As armas para o final de 2015: Xbox – First Party, Playstation – Third Party

vs

Apesar de o final do ano ainda estar distante tanto Microsoft como Sony preparam as suas armas para aquele que é o período de maiores vendas. Este ano a Microsoft aposta nos seus exclusivos. Já a Sony irá aparentemente entrar acima de tudo com uma série de parcerias e acordos publicitários de peso.

vs

Se a realidade é que a Sony é quem mais jogos tem para apresentar como exclusivos ao longo de 2015, o final do presente ano poderá ser algo interessante.

O terceiro quarto do ano é a altura onde mais jogos e consolas se vendem, tudo graças ao período de Natal. E se é verdade que no papel a nível de exclusivos, para os três últimos meses de 201,5 a Microsoft parece levar vantagem com jogos como Halo 5, Forza 6 e o exclusivo (pelo menos por algum tempo) Rise of The Tomb Raider, e que irão concorrer nessa altura com jogos como Persona 5, Dragon Quest Heroes, Disgaea 5: Alliance of Vengeance e o exclusivo, igualmente temporário, No Man’s Sky, que não possuem a mesma sonância no nome que os exclusivos Microsoft tem, na realidade há muito mais a considerar do que apenas os exclusivos. .

NOTA: Não se contabilizam aqui exclusivos com lançamento previsto fora dos 3 últimos meses do ano, nem possíveis novidades apresentadas na E3. No Man’s Sky não tem ainda data oficial de lançamento apenas sendo indicado como saindo em 2015, prevendo-se assim que saia no último quarto do ano.

Apesar de as estratégias globais de ambas as empresas para o período de final do ano serem ainda desconhecidas, há já uma série de dados que revelam que a Sony planeia reforçar a imagem da sua consola para esse periodo graças a uma série de acordos publicitários de peso de forma a assim poder combater a Microsoft.

Muitos poderão argumentar que um acordo publicitário não exclui a consola concorrente de receber o jogo. E isso é uma realidade! No entanto, diga-se resumidamente que a publicidade continua a ser um dos grandes impulsionadores de vendas de produtos. É uma técnica que pura e simplesmente, funciona, e estes acordos tem-se vindo a revelar extremamente interessantes a nível de vendas das consolas, com uma relação custo/benefício que se tem vindo a revelar superior à compra de exclusivos, motivo pelo qual essa parece actualmente ser a grande aposta da Sony para o período do final do ano.

Eis então alguns dos nomes sonantes que a Sony terá conseguido obter, sendo que alguns deles serão retirados à Microsoft.

Note-se que dado ainda estarmos muito longe do final do ano, nada do que aqui é referido está confirmado, e tudo se baseia em rumores e indícios.

CALL OF DUTY: BLACK OPS 3

Apesar de não existir ainda confirmação oficial de que a Sony terá efectivamente obtido os direitos publicitários sobre este jogo, os rumores correm à muito nesse sentido.

Tudo começou quando a Activision referiu que a PS4 passaria a ser a principal plataforma de desenvolvimento do jogo. Mais tarde a Treyarch fez uma campanha promocional do jogo, e apenas uma consola era visível na mesma. E ao contrário do que aconteceu no ano anterior, desta vez a consola era… A PS4!

treyarchcod

A apresentação à imprensa, mais uma vez ao contrário do habitual, ocorreu igualmente em uma PS4.

Da mesma forma, quando a Treyarch divulgou o seu teaser vídeo publicitário do jogo, a Sony teve exclusividade do mesmo, tendo este aparecido apenas do website da Playstation e não no da Xbox, como era habitual.

A não haver um acordo entre as empresas há claramente que questionar o motivo pelo qual a exclusividade, que antes ocorria na Xbox, ocorreu agora em todas estas situações na PS4.


Mas a última “prova” sobre esta exclusividade surge da promoção da Mountain Dew/Doritos que está a ocorrer em parceria com a Playstation e que tem levado esta marca a publicitar nas suas bebidas e snacks jogos sobre os quais a Sony possui direitos de publicidade. E um utilizador do REDDIT teve a oportunidade de tirar uma foto a esta garrafa.

dewps4

Parece assim haver razões suficientes para se acreditar que, apesar da falta do anuncio oficial, a Sony possui agora os direitos anteriormente pertença da Microsoft.


Ora para o mercado americano, Call of Duty é um dos jogos que ali mais vende, e sempre apareceu na TV associado à consola da Microsoft. Mas ao que tudo indica este ano isso será diferente! E confirmando-se que a Sony é agora quem possui os direitos de marketing do jogo, será na sua consola que os americanos irão ver o mesmo publicitado. Na Playstation! Algo que muitos certamente estranharão!

Call of Duty costumava inclusive ter uma exclusividade de um mês em todo o DLC na consola da Microsoft, mas caso se confirma a alteração, isso acabou igualmente, passando essa vantagem para o lado da Sony.

ASSASSIN’S CREED: SYNDICATE

Assassins Creed é um jogo cujo sucesso na Playstation é superior a na Xbox (basta ver o relatório financeiro da Ubisoft). No entanto quem teve direito a bundles promocionais com este jogo no ano passado foi a Xbox dado que a Microsoft obteve os direitos de Marketing para o jogo em 2014. E esse bundle foi extremamente importante para a Microsoft pois permitiu juntar Unity e Black Flag e mesmo assim vender a consola 50 dólares abaixo do preço normal de custo. No global, dado o custo de mercado dos dois jogos no natal passado, este bundle acabava por atirar o custo real da consola para pouco mais do que 250 euros. Era um bundle fantástico que ajudou e muito a Microsoft nas suas vendas.

Ora o ano passado quando víamos publicidade ao jogo, o que tínhamos era isto:

ACUnity-marketing-microsoft

Como se pode ver, a versão Xbox estava em destaque na frente, algo diferente da publicidade para este ano:

ACSyndicate-marketing-sony

Tendo esta parceria sido aparentemente tão proveitosa para a Microsoft, parece claro que ela não se terá revelado igualmente interessante para a Ubisoft, e como tal a Ubisoft optou agora pela Sony. Alternativamente, e como uma possibilidade bem real e coerente, a Microsoft quer investir o que tem em Halo5 que sai na mesma semana.

STAR WARS BATTLEFRONT

Aqui a parceria da Sony é clara. O teaser possui logo no início o logo da Playstation, e mesmo a Microsoft foi obrigada a publicitar o jogo no seu canal da Xbox sem poder retirar o mesmo. Este será um jogo de peso para o final do ano, e a exclusividade de marketing aqui poderá ter um peso tremendo nas vendas, até porque Star Wars não é um nome qualquer… é O NOME. E uma campanha PS4 associada ao filme e jogo trará certamente vendas em quantidade.

O final do ano parece assim que será interessante e será curioso ver o que Halo 5, o maior sucesso a nível de franchisings de consolas, consegue fazer para o lado da Microsoft face à perda dos direitos de publicidade em outros jogos de elevado volume de vendas. Será um período certamente interessante de se analisar!

Publicidade

Posts Relacionados