Análise: O!Play TV Pro – Sintonizador Tv Digital DVB-T e Media Center multimédia com funções avançadas.

Numa altura em que a Televisão analógica deixou ontem de ser uma realidade, a Asus envia-nos para teste o seu O!Play TV Pro.

Este aparelho ultra completo é não só uma box capaz de recepcionar televisão digital terrestre, e como tal fazer o papel de uma caixa descodificadora topo de gama para televisores com receptor analógico, mas igualmente um media center com funções extendidas, entre as quais se destacam a capacidades multimédia que funcionam sobre internet, e a possibilidade de colocar um disco como Network Attached Storage, aka NAS, ou em linguagem mais vulgar, um disco de rede.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Com um preço que vai desde os 170 aos 190 euros, dependendo da loja onde é adquirido, este é um aparelho bastante mais caro que uma tradicional caixa receptora, muitas delas igualmente com media center incluido, e que podem ser adquiridas a preços muito mais acessíveis.

O que distingue então este O!Play da concorrência, e acima de tudo o que possui ele que justifique o seu preço?

Para começar temos a qualidade Asus no produto. Quer isto dizer que aqui podemos lugar um disco rígido ou uma pen drive de alta capacidade, e cujos valores são muitas vezes superiores aos das boxes descodificadoras económicas, sem o receio de os podermos vir a queimar ou danificar o seu conteúdo. É que apesar de tal não ser uma situação muito comum, a realidade é que os produtos mais baratos não possuem muitas vezes a qualidade desejada para proteger os meios externos que lá são ligados, e como tal, o risco de perda do aparelho ou do seu conteúdo são uma possibilidade. E isto assumindo que a Box económica possui uma marca de renome porque quando entramos no domínio das boxes OEM ou de marcas desconhecidas (e normalmente chinesas) aí o o risco existente assume proporções muito menos aceitáveis.

Mas esquecendo essa situação, até porque mesmo com marcas mais fracas ou mesmo desconhecidas, existem boas boxes no mercado, a marca Asus é igualmente garantia de suporte constante e de actualizações de firmware que venham a ser necessárias. E estas são situações que, mesmo nesta fase em que apenas estamos a tomar em consideração a capacidade descodificar TV digital do aparelho, são imprescindíveis para muitos, apesar de, naturalmente, não justificarem só por si a diferença do preço.

Mas quem leu a nossa análise ao O!Play mini  ficou a saber que quando falamos de um O!Play estamos a falar de um produto de topo, e o facto de o produto ter obtido a nota máxima que podemos atribuir a um produto analisado é bem reveladora desse facto. É que como Media Center os aparelhos que ostentam a marca O!Play são imbatíveis, com um suporte a um número de codecs invejável (mais de 50 formatos suportados), uma qualidade de imagem irrepreensível, total suporte para legendas e caracteres em português (a praga que assombra as boxes económicas com media center), definição de cores, bordas, posição, tratamento e dimensão de legendas, e tudo isto com suporte para reprodução de alta definição 1080p em bitrates elevados e com suporte às mais diversas tecnologias usadas em televisores, como é o caso do 3D e o Dolby Digital 7.1 HD.

Mas este O!Play TV Pro expande em muito as capacidades do O!Play Mini. Apesar de as capacidades de reprodução serem idênticas, a inclusão do descodificador TV aumenta a sua capacidade de utilização, sendo que o aparelho pode, à semelhança das boxes da Zon e da Meo, efectuar gravações por programa (usando os menus de gravação ou a função EPG que permite visualizar a programação) ou por hora, e que podem posteriormente ser visualizadas.

Para estas gravações este O!Play recorre a um sistema de armazenamento que se encontre ligado ao mesmo. E aqui há várias possibilidades uma vez que o aparelho possui uma porta USB 2.0 que permite o uso de uma pen drive ou disco rígido externo, uma porta com leitor de cartões SD, MMC, MS e xD, uma porta USB 3.0 que permite a ligação a outros aparelhos que já suportem esta norma, e ainda a baia interna onde se pode colocar um disco rígido que será usado localmente e preferencialmente e que, uma vez o aparelho ligado a uma rede caseira, verá o seu conteúdo acessível a todos os computadores dessa mesma rede. Há ainda a possibilidade de se ligar um gravador de DVD’s externo a uma das portas USB que o aparelho o detectará e usará para leitura e gravação à semelhança do que faz com os outros media.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

A ligação à rede caseira pode ser feita por cabo de rede usando a porta ethernet situada na traseira do aparelho, ou então via Wireless usando a placa de rede sem fios Gigabit embutida no aparelho. Este último tipo de ligação sem fios que utiliza a norma 802.11N, permite que, com atecnologia O!MediaShare e O!Direct, seja visualizado no televisor conteúdos presentes no smartphone/tablet (O!MediaShare), ou no PC (O!Direct). Trata-se no fundo de uma espécie de DLNA invertido onde o PC e Smartphone/Tablet não fazem de receptores, mas de emissores.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Para coroar a parte de conteúdos multimédia, o O!Play TV Pro permite o acesso directo a conteúdos da internet. Assim, entre outros, podemos aceder a RSS Feeds, conteúdos Youtube, Facebook, Picasa, Animal Planet, Beet.TV, CNN, CBS News, Dailymotion, Nasa TV, Vimeo, etc. A lista é imensa.

A nossa experiência com o O!Play TV Pro foi excelente e sendo este produto uma evolução do O!Play Mini cujo preço é de 70 euros, achamos que os extras justificam plenamente os 100 euros adicionais. Seria assim lógico pensar que estaríamos perante um novo produto que iria obter a nossa nota máxima. Mas não!

Infelizmente no tempo que tivemos o aparelho disponível, o O!Play TV Pro não se revelou exactamente ao mesmo nível do O!Play mini. E quais foram as diferenças?

Antes de referirmos as falhas encontradas há que deixar claro que a amostra que recebemos é destinada a testes e pode ter sofrido tentativas de modificação por parte de administradores de outros sites por onde o produto passou, não apresentando assim as mesmas condições que uma unidade vinda de fábrica. Mais ainda o firmware usado foi o incluido e não a última versão, mas seja como for, no espaço de algumas horas de testes intensivos o O!Play TV Pro bloqueou-nos por duas vezes, uma situação que nunca nos aconteceu com o Mini. Em ambos os casos tentávamos verificar a compatibilidade do aparelho com ficheiros vídeo com formatos mais “fanhosos” e menos comuns, sendo que em vez do erro de compatibilidade que normalmente é apresentado no Mini (e normalmente neste modelo também), este O!Play bloqueou, obrigando a puxar o cabo da energia.

O outro factor que nos leva a retirar uns pontos à avaliação, e como tal a nota perfeita do O!Play Mini, prende-se com a gestão de energia do aparelho.

Quando se liga o O!Play à tomada pela primeira vez, em vez do esperado stand-by, reparamos que o aparelho arranca (led com cor azul). Ora tal não parece problemático uma vez que uma simples pressão no botão de “power” do comando coloca o aparelho em stand-by (led laranja). E tal pode ser igualmente feito com uma pressão no botão situado na parte central e frontal do equipamento, que quando pressionado por alguns segundos desliga mesmo o O!Play (led apagado).

Ora acontece que, devido a questões de economia na electricidade, as tomadas a que foi ligado o O!Play encontram-se temporizadas, cortando a energia de forma total no período nocturno. Quer isto dizer que todas as manhãs o O!Play, mal a electricidade retornava, arrancava e mantinha-se em pleno funcionamento durante todo o dia, ou até ser novamente desligado. Trata-se de um problema que não detectamos na altura da análise do O!Play Mini e que este possui igualmente, mas comparativamente os seus consumos são quase insignificantes dado que o O!Play mini se mantém ligado mas inactivo, ao passo que aqui o O!Play TV Pro sintoniza imediatamente a TV que passa a descodificar, bem como alimenta o disco de rede que está a partilhar na rede, com consumos significativos. Esta é uma situação que a Asus necessita de rever.

Análise: O!Play TV Pro - Sintonizador Tv Digital DVB-T e Media Center multimédia com funções avançadas.
Compatibilidadewww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
Tal como em todos os produtos da gama O!Play o suporte é algo de abismal, com mais de 50 formatos suportados. Conforme já referimos na análise ao O!Play mini, poucos produtos no mercado oferecem um suporte que se aproxime sequer em termos de quantidade, o que inclui o bem recente e já amplamente usado FLV. Repetindo o que já dissemos no O!Play mini, o numero de 'codecs' e de 'containers' suportado é igualmente fabuloso e conjugado com um elevado suporte a formatos audio e a legendas, fazem desta gama de produtos dos mais completos, se não mesmo os mais completos, do mercado. O suporte a RSS Feeds e a conteúdos multimédia online em uma grande variedade dos sites mais conhecidos da internet são uma cereja no topo do bolo. Infelizmente o aparelho parece lidar menos bem que o O!Play mini quando se trata de formatos menos conhecidos ou utilizados, podendo bloquear.
Qualidade de Imagemwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
O que dizer de um produto que apresenta uma qualidade de imagem perfeita, e com um re-scaling da imagem, quando a mesma é em menor resolução, com uma excelente qualidade? A qualidade de imagem é intocável com qualquer tipo de resolução standarizada, desde o PAL ao Full HD, sendo que os formatos HD são aqueles que, de forma natural, melhor qualidade apresentam.
Qualidade de Somwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
O suporte a codecs de áudio é igualmente de topo, com o Dolby Digital 7.1 HD a ser suportado, e com uma ligação S/PDIF para acompanhar.
Suportewww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
Apesar dos updates de firmware regulares que a Asus apresenta este aparelho ainda necessita de refinar alguns pormenores, sendo que gestão da energia é uma delas, conforme descrito no artigo de cima. Esta deverá ser uma situação que, tal como todos os restantes problemas existentes, terão uma solução breve, não fosse o facto de a Asus abrir os firmwares destes produtos à comunidade de modders.
Overallwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
Este é um produto fenomenal que junta o melhor de uma set up box de recepção de televisão digital terrestre ao melhor de um sistema multimédia e media center. O seu preço de cerca de 170 euros não pode por esse motivo ser considerado exagerado pois este é um aparelho que não só é bom no que faz, como está mesmo entre os melhores no que faz. Infelizmente o produto não leva a nota máxima por possuir as duas situações que aqui referimos. É certo que poderão ser corrigidas, mas aqui analisamos o produto tal e qual como este nos foi entregue, pelo que as situações detectadas nesta unidade são uma realidade.

 

Clique se pretende explicações sobre este simbolo e o nosso sistema de avaliação

Publicidade

Posts Relacionados