esta a criticar isto nao passa de um fanboy que so joga joginhos android.

A MS decide multiplicar os servicos de subcricao? E o futuro, a melhor coisa do mundo, toda a gente gosta, e o que vende e move o mercado e dita tendencias. Quem nao concorda com isto, quem acha que isto e abusivo, vive no passado.

A MS esta a vender menos que a Sony? E porque a Sony e uma marca estabelecida (apesar da MS ja ter 3 geracoes de consolas e ter empatado na anterior geracao com a Sony), nao tem nada a haver com as estrategias de cada empresa esta geracao.

Enquanto os numeros estavam disfarcados, as percentagens fabricadas pela MS podiam servir para justificar o que voces quisessem, mas agora isso acabou.

Os numeros sao clarissimos.

Ate 2016 (mesmo ano em que anuncia o Play Anywhere, suporte ao EA Access, cancela scalebound e fable legends e fecha estudios e anuncia a ONE S e a ONE X – ambas com melhorias adiconais sobre a base) a encomenda de APUs (um por consola) era de 8 milhoes. Apartir desse ano (portanto em 2017) cai para metade. Porque e que a MS reduziu as encomendas para metade? Porque as vendas da consola cairam!

Isto 3 anos depois do lancamento!

Isto nao e achismo. Isto e um facto.

A MS quis o lucro facil e para isso aumentou as subscricoes. Recheou o ecossistema Xbox de rendas mensais ao mesmo tempo que cortou forte e feio no conteudo, reduzindo as conferencias dos ultimos dois anos anteriores a este a piadas completas (a unica coisa de jeito eram multiplataformas, e finalmente o ano passado tiveste teasers de alguma coisa, mas mais do mesmo).

E justificou-se com a treta que os singleplayer nao eram financeiramente viaveis (coisa que estamos a ver nao cola porque tem sido enormes sucessos) e, com a ajuda de pessoas como tu, que os exclusivos tinham sido fracassos comerciais (reparaste como todos os estudios desses titulos ainda estao em funcionamento?).
Quando e que voces vao acordar para o que a empresa vos esta a fazer? Para o que empresas como EA (que acaba de anunciar o seu servico streaming – ja comeca) estao a tentar a fazer ao mercado?

Rocha
Visitante
Rocha

Bruno eu leio o que você escreve rindo juro!
O Xbox está 3 gerações mas muitas pessoas nem conhecem Xbox, as crianças aqui do Brasil sabem o que bola e PlayStation se falar Xbox não sabem nem o que é.
Quando eu saio com minha namorada muitos colegas que não jogam não sabem também o que é Xbox mas sabem o que é PlayStation.
Essa marca é muito forte e não vai perder o reinado em nenhuma geraçao.
A Microsoft não tem nada vê com o sucesso do PlayStation, é um console da grande massa, e de todas as classes sociais.
Só escolhem o Xbox quem conhece ambos e preferem o Xbox por algum motivo..
Xbox 360 fez muito sucesso não por causa do seus jogos porque era sempre os mesmos Gears Forza Halo mas sim porque tinha muita pirataria por isso vendia muitos aqui no Brasil…
Xbox Onde com 36 milhões de unidades ele auto se sustenta porque vende metade está tudo errado?
Porque vende a metade vai falir?
Ele sou não tem o mesmo sucesso e impacto do que o outro e tudooooo é assim.
LG com celulares. LG G5 com G6 e G7 não vendeu um terço do que os Samsung vendem e por isso está tudo errado?
Seu erro é querer moldar a plataforma Xbox e despejar um monte de bosta desculpa do que está errado porque vende menos..
Você falou de mim sinto pena porque eu tenho o melhor console da.atualidade o X e tenho jogos lançamento como assassins Creed, rdr2 e call off duty no qual você chama de retardado quem gosta de FPS neh..
Serviço com game pass eh bom para quem é pobre não tem grana pra comprar jogos mas conseguiu comprar vídeo game, eu assino porque acho que tem jogos que valem a pena..
Relação exclusivos acho que Xbox faz muitos jogos merdas, e mesmo jogos bons não vendem, Halo não vendeu nada , Gears não vendeu nada, Quantum Break não vendeu nada..
E sempre vai ser assim…

Cara para de querer falar que Xbox é um fracasso porque vende menos da metade,para de falar que o Xbox não muda por causa de pessoas como eu.
E fica feliz de gostar de um console que nada de braçada na liderança e cada vez mais vai fazer exclusivos porque lá vendem..
Eu tenho um play 4 joguei gow 4 achei jogão..

Mas não troco jogar meu cod com meus amigos no Xbox..
Se pudesse preferia ter a exclusividade do cód para Xbox no lugar de qualquer exclusivo eu aceitaria…

Eu estou feliz no Xbox acho brasileiros tranquilamente para jogar, compro vários jogos e estou feliz na plataforma e pra mim não precisa mudar nada.
E crakdow 3 vai ser outro jogo bosta muito provavelmente.
Mas não estou infeliz, pelo contrário não troco Xbox pelo play de jeito nenhum..

O problema são as pessoas que não tem Xbox e querem falar coisas iguais você fala..

Parece que você não é feliz com PlayStation.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Eu compreendo perfeitamente a pessoa ter preferência pelo Xbox, pelo Switch, PC etc, isso é perfeitamente natural.

Falando por mim, estava ponderando a compra do One X (apesar do repúdio a esse conceito mid gen) pra agora esse mês, junto ao Red Dead 2, porém com tantos rumores de novos consoles, fico com receio de comprar algo que pode vir a durar pouco, (me refiro a Scarlett) se a MS viesse a público dizer que o próximo Xbox não viria antes de 2021, aí eu animava. E tem o pior; a MS não é confiável.
Ainda; não quero streaming, não quero jogos antigos, quero novas experiências completas, se for pra ficar na multiplataforma nem compensa, melhor partir pra Steam.

PS4 Pro não quero nem de graça.

Aproveite sua plataforma, desejo boa diversão, de coração, pra todos nós.
Porém, O COMENTÁRIO DO LIVIO É IRREFUTÁVEL.

Vendi meu One, não por ele ser ruim (embora 864p esqueci o número exato, é de lascar) mas sim por não concordar com a Microsoft, e contínuo não concordando, embora o One X seja o melhor hardware do mercado, o que é bastante proveitoso pra multiplataforma por hora. Infelizmente o problema é confiança, eles não tem se mostrado confiáveis, note o WP 10 que prometeram mundos e fundos e no fim ficou todo mundo que apostou nele na mão. Nunca antes tive tanta treta como estou tendo com Windows 10.
One normal com versões fraquissimas quase comparáveis a geração passada praticamente.
4k nativo, isso e aquilo, mas a esmagadora maioria são resoluções HD com seu One normal, olha a tv 1080p de 50″ com um jogo a menos de 900p… Em 2018! Os fanboys não acordam pra realidade.

Eles da MS abandonarão o que for preciso sem se importar com o bem estar dos fãs, que são passivos e não a cobram, ao contrário, a defendem até se for duvidoso. Parece os defensores do comunismo, o negócio nunca deu certo mas tem gente que acha que pode ser diferente, Einstein tinha esse comportamento como a própria definição de loucura.

A menina dos olhos agora é fazer jogos ainda piores e genéricos com um monte de monetização. Aí não dá.

É minha visão como consumidor, já gastei nessa geração um rio de dinheiro como tantos e tenho o direito a opinar.
Comprei o Red Dead 2 pro PS4 normal e está lindo. Irretocável. Prefiro não comentar antes de finalizar. O do One X deve estar absolutamente fantástico.

Não se ofenda, não é a intenção. Aproveitem mas tenha em vista o monstro que alimentas.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Correção: Comentário do Bruno.

Júlio Esteves
Visitante
Júlio Esteves

A impressão que tenho é que: no momento que a MS verificou que a primeira colocação na vendas de consoles dificilmente seria alcançada, a questão interna do XBOX ser uma parte distinta do Windows não se sustentou (isto não quer dizer que o console fracassou) e por decisão corporativa (não do Phil Spencer) começaram os esforços de migração para uma assimilação completa com o Windows. Um Youtuber brasileiro diz que no futuro o XBOX será apenas uma ideia disponível na nuvem da MS.
Fico sempre com uma dúvida será que o número de consoles vendidos é o indicador final e absoluto de sucesso de uma plataforma?

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Que o xbox faltam mais exclusivos ninguém duvida, a começar pela compra de estúdios para aumentar consideravelmente a oferta no console, provavelmente no sucessor do one, porém dizer que o console não vende por conta dos jogos estarem nos PCs ai já é exagero. São produtos diferentes onde uma pessoa fã de console dificilmente compra um pc para jogos, etc… O que acho mais interessante aqui é que o PlayStation começou a ter consoles atrelados a exclusivos a partir do ps3, pois do ps2 para trás, tinha meia dúzia de exclusivos feitos pelo estúdios da Sony, onde vc contava nos dedos quais eram de fato bons. Quem lê essas coisas, parece que estão falando da Nintendo ou até msm da Sega nos anos 90 onde a briga era por conteúdo exclusivo. Hj há outras coisas que desconsideram, como por ex a qualidade de serviços, etc.. Mas aqui por mais que se fale coisas, há uma turminha que veste camisas de um lado, trabalha com achismos e vendem como ciência exata.

Mário Armão Ferreira
Visitante

Como compreendes o Bruno deu apenas a sua opinião sobre os factores que ele acha que são os responsáveis por esta disparidade.
Não vou tomar partidos, mas sendo que discordas dele gostava de saber a tua opinião sobre quais foram então os factores que levaram a esta disparidade.
É bom ouvir opiniões diferentes, até porque elas todas devem ser tomadas em conta.
Uma coisa é certa, terão de existir factores que levam a esta disparidade, e acima de tudo a este decréscimo, supostamente histórico, da Microsoft na venda de consolas. Quais entendes então que foram?
Pelo que percebo acho que entendes que a perda de identidade da Xbox como consola fechada, algo que durante 40 anos as definiram, não foi um deles. E não vou argumentar nem contra, nem a favor, pois acredito que isso, juntamente com uma outra quantidade de coisas, foi um dos factores, mas não sei é em que escala. Mas então, na tua opinião, quais foram esses factores?

Rocha
Visitante
Rocha

Mário pra mim tem disparidade.
Pra mim Xbox é muito melhor.
Pra mim não se compara o Xbox com PlayStation live melhor, controle melhor, console x mais potente, Halo melhor franquia de vídeo jogos.

Bruno quer argumentar porque Xbox vende menos.
Vende menos porque as pessoas preferem PlayStation pelo motivo de ser a marca referência de vídeo game.
Todo mundo conhece PlayStation diferente do Xbox.

Mesma coisa querer comparar Windows com Linux ..

Quem prefere Linux que seja feliz nem por isso vou tentar falar que Windows eh melhor se ela prefere a outra..

Muito menos querer achar argumento porque Linux vende menos…

Xbox pode ter 500 exclusivos que 495 vai flopar e console vai vender a mesma coisa..

bruno
Visitante
bruno

Por partes.
“A Sony so comecou a ter exclusivos atrelados a consola a partir do PS3, pois do PS2 para tras tinha meia duzia de exclusicos feito pela Sony onde a maioria nao tinha sucesso.”
Errado.
Reparaste na febre que foi Crash bandicoot N’ sane trilogy? Era um exclusive PS, mas da Activision.
Uma das contradicoes que mais trairam um fan Xbox que se recusava (e ainda recusa) por toda a forca a admitir que exclusivos vendem consolas foi quando deu o argumento de que o sucesso da PS1 e PS2 foi a Sony pagar para ter exclusivos nas suas consolas… Apesar de a historia nao ser bem assim (tiveste asneiras da Sega e da Nintendo contra produtoras independents nos anos 90 que levaram a muitas empresas a virarem-se para a Sony), a verdade e esta: MSG, Resident Evil, Tomb Raider, Final Fantasy, foram series hoje muito conhecidas que se estabeleceram na primeira PS e que eram exclusivas.
Fora isso tens series que ainda hoje sao recordadas da Sony e que nao tiveram continuacoes. Falo de Syphon Filter (PS1), MediEvil (PS1), Twisted Metal (PS1), Gran Turismo (PS1), God of War (PS2), Shadow of the Collossus (PS2) – nao e serie, mas foi o mais famoso de uma serie de titulo, Ratchet e Clank (PS2).
A Sony investeu em imensas IPs que tem no catalogo e continua continuamente a inovar. Mas sim, na Ps3 e que viste o esclusivos a atingir uma qualidade sem precedents (aqui comecaram a ser um simbolo de qualidade) e na PS4 essa qualidade continuou.
“Hoje ha outras coisas que desconsideram como a qualidade do servico’
A qualidade do servico so e importante numa consola no que diz respeito aos jogos.
O argumento favorito de quem defende a MS e que, por ter 3 servicos de subscricao ativos (GamePass, Live e EaAccess) o servico tem mais qualidade. Isto e falso. Estas a falar de servicos de subscricao que servem apenas para vender jogos. Uma coisa e velocidade da rede e o que e permtido fazer, outra completamente diferente e ter mais formas de vender jogos (especialmente uma que se basia no pagamento de rendas mensais).
Mas o que importa e isto – de acordo com muita gente a “qualidade do servico”, ou seja, os servicos de subscricao estao na Xbox. No entanto as vendas sao o que sao, o que significa que essa suposta qualidade nao e qualidade nenhuma e que o consumidor nao quer saber.

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Bruno, gostaria de colar e lhe responder parte por parte, mas não consigo, porém estou lendo partes por partes e irei te responder: Você começa a falar de Crash, porém além do jogo não ser mais exclusivo, o mesmo nunca foi uma unanimidade no ps1, não falo somente de vendas como também de crítica, onde o 3 foi o que elevou o game a um patamar maior, mas está longe de ser o que foi o Gt para o ps1. Vc cita o Crash, mas não conseguiria citar 5 ou 6 games na geração ps1 dos estúdios Sony, sabe pq? Pq não existia, mas ainda levarei tranquilamente, pois o ps1 estava a nascer. O Crash era um game que a comunidade playstation estava querendo há anos e coincidentemente vende muito na europa em especial no reino unido, logo nos paises da europa e reduto dos apaixonados pelo playstation em escala maior. Vc fala de séries e séries consagradas onde algumas delas já estavam na própria Nintendo antes, mas desconsidera quando digo: FEITOS POR ESTÚDIOS DA SONY! A Sony elevou sim a qualidade dos jogos no ps3 e foi nele que cito que as coisas de fato apareceram, por mais que alguns desses jogos achei superestimados, porém é quase uma blasfêmia dizer que alguns jogos da Sony não são bons assim. por ex: Acho as Séries: Infamous, Lbp, Ratchet e Clank, Resistance, Killzone, medíocres, para não dizer em jogos sofríveis como Knack, etc… Quem vê você falando parece que a Sony só faz pérolas, algo que está muito longe da realidade. Bruno, não vou ser mais duro com as palavras contigo no que escreveu quanto a serviços por 3 coisas: Primeiro que tenho educação, segundo que devo respeito a ti e a todos e terceiro que você aparenta ser um cara bacana, mas dizer que o serviço não tem mais qualidades é fugir com a verdade dos fatos. Vc mora em Portugal e não tem noção nenhuma do custo de um game aqui no Brasil, tampouco do salário e da crise econômica do País, ou seja, não tem noção do valor de um gamepass, não tem noção de um valor do EA acess, onde a assinatura do gamepass no Brasil sai mais barato do que em um país como Canadá onde o meu irmão está e assina o gamepass brasileiro por conta disso. Não entro na questão da qualidade da live, pois é quase uma unanimidade, porém eu nunca tive problemas com a psn também, inclusive com a Nintendo network também onde muitos atacam, mas não possuem console da nintendo para saberem se funciona ou não a rede, onde fica mais fácil falar o que não sabem. Com relação às vendas, vou responder ao Mário também aqui! Mário, não há nada de diferente! A Microsoft tinha tudo que cita como plataforma fechada na geração do ps2. Console mais poderoso, exclusivos poderosos, etc etc etc… e vendeu um pouco mais de 30 milhões de consoles. na geração passada, o xbox vendeu mais somente nos EUA msm tendo tudo isto que fala de uma plataforma fechada. Console poderoso, exclusivos poderosos, etc etc etc… Conseguiu vender mais nos EUA por conta de preço, poderia citar algo que não mencionas, mas que conta que é a pirataria, msm não sendo uma prática certa, ela funciona em todos os cantos do mundo, porém msm com o ps3 mais caro, não tendo pirataria, o mesmo jamais perdeu para o xbox 360 na europa, o xbox jamais vendeu bem no Japão e o ps3 jamais deixou de vender bem nos EUA, ou seja, creio que esteja explicado prá ti! A microsoft poderia lançar um console mais poderoso, fechado, com uma tonelada de exclusivos, com a metade do preço que ainda sim não venderia mais que um playstation a nível global. Você vai ver a próxima geração com o xbox bem melhor do que nessa geração, com um console mais atrativo, mais poderoso em analogia rápida com o que fora o xbox one, talvez mais barato em relação ao one no lançamento e com bem mais exclusivos, independente de sairem nos pcs ou não e… Venderá menos que o ps5! Dos 3 maiores mercados do ocidente, o playstation vende muito bem nos 3, onde na europa fez fãs apaixonados, devotos onde a realidade irá mudar com esse público de 100 milhões para mais quando envelhecerem.

bruno
Visitante
bruno

Edson, vamos nos entender! Estamos a falar de fatores que afectam as vendas das consolas, nao da qualidade dos jogos de ha 20 anos atras! O assunto e: exclusivos sao ou nao importantes? Tu afirmas em cima, no primeiro comentario, que ha outros fatores igualmente importantes como a qualidade do servicos pelo qual a ONE se distingue (na tua opiniao) e dizes que antes da PS3, ninguem falava dos exclusivos PS!
E o que te tentei demonstrar e que tens series hoje consagradas que eram exclusivas da PS1 e PS2. Apesar de nao serem feitas pela propria Sony! O ponto e: as consolas sempre venderam por exclusivos! Se eram Sony, se comecaram antes, se eram outra coisa… isso e indiferente! Final Fantasy VII foi exclusivo PS (pelo menos durante algum tempo), apesar da serie ser muito mais antiga e ter iniciado na Nintendo. Hoje esse titulo ainda e dos mais populares de toda a saga.
O que tentei demonstrar e que muitos classicos, que as pessoas hoje recordam com nostalgia foram exclusivos PS. Que desde o inicio as consolas PS venderam… devido aos jogos exclusivos! E sempre foi por isso que se distinguiram. Queres negar que muitas pessoas compraram PS2 por causa de MSG 2? Qures negar o papel de RE2 ou TR2 na venda da PS1? Mais uma vez esse sucesso ocorreu por causa da exclusividade desses titulos!
Agora se esses jogos foram feitos pelo estudios da Sony ou nao… O que importa? Nao podiam ser jogados apenas nas consolas PS na altura?
Ninguem esta a afirmar que a Sony so teve sucessos em mao (ate te posso dar uma lista de jogos que hoje estao esquecidos). Mas foi entre a PS2 e a PS3 que a Sony cimentou os seus exclusivos com classicos que se tornaram referencia da marca (God of War, Killzone – gostes ou nao a sequela do primeiro esta avaliada acima de 80, LBP – unico na altura, gostes ou nao, Shadow of the Collossus – muito inovador na altura). A tua opinia pessoal e a tua opiniao pessoal e a ela tens direito. Mas uma coisa e a tua opiniao pessoal, outra a realidade geral do Mercado. Uncharted, TLoU, God of War III, Heavy Rain, Killzone 2, Infamous ajudaram a vender a PS3.
Voces falam como se as pessoas, nos EUA e na Europa, fossem completamente cegas e comprassem sem avaliar opcoes. Quando a realidade e pelos motivos economicos que referes e que sao voces que basicamente sao obrigados a uma opcao por ser a mais barata.
Edson, ter servicos de subscricao nao e ter qualidade de servicos, mas sim ter mais ofertas/formas para vender jogos. Ter jogos a precos reduzidos nao e ter qualidade do servico. Ha qualidade, e ha variedade de oferta. O meu ponto e que voces confundem as duas, e dizem que a Xbox tem mais qualidade porque apresenta 3 servicos de subscricao! Isto nao e qualidade, e variedade de formas de vender jogos.
Sobre as vendas, Edson, desculpa mas nao cola. Na primeira Xbox podia ter-se afirmado que a MS perdeu poque a PS2 era a mais estabelecida (afinal a PS1 foi muito popular e estava conectada com series que as pessoas adoravam apesar de nao pertencer a Sony).
Agora, a X360 exisitu, vendeu mais de 80 milhoes, introduziu alteracoes no mercado e as pessoas conhecem bem a marca Xbox. O que nenhum de voces quer admitir e que a Xbox falhou em competir com a Sony e que isso se deveu as decisoes erradas da propria MS.

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Bruno, sim tem razão quanto a esses jogos, porém estamos debatendo sobre o Hj, onde essas séries estão no concorrente por isso que falo dos exclusivos feitos pela sony, pois o que se tinha no playstation, não se tem mais! Eu admito que a microsoft fez coisas erradas sim, porém enxergo erros da sony, onde não vejo ou nunca vi esse msm ímpeto para citá-los! Na geração passada tudo era em cima do poder teórico do ps3, msm provando que a maioria dos jogos rodava melhor no xbox 360, onde as pessoas queriam justificar um alto preço do ps3 por conta de poder teórico e blu-ray, mas as coisas se inverteram e hoje tudo é massacre sobre o xbox. Criticar a plataforma é diferente de massacrar e é o que acontece. A partir do momento que vc tem mais opções, sim vc tem mais qualidade, Bruno, porém esquece que tbm a live tem sim uma rede online melhor, além de ofertar retrocompatibilidade, além de ter 4 jogos ofertados no With gold, etc… O xbox 360 vendeu 80 milhões, porém provavelmente mais de 80 por cento foi nos EUA, pq eu entendo sim que os Estadunidenses se mostram mais racionais quando o assunto é compra, onde que as vendas do ps3 desde o início maiores na Europa mostram que europeus quando o assunto é playstation, compram por paixão, por devoção e não tem como justificar o injustificável, Bruno! E todas as suas respostas ao Mário quando Mário defende o ps5 em 2019, mostra claramente o seu lado, quando polariza as plataformas e deixa claramente sua defesa em prol de uma sobre a outra. Já li inúmeras coisas suas onde claramente deixa a sua paixão falar mais alto e põe o concorrente como uma ameaça.

Livio
Visitante
Livio

pq eu entendo sim que os Estadunidenses se mostram mais racionais quando o assunto é compra, onde que as vendas do ps3 desde o início maiores na Europa mostram que europeus quando o assunto é playstation, compram por paixão

Não sou europeu, mas porquê os americanos são mais racionais por comprar um produto da própria casa e que oferece(oferecia) mais jogos shooters, estilo adorado pelos americanos na época(Hj o estilo está mais difundido)? Não seria comprar um console pela paixão no estilo?

Se for assim defino os japoneses como os mais racionais em termos de console, pois o Switch pode ser levado a qualquer lugar e ao chegar em casa o portátil vira um console de mesa.

Eu vejo que um console vende pelo o que oferece e que é único entre os demais. One oferece serviços de assinatura, mas grande parte dos jogos também está do outro lado, uma diferença é que paga barato por um serviço mas não é dono da cópia.

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

O Xbox one continua oferendo os mesmos shooters e vende menos que o ps4 nos EUA, agora compreendeu? Livio, nunca disse que o ps4 não tem valor e sim que o Xbox tbm tem. Sempre concordei com o Mário quando aponta os erros do Xbox, mas nunca o vi massacrar como alguns fazem como se fosse o pior produto do mundo. Quanto ao switch, ele é líder absoluto desde que foi lançado no Japão, porém faltam sim jogos multiplataformas. O problema é que vc sabe o que quero dizer, mas as vezes finge não entender para concordar com o grupo do Bolinha. Incrível é que vc sabe que a Microsoft investe no Brasil, vc sabe das dificuldades do povo aqui, mas msm assim quer defender o indefensável. O pessoal de portugal eu compreendo, pois além dos preços serem mais acessíveis, o pessoal tem suporte da Sony, onde a Microsoft tem por hábito ignorá-los comercialmente, mas no Brasil é o inverso disso, porém o povo aqui sofre da sindrome de Estocolmo como poucos.

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Sim, nunca discordei de ti sobre isto! Só acrescentei algumas teorias que tenho, mas não tenho dados para comprová-las!

Livio
Visitante
Livio

O engraçado é que não tem ninguém massacrando o One nestes comentários, o que se tem são comentários a falar que algo está errado com One por não ter fabricado nem a metade do que foi fabricado para o 360.
Não finjo para concordar com o clube do bolinha, concordo quando há um motivo corretoe discordo quando há uma motivo errado, mas o meu apoio a ser dono de uma cópia, dw preferência física, é ser algo de errado? A minha única crítica em relação ao Game Pass é o fato de não ser dono da cópia, paga 1 real no período inicial e depois paga o valor cheio para depois não ter nada, fora que é obrigado a ter uma segunda subscrição para jogar online.

Coloquei a palavra oferecia ao referir sobre shooters na geração 360 pq na época era o console desse tipo de estilo.

Se no seu comentário você diz que os americanos são mais racionais devido atualmente preferirem o PS4 então é melhor rever o que escreveu pq lá só há associações entre 360 e PS3.

Pego as palavras do Bruno em falar que se o PS4 tem 80 milhões é porque na atualidade o PS4 aparenta ser a melhor opção do que tem a oferecer, não que eu diga que o One é ruim, mas perante a comparação, mesmo com vários serviços a serem oferecidos, o One, para aqueles qe ainda não tem um console, não transmite essa sensação de ser a melhor opção. Pode ser simplesmente o que o Mário sempre fala, a MS quer mudar este modelo de negócio que existe há 40 anos e muitos atualmente não aceitam.
Para quem não teve a geração anterior e está entrando agora na atual geração o One é a melhor escolha e isso não nego.

Agora essa discussão somente está assim porque muitos não aceitam a revelação de dados(creio que o terceiro em 2018) que mostram que há algo de errado no Xbox, vender/fabricar menos que a metade do antecessor indica que não há a aceitação do público e que ainda há algo que o faça não ser aceito. Infelizmente aqueles que não aceitam que há algo de errado preferem colocar a culpa na concorrência, na mídia ou simplesmente preferem justificar que o Xbox é ofuscado pelo nome PlayStation, então se este está sendo ofuscado indica que há realmente um problema ou então que o Xbox não tem brilho próprio (que é o mesmo que dizer que o 360 só vendeu devido a pirataria)

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Sim! O one é bem pior por ter menos exclusivo, onde que mais de 90 por cento da base de um console é feito de jogos multiplataformas. Eu não tenho one, tenho ps4, mas pelo menos consigo, creio eu, ter algum discernimento das coisas ainda. O massacre não é especificamente aqui, mas sempre querem demonizar a plataforma e é nisso que bato. Toda empresa pensa em dinheiro, mas parece quando se lê algumas coisas aqui, que só a Microsoft é assim.

bruno
Visitante
bruno

Edson, quem trouxe o assunto dos jogos das anteriores geracoes foste tu! Nao importa que hoje elas sejam multi… na altura estavam so na PS e so na PS se podiam jogar. Na altura ajudaram a venda de consolas, porque eram exclusivas! A exclusividade sempre foi um fator determinante! Para que continuas a insistir nos estudios?
A tua logica tem piada:
– Brasil: por razoes economicas sao quase obrigados a adotar as praticas da MS (porque e a mais acessivel e os servicos tb).
– EUA: a Xbox e um produto nacional.
– Europa: pode comprar o que quiser, e nao tem nem o fator patriotismo nem o fator economico a influenciar.
Conclusao a que chegas: os europeus sao os mais enviesados, mais levados pela paixao, e aqueles que nao sabem tomar uma decisao racional. Claro.
Mais uma vez: Ea Access, GamePass sao formas de venda, sao plataformas digitais como o Steam! Cujo o unico intuito e angariar clientes e trance-los a uma plataforma digital reitrando o dinheiro da venda a retalho. Isto nao tem nada a haver com estabilidade, com funcionamento, isto e como uma promocao permanente. Para falarmos de qualidade tem que se comparer as promocoes que sao feitas entre os dois servicos, a oferta e se realmente ha mais qualidade. Voce stem mais variedade em promocoes, mas tem cortes na qualidade do oferecido (as ofertas do live pioraram, p. ex.) Por isso, achas mesmo que se deve falar de qualidade aqui?
As diferencas entre a performance da PSN e Live foram um fator a geracao passada, mas nesta… definitivamente nao e. Concordo quando dizes que a Live tem melhor performance, mas mais de 80 milhoes de pessoas jogam online na PS4 sem queixas de maior, e sem mudar de plataforma, por isso, aqui tens diferenca de qualidade, sim, mas muito menor que face ao catalogo e ser conteudo.

Sobre as minhas paixoes – eu estou a analisar numeros. Tu respondes-me com acusacoes de que nao se deve massacrar a Xbox que ja foi muito massacrada…. Quem e que esta a ser levado por paixoes aqui?

Livio
Visitante
Livio

De PS1 lembrei destes(jogos de estúdios FP):
Medievil;
Blasto;
Rally Cross(gostaria de uma continuação no estilo do 1º jogo);
Twisted Metal;
Gran Turismo;
Syphon Filter;
Porsche Challenge;
Wipeout.

No PS2 surgiram:
God of War;
Socom;
Sly;
Ico;
Shadow of the Colossus;
Killzone;
The getaway;
Siren

Rocha
Visitante
Rocha

Bruno só responde uma coisa porque você se importa tanto com a Microsoft se você não tem um Xbox ?
O que importa se ela vende 30 ou 300 milhões se você não tem?
Porque se apega tanto as vendas vai mudar alguma coisa na sua vida?
Você não percebe que seu argumento é tão insignificante, você precisa falar isso para quem ainda não tem Xbox e não para quem já tem, porque quem tem não se queixa.
E quem tem com toda certeza vai esconder a gamertag porque não joga.

Aliás no lugar de falar mal do Xbox fala bem do PlayStation tenta convencer mais pessoas a ter o console.

bruno
Visitante
bruno

Rocha, depois de todo o alarve de disparates que acabas de escrever, qual crianca contrariada que nao tendo como responder vira para o gozo basico, nem te devia responder. Mas vou ter por ti o respeito que nao tiveste por mim.

Vou me so dar ao trabalho de te recordar que este site e um espaco de discussao e que durante anos os fas Xbox (como e o teu caso) negaram que a estrategia de exclusivos vender consolas fosse valida para vendas e que as estrategias da MS eram perfeitamente validas e desculpaveis. Estou so a comentar e a salientar para essas pessoas (tu incluido) que os numeros provam que voces estavam e estao completamente errados naquilo que sempre afirmaram.

Tu pessoalmente gostas? Estas em todo o teu direito. Apenas nao tens razao nenhuma ao afirmares que para o mercado e eficaz, ou que e um grande servico aos jogadores. Porque o que os numeros revelam e que nao e.

O argumento de que a PS vende porque e uma marca popular e a Xbox desconhecida, nao cola. A 360 dividiu o mercado com a PS e esta e a Terceira geracao Microsoft. No teu pais, como tu mesmo admitiste, a 360 foi imensamente popular (pirataria ou nao, as pessoas conhecem as consolas), por isso ate entras em contradicao neste ponto.
Vendas significam que as pessoas gostam do que compram. Algo que tem mais vendas, significa que agrada mais ao publico. Tu transformares isto em eu andar aqui dizer que as pessoas tem que comprar PS so demonstra o simples facto que nao queres aceitar a realidade dos factos e estares a tentar desesperadamente transformar isto numa caca as bruxas para desacreditar o que as outras pessoas escreveram. Essa e a tatica favorita que ja foi aplicada aqui milhares de vezes por imensa gente ao longo dos anos.

Rocha
Visitante
Rocha

Bruno você que fala em números o tempo todo!
As pessoas compravam Xbox por causa da pirataria, se não fosse ela iriam comprar playstation.
Mas enfim, não entendo onde você quer chegar, a Xbox vende menos, é menos popular, a mídia nunca fez um jogo que roda melhor no Xbox.
Pra mim vendas não importam eu não ganho nada com isso, se um dia o Xbox estiver com servidores vazios eu mudo de plataforma, alias nem preciso tenho Playstation aqui!
E sim para o mercado 90 milhões gostam de play 4 e 35 de Xbox, e qual problema nisso?
Esses argumentos de vendas seria melhor você mostrar para quem pretende comprar ações, porque você prefere debater quanto um console vende do que jogos.
Alias jogar acho que deve ser a última coisa que você faz.
E sobre exclusivos a maioria dos jogos do play acho tão lixo como as do Xbox, e mesmo achando um monte de jogo lixo, acho que devo ter jogado mais do que muitas pessoas.
Gostos são gosto, quem gosta de FPS correr atirar recarregar, tem quem gosta, de um jogo de uma codorna falante que demorou 10 anos para ficar pronto.
Se for falar em vendas call of duty é para ser um supremo absoluto porque vende muito, mas o jogo tem gráfico porco, não tem campanha, mas se vendas importam ele é melhor do que quase todos os jogos de play 4.
Mesma coisa quando eu olho para meu playstation 4 aqui e para meu xbox x, quando ligo play 4 em seguida xbox só a dash do xbox acho muito melhor fora todo o resto, mas tem 90 milhões de pessoas que gostam…

Assim como call of duty que vende muito, jogos que levam 10 anos para ser feito o da galinha e não vendem nada e chama de obra de arte.
Números vendas e matemática só as vezes valem outras não para vocês.

bruno
Visitante
bruno

Falo em numeros porque este e um artigo sobre numeros! Nao sei se reparaste nisto?
Se a Pirataria tivesse sido o principal motivo de compra da consola ela teria terminado mais cedo e a geracao seguinte teria iniciado mais cedo. Isso nao ocorreu. O que tu dizes contraria tudo o que foi dito pelos teus conterraneos neste site ao longo dos anos: que no Brasil a Xbox nao e conhecida, que ninguem sabe o que ela e, etc. Isso e treta e nao convences ninguem.
Pa, mais uma vez, porque ja repeti isto antes: que tu gostes ou nao gostes e contigo. Mas aqui nao estamos a falar do que o Rocha gosta ou nao. Estamos a falar do mercado, e do que e que as pessoas compram e porque estao a comprar.
Vou repetir outra vez: o problema de 90 milhoes estarem no Play e 35 na Xbox e que as estrategias da Xbox, que voces se fartam de defender como sendo perfeitamente validas, nao sao validas. Nao resultam. E que, ao contrario do que muita gente aqui sempre afirmou, exclusivos vendem consolas, porque a partir do ano em que a MS cancelou exclusivos e apostou em servicos, servicos e servicos (se e que aquilo se chama servico), houve uma quebra para metade no numero de consolas Xbox produzidas (significa que as vendas cairam e os stocks aumularam.) Queres negar isto?

Fernando Molina
Visitante
Fernando Molina

Se realmente são esses numeros mesmo, na minha opinião, o One é realmente um fracasso em vendas, e nem mesmo o X conseguiu salvá-lo, mesmo pq na geração anterior a Microsoft vendeu mais de 80 milhões de consoles e fez frente a Sony, e agora que a geração vai chegando ao fim, eu fico admirado como a Microsoft conseguiu jogar no lixo tudo que ela conquistou com o 360, na próxima geração vai ter que começar praticamente do zero