Apple vendeu mais computadores do que se venderam PCs Windows em todo o mundo.

As vendas da Apple continuam em grande, e actualmente o numero de vendas de todos os sistemas informáticos da Apple passa já o número de vendas do mercado mundial de PCs.

É certo que os Mac são apenas uma pequena percentagem do mercado global de PCs, mas se a ambos os mercados lhes somarmos outros produtos que são na realidade pequenos computadores como os iPhones e iPads e Surfaces, o que vemos é que o número de vendas de computadores Apple é já maior do que o numero de PCs que foram colocados à venda no quarto trimestre de 2013.

 VendasApple

O gráfico mostra a laranja os valores de vendas de PCs (incluindo o Surface), e as barras verticais as vendas de computadores Apple (incluindo iPhones e iPads), e o que vemos é que em Dezembro de 2013, pela primeira vez, o volume de vendas Apple passou o volume de vendas dos PCs.

A comparação é curiosa porque por outro lado permite igualmente por lado a lado as vendas a Apple e as da Microsoft no que toca a sistemas operativos. Dado que os PCs são vendidos com sistemas Windows o que vemos é que OSx e iOS combinados já vendem mais do este.



No entanto, dado que a Microsoft fabrica agora o sistema operativo Windows Phone e Windows RT, o gráfico acrescenta essas vendas a azul sobre a linha laranja de vendas de PCs Windows, mostrando que com esse extra, no que toca a sistemas operativos, a Microsoft ainda é líder, mas por muito pouco!

Isto não quer necessariamente dizer que a Apple é quem vende mais computadores em todo o mundo, mas mostra apenas que a Apple está a alcançar um volume de vendas que deverá superar toda a industria PC.

Claro que se pode olhar para estes números de duas formas. A primeira é dizer que isto não tem nada a ver e que estamos a somar laranjas (computadores de mesa e portáteis) com batatas (tablets e smartphones) uma vez que estamos a falar de produtos e mercados diferentes.

Mas a outra é perceber que efectivamente isto é algo importante pois as mudanças no mercado são reais e as pessoas estão a preterir os PCs para os smartphones e tablets mostrando que eles são uma alternativa viável. E esta é uma tendência que, pelo menos para já, está longe de se alterar.



Posts Relacionados