Apple iWatch terá… publicidade!

Um smartwatch pode ser muitas coisas, mas é acima de tudo… um relógio. Mas o iWatch será mais do que isso, e quando o utilizador olha para ver as horas poderá ver… publicidade!

applewatchads

Sinceramente quando soube da notícia que relatarei de seguida fiquei um bocado abalado. E espero que nenhum outro fabricante se lembre de seguir o mesmo conceito, sob pena e largar o meu smartwatch Gear 2 que uso diariamente.

O iWatch sairá algures em 2015, e pouco se sabe ainda sobre o mesmo. No entanto, vendo o que outros smartwatches do mercado fazem não é difícil adivinhar que o conceito será em tudo semelhante.

A grande dúvida prende-se com as diferenças. E com aquilo que foi apresentado no Consumer Electronics Show em Las Vegas, denominado de TapSense e que mostra os planos da Apple para algo inédito. Publicidade no seu Apple Watch.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

O mercado móvel está cheio de publicidade embutida em aplicações. No entanto é publicidade que o público basicamente ignora, excepto aquela que é obrigado a fechar por lhe tapar a totalidade do ecrã (Na parte que me toca posso afirmar que, de forma geral, evito todos os produtos que optam por publicidade desse género. Ou seja a publicidade serve não para os promover, mas para os meter na minha lista negra).

Ora o Tapsense foi criado com o receio que os velhos estilos de publicidade sejam ignorados. E este conceito associado a um smartwatch parece, à partida, temível. Mas a realidade é que o WatchKit tool fornecido pela Apple integra todas as ferramentas para a integração de publicidade.

E o Tapsense será uma realidade no smartwatch da Apple. Uma realidade que não existe em mais nenhum smartwatch!

Publicidade

Retomando o nosso artigo

A ideia parece passar pela colocação das publicidades na face do relógio e monitorizar quantas vezes o utilizador mostrou interesse nas mesmas medindo os movimentos do pulso. E o Tapsense aposta em publicidade hyper-localizada, fornecendo publicidade como promoções em lojas locais ou em informações como atrasos do metro.

Apesar de que muitos poderão achar a coisa interessante, ter a terrível e chata publicidade num smartphone que se pode desligar é uma coisa, mas tê-la num produto destinado a ser usado, que é igualmente um acessório de moda, onde a face escolhida se revela relevante e criado com o  intuito de maioritariamente se olhar para o ecrã para consulta das horas é outra. Mas quer queiramos ou não o Tapsense será uma realidade.

Pessoalmente pensar na hipótese de a estética do relógio presente no ecrã pode ser afectada por uma publicidade, tira todo o interesse que possa ter num produto do género. Mas vamos aguardar para mais informação antes de se tirar conclusões que podem ser diferentes da realidade.

Nesta fase a empresa responsável pelo Tapsense deu dois exemplos de como a situação funcionará: ecrãs de fundo interactivos que mostrarão a publicidade sob o relógio, e aplicações específicas que o utilizador iniciará voluntariamente.

Para ver a publcidade bastará levantar o pulso. Tal fará com que a publicidade aumente e use a totalidade do ecrã. MAs quem não quiser pode fechar a mesma carregando no X e que remove a mesma.

Sinceramente o conceito é hediondo. A publicidade embutida nas aplicações não é algo que os utilizadores queiram, mas sim algo que dispensavam plenamente. Ter a mesma dentro de aplicações gratuitas é uma coisa, afinal são gratuitas. Mas tê-la a passar num relógio… é outra. E terrível.

Não se sabe nesta fase se a situação é opcional ou não. Afinal dado que o iWatch não funcionará sem um smartphone, haverá mesmo a necessidade de se infestar os relógios com a publicidade? Quem pode responder à questão é a Apple que nesta fase não responde às perguntas que lhe tem colocado sobre o assunto.

Publicidade

Posts Relacionados