Análise: YJ669 – Heli 3.5 Canais C/Câmara Espião

Introdução:

A evolução tecnológica trouxe muitas novidades e revoluções, e não haja dúvidas que uma área que ganhou bastante com a mesma foi a dos brinquedos.

E se a geração dos meus Pais brincavam na rua com um arame e um pauzinho, já a minha geração foi agraciada com o começo da era da electrónica, com walkie talkies, brinquedos electrónicos, carros telecomandados, etc.



No entanto, é a geração actual que mais beneficia com tudo isso, com os preços da electrónica super acessíveis, e uma panóplia de geringonças e gadgets que eram impensáveis na minha juventude.

Diga-se que apesar de tudo, ainda tive oportunidade de desfrutar de algo que sempre me fascinou, os brinquedos telecomandados. E na minha infância tive vários, desde aqueles comandados por fio, até aos primeiros carros telecomandados sem fios que apareceram.

Mas essa electrónica não era barata, e um carro telecomandado podia chegar aos 60 euros (na altura 12 contos), algo que na década de 80 equivaleria a algo como cerca de 125 euros agora. Por aqui vemos como as coisas mudaram, com carros telecomandados de grande qualidade a serem vendidos por 15 euros ou mesmo menos.

Mas já na década de 80, inícios dos anos 90 algo apareceu que sempre sonhei possuir. Uma derivação dos carros telecomandados, mas muito mais complexa, cujos preços eram na altura simplesmente proibitivos, a rondar já nessa altura algo como os 200 contos (1000 euros). Falo, naturalmente, dos helicópteros telecomandados.

Mesmo com a descida de preços, ainda à pouco mais de 8 anos, um helicóptero desse género poderia custar algo como 400 euros, e estes produtos só se tornaram realmente acessíveis quando a massificação da sua produção, vinda dos mercados asiáticos, permitiu essa situação.

E creio poder afirmar com toda a certeza que o PicooZ foi o helicóptero que modificou o mercado. Este foi aliás o meu primeiro helicóptero telecomandado, custando na altura do seu lançamento algo como 50 euros, o que não se pode considerar exactamente barato, especialmente se considerarmos que se trata de um helicóptero de 2 canais (subir/descer e rodar esquerda/direita), em esferovite, e com reduzidas dimensões (17 cm de comprimento).

Naturalmente o PicooZ era limitadíssimo e o avançar com ele requeria a colocação de um pequeno peso metálico na sua frente que o inclinava fazendo-o avançar nos actos de subida/descida. Uma situação caricata, mas que efectivamente abriu este mercado ao público em geral com este helicóptero a vender milhões de unidades a nível mundial.

Devido ao seu sucesso milhares de outros helicópteros surgiram, mas no fundo todos eles bastante limitados. Mas com a perspectiva de inovar, os preços começaram a descer e cada vez mais os helicópteros aumentavam de dimensões.

Em 2008/2009 surgiu o BladeZ 3D, um helicóptero de maiores dimensões e que primava pela qualidade dos materiais. Media 37 cm de comprimento e vinha equipado com 3 canais, o que lhe permitia já voar livremente com o controlo total do utilizador ao acrescentar a possibilidade de se inclinar para a frente/trás, com o uso do terceiro canal.

Este foi o helicóptero que permitiu a passagem à próxima etapa de vendas, tornando os helicópteros telecomandados um sucesso de vendas, tendo sido dos helicópteros mais vendidos de sempre.

Este foi o primeiro helicóptero digno desse nome que possuí, sendo o seu valor comercial na altura de cerca de 75 euros.

 Análise

O helicóptero que vos vamos falar de seguida, o YJ669, foi-nos gentilmente enviado pela Insania, e faz parte da sua linha de produtos de objectos comandados por rádio controlo. Apesar de a Insania vender helicópteros, tendo igualmente comercializado os modelos referidos acima (no caso do PicooZ ele ainda é comercializado), aqui a Insania optou por colocar este modelo junto dos seus produtos de espionagem. E o motivo é compreensível, uma vez que ele vem equipado com uma câmara capaz de através de comando, iniciar filmagens (com áudio) ou captar fotografias.

Este helicóptero é uma evolução do BladeZ 3D, que como já referi, dentro da sua classe é dos melhores helicópteros alguma vez feitos. Mas aqui tudo o que o BladeZ oferecia é claramente ultrapassado graças à adição de uma tecnologia relativamente recente (a preços acessíveis) neste campo dos helicópteros telecomandados, o giroscópio.

Para quem não sabe, o giroscópio (em alguns modelos referido como um meio canal, e daí o facto de este helicóptero se intitular de 3.5 canais), permite manter a estabilidade em voo ao compensar eventuais desvios rotacionais do helicóptero que se verificam com alguma frequência, e tornando assim o voo muito mais perfeito e estável.

Apesar de os ajustes que ajustavam possíveis rotações serem comuns em quase todos os helicópteros, aqui os resultados são notoriamente melhores, com a estabilidade de voo a ser perfeita. Desta forma, e apesar de esta não ser um helicóptero que, devido às suas dimensões, possa fazer voos exteriores com ventos fortes, em dias bons ele mantém-se perfeitamente estável e pode voar sem problemas no exterior.

Na foto de cima podemos verificar que os comandos deste YJ669, são em tudo semelhantes aos do BladeZ 3D (estéticas à parte). A grande diferença está que os ajustes para compensação das rotações sobre sí próprio são conseguidas no BladeZ 3D com compensações na inclinação e rotação das pás, ao passo que neste helicóptero o ajuste é dado na calibração do giroscópio, bem como nos botões para captura de fotos e vídeo.

Mas como uma imagem vale mais do que mil palavras, nada como vermos um voo do BladeZ 3D e um outro nas mesmas condições deste helicóptero espião com giroscópio (YJ669), para que possam aperceber-se das diferenças na estabilidade e qualidade do voo.

De referir que estas diferenças seriam ainda mais notórias em um voo no exterior, onde o BladeZ 3D se mostraria quase incontrolável com pequenas quantidades de vento, ao passo que isso não aconteceria com este heli YJ669. Infelizmente, devido ao tempo não ajudar com ventos fortes e mesmo chuva (característicos do Inverno), o teste foi feito no interior. De referir que o YJ669 foi alvo de calibração uma vez que se tratava do seu primeiro voo.

 

 

 



 

Mas se o acréscimo de um giroscópio é uma adição mais do que bem vinda e que vem tornar um produto que já era excelente em algo bem melhor, as adições a este helicóptero não se ficam por aqui, sendo que o seu ponto forte é exactamente a câmara presente sob o mesmo, e capaz de captar fotos e vídeo.

 

Para que possam ter uma noção do que se pode filmar, aproveitamos o voo deste heli espia que vos mostramos anteriormente, e vamos agora visualiza-lo segundo a perspectiva captada por ele próprio, isto é, a filmagem da sua câmara. Podem verificar que de início o heli está desalinhado fugindo ligeiramente para um dos lados, mas após o acerto ele mantém-se super estável.

A captura é efectuada a 640*480 pixels a 30 fps, o que lhe garante uma qualidade de imagem perfeitamente aceitável. Este helicóptero vem equipado com um cartão micro SD de 512 megas que lhe permite captar imagens e vídeo sem a necessidade de aquisição de mais produtos. O vídeo que irão ver de seguida foi editado, mas a qualidade e resolução da imagem não foram alterados.

 

 

A captura de imagens é outra característica deste helicóptero, mas algo que fica muito a perder face ao vídeo. Não só porque o vídeo se revela bastante mais interessante, mas igualmente porque as fotos capturadas são a uma resolução bastante baixa de 320*240 pixels. A foto foi tirada com o heli em pleno voo rasante, e perto de uma prateleira.

A traseira da câmara está equipada com dois leds. Um vermelho que indica que acamara está em stand by, e um outro colocado do lado oposto, azul, e que indica a operação da câmara, estando sempre ligado quando se processa a uma filmagem, ou pisca quando se retira uma foto.

O helicóptero possui ainda uma luz frontal que ilumina a câmara, e que ajuda à iluminação geral.



As imagens e vídeos capturados podem ser passados para PC de duas maneiras distintas, seja colocando o cartão directamente num adaptador SD e usando um leitor de cartões, ou então usando um cabo USB – mini USB fornecido, e que permite ao PC detectar a câmara como se de uma pen drive se tratasse. Podem ver a porta mini USB na foto que se segue:

 Conclusão

Sem sombra de dúvidas que este é um brinquedo que poderá oferecer horas e horas de prazer ao seu utilizador. É um grande helicóptero a um preço pequeno (75,95 euros). No fundo não é mais caro do que era o BladeZ, sendo incomparavelmente melhor e com características adicionais que esse helicóptero rádio comandado nem sequer sonhava possuir.

Trata-se de um produto que consegue agora atingir uma maturidade com a qual sempre sonhei neste tipo de produtos. É agora um verdadeiro helicóptero, estável, e com uma resposta fabulosa. A realização de um sonho de criança e a preços acessíveis.

A câmara acaba por ser a jóia da coroa, permitindo uma liberdade e uma capacidade fabulosa. Como referimos a Insania insere este heli na sua gama de produtos espiões, e que produto este. A imaginação é o limite do que se pode fazer com esta câmara, e a qualidade do seu vídeo é mais do que suficiente para estas situações. Naturalmente a qualidade da câmara poderia ser melhor, mas isso teria reflexos no preço do produto, que actualmente se encontra a um preço quase idêntico a  outros produtos sem qualquer tipo de câmara. E claro, para um heli espia, que melhor cor que o preto?

O manual é fornecido em Português pela Insania, e as pilhas estão também incluídas. Que mais se pode pedir?

Este produto pode ser adquirido aqui.

Análise: YJ669 - Heli 3.5 Canais C/Câmara Espião
Qualidade do produtowww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
Plásticos maleáveis nas zonas de possível impacto, uma estrutura interna em metal e pás de plástico semi rígido com alguma maleabilidade. A câmara encontra-se bem posicionada e protegida, sendo a sua qualidade adequada ao produto.
Qualidade de somwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
Não podemos esperar milagres. O som é captado, mas extremamente afectado pelo ruído dos rotores do helicóptero. No entanto ele existe para criar um efeito mais realista às filmagens, que seriam muito estranhas sem qualquer áudio, conseguindo porém captar vozes sem grandes problemas
Qualidade de vídeowww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
O vídeo efectuado é no formato VGA e as fotos em QVGA. O ritmo de filmagem garante 13 minutos de vídeo no cartão fornecido de 512 megas, perfeitamente suficiente para o tempo de voo fornecido com uma carga. A imagem é clara e apesar de algum grão com luminosidade artificial, consegue mesmo assim ser perfeitamente aceitável e legível.
Funcionalidades e valor pelo dinheirowww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
Se um helicóptero deste género custa tradicionalmente este dinheiro, o que dizer deste que, para além do giroscópio oferece uma excelente qualidade de voo, bons materiais e ainda uma câmara capaz de filmar com áudio e fotografar.
Overallwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.comwww.dyerware.com
Já o dissemos em cima e voltamos a repetir. Um helicóptero com esta estabilidade e perfeição de voo, ainda por cima capaz de capturar vídeo e imagens é um sonho que muitos da minha geração terão desde pequenos. Por 75 euros, achamos que é um produto imbatível e que justifica comprar. A apesar de o seu ambiente natural ser os interiores, o giroscópio garante que o helicóptero é estável no exterior em dias sem grandes ventos. Por tudo isso… Recomendamos.

Clique se pretende explicações sobre este simbolo e o nosso sistema de avaliação



Posts Relacionados