Apple apresentou o novo iPad Mini retina e o iPad Air

A Apple apresentou ontem os seus novos iPads. Há um novo elemento na família Mini e outro na família tradicional designado de Air. Ipad Mini e iPad 2 mantém-se no mercado.

iPads

Durante uma conferência realizada em São Francisco, a Apple anunciou os novos modelos de tablets para 2014.

A grande novidade foi o iPad Air que apresenta agora um visual renovado e baseado no iPad Mini, mas que é igualmente o iPad mais leve e mais fino da história da empresa, vindo equipado com o novo processador A7, ainda mais poderoso que o que equipava o iPad 4. Comparativamente ao iPad original,  o novo air é oito vezes mais rápido e tem um desempenho 72 vezes melhor a nível de gráficos, refere a Apple.

O iPad Air mantém o ecrã de 9,7 polegadas, mas a sua espessura desceu para 7,5 mm (9,4mm nos modelos actuais) e com um peso de 454g , o que o torna 20% mais fino e 28% mais leve que os iPads da quarta geração. O processador passa a ser um A7 64-bit.



Apesar da melhoria do CPU, a bateria não recebeu nenhuma actualização. A câmara traseira também se mantêm nos 5 Megapixels.

No que toca ao novo iPad Mini, este virá igualmente equipado com o processador A7, e terá um ecrã retina (2.048×1.536 pixéis), mantendo as restantes características inalteradas. O processamento esse deverá ser quatro vezes superior, e o desempenho gráfico até 8 vezes superior.

As boas notícias são que o iPad Mini e o iPad 2 (o iPad com maior suporte da história), mantêm-se oficialmente suportados, e serão ainda vendidos pela marca.

O iPad Air chega às lojas a 1 de Novembro em cerca de 40 países (Portugal incluído) e vai ser comercializado a partir de 489 euros. O iPad 2 deverá custar menos 100 euros.

O iPad Mini chega na mesma altura com ass cores prateado, branco, cinzento e preto. O preço é de 399 euros para a versão de 16GB, subindo em média 90 euros sempre que duplicamos a capacidade de armazenamento até um máximo de 128 GB. O iPad Mini original vai baixar para os 299 euros.



Posts Relacionados