Batotas em Everquest II dão direito a prisão perpétua

Na vida real as violações da lei dão direito a cadeia. Em Everquest II os batoteiros sofrerão a mesma penalização. A diferença é que a pena é perpétua e sem hipótese de sair por bom comportamento.

Everquest II

A batota é um sério problema que atormenta a maior parte dos jogos. Alguns iluminados acham que fazer batota de forma a obter vantagem sobre terceiros, estragando-lhes o jogo, é algo muito interessante. E esse tipo de pessoas é algo a banir de vez dos jogos.

Infelizmente o que se tem verificado é que banir essas pessoas não traz grandes resultados, e as mesmas não aprendem.

Como as fazer ver então que o que fazem é mau? Muito simplesmente dando-lhes a provar uma dose do seu próprio remédio.

E foi isso que foi feito em Everquest II. Sempre que um jogador é apanhado com batotas, ele é assinalado. E daí para a frente, sempre que se ligar ao jogo, ele será redirecionado para um servidor muito especial. Um servidor onde terá como companhia outros jogadores apanhados igualmente a fazer batota.

A transferência é definitiva. Uma vez um jogador transferido para o servidor “prisão” não há nada que possa fazer para sair de lá. E nem mesmo o bom comportamento o safa!

Dessa forma, se o batoteiro pretende continuar a jogar, terá de o fazer com outros batoteiros. E ver assim o que é “bom para a tosse”.

Os programadores ainda agradecem por cima, pois desta forma podem analisar melhor o servidor e detectar o funcionamento das batotas existentes bem como dos novos tipos de batota.

Publicidade

Posts Relacionados