As razões financeiras da Konami

konami1

A decisão da Konami em abandonar os jogos AAA é meramente financeira. E os valores seguintes comprovam-no!

A Konami está a abandonar o suporte aos videojogos de primeira categoria, pretendendo agora apoiar-se no mercado móvel. Entrou em conflito com Hideo Kojima, cancelou a demo P.T. e a produção do jogo que ela adviria, Silent Hills.

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain será o grande título que a empresa lançará este ano, mas falta saber qual o nível de suporte e de apoio aos servidores que o jogo terá perante o actual cenário que a empresa vive.

Mas o que levou a Konami a estas decisões?

Bem, o que talvez muitos não saibam é que a Konami não é uma empresa de video jogos. Na realidade os jogos são apenas uma das muitas actividades da empresa. A Konami é uma empresa que lida com slot machines, health clubs, compra e venda de propriedades e mesmo brinquedos.

Mas ao longo dos anos a divisão de entretenimento digital tem sido a sua principal actividade devido a ser a divisão que maiores lucros aporta à empresa. Mas isso está a mudar!

Nos últimos seis anos, a divisão de entretenimento digital, que abrange todos os seus videojogos, teve as vendas a descer para cerca de metade. Mas a divisão de jogo, que abrange os jogos a dinheiro em máquinas de casino como as slot machines, basicamente dobrou as vendas no mesmo período.

mas a situação ainda é pior se formos analisar os lucros. É que os lucros da secção de entretenimento digital caiu para um quarto do que fazia em 2009, e a divisão de jogo (mais uma vez jogos a dinheiro e de casino e não videojogos) mais do que duplicou os mesmos. Apesar de tudo a divisão de entretenimento digital ainda faz mais lucro que a divisão de jogos, mas pela actual tendência isso alterar-se-ia para o ano que vem.

konami1 konami2


Com a tendência da quebra nos videojogos e a de crescimento nas slots machines, não sendo a Konami uma empresa de videojogos, decidiu maximizar os seus lucros concentrando os seus recursos nos mercados que se mostram em crescimento.

O que nos parece é que a decisão da Konami é prematura demais. As novas consolas são um sucesso de vendas e os lucros dos videojogos estão em crescendo, tendo já superado os lucros de hollywood. No entanto para a Konami a situação parece ao contrário. E porque?

Os principais motivos prendem-se certamente com o facto de a Konami ainda não ter explorado as novas consolas convenientemente. PES 2015 foi, e convenhamos, uma adaptação muito pouco conseguida do jogo da anterior geração. Não foi verdadeiramente inovador em nada, não revolucionou gráfica mente a nível de mecânica, de física, de nada! Basicamente se a Konami esperava ter ali uma galinha dos ovos de ouro, enganou-se e bem.

Quando muito P.T. (Silent Hills) e Metal Gear Solid V seriam os jogos que virariam a tendência. Mas a empresa decidiu, a nosso ver prematuramente, abandonar o mercado antes de ver os resultados desses lançamentos.

É uma decisão empresarial… mas curiosamente, e dado que a divisão ainda era a mais lucrativa de todas, parece demasiadamente prematura!

Publicidade

Posts Relacionados