Cancelamento de Silent Hill faz Guillermo Del Toro perder o interesse nos videojogos.

SilentHills

O cancelamento de Silent Hills fez Guillermo del Toro perder o interesse em criar videojogos.

SilentHills

Devido às re-estruturações da Konami, Silent Hill foi cancelado no mês passado. Basicamente e como já explicamos em artigo próprio a Konami acha que os lucros que podem advir de outras atividades são mais interessantes que os videojogos e como tal… desinteressou-se!

Como consequência desta mudança, Hideo Kojima abandonou a empresa. Kojima é um dos grandes talentos da industria e era um dos responsáveis pela sequela para as consolas de nova geração de Silent Hills. Um jogo no qual Kojima resolveu envolver Guillermo del Toro e cujo resultado visualizado na demonstração P.T. agora removida da PSN, era de uma criatividade intensa devido ao juntar destas duas mentes insanamente criativas.

 

Del Toro tinha referido em tempos:

A colaboração entre mim e o Kojima, as reuniões e a amizade que estávamos a desenvolver era bonita. Tinhamos um acordo sobre como íamos puxar as novas plataformas. Estávamos a divertir-nos imenso.

A ideia estava encharcada em atmosfera

Mas o que fazia Silent Hills tão bom era que tinham a atmosfera e uma série de momentos muito intensos. Queríamos fazer algumas coisas que, tenho a certeza – caso a coisa retorne, o que honestamente espero que alguém mude de ideias e o possamos fazer – mas no caso de voltar, havia algumas coisas muito novas na série, e não as quero estragar.

O Norman Redus da série Waking Dead, estava super contente. Hideo estava super contente, e também eu. Sei que há uma petição na internet e que está a recolher assinaturas. Eu juntava lá a minha e esperava que alguém lhe desse atenção.

Infelizmente esta não é a primeira vez que Del Toro vê alguém a puxar-lhe o tapete de debaixo dos seus pés no que toca aos videojogos. Em 2012 Del Toro trabalha num projecto chamado Insane quando a THQ fechou as suas portas.

Del Toro refere agora:

Sabem, tentei duas vezes e não sei se alguma vez mais voltarei ao formato. Numa das instâncias a empresa afundou-se, e na segunda, o inesperado aconteceu, o Kojima e a Konami separaram-se. De certa forma fiquei a pensar.

O Hideo e eu estamos em contacto. E ele sabe que ele seria a única pessoa que seguiria até aos confins da terra em alguma coisa. Penso que algo puder ser salvo, eu ficarei mais do que feliz.

Resumidamente, as hipoteses de Del Toro voltar a criar um videojogo parecem reduzidas dada a desmotivação. Mas no entanto as suas últimas palavras dão a perceber alguma esperança de algo de Silent Hills poder vir a ser recuperado para um outro jogo. Certamente Hideo Kojima não terá falta de interessados na sua colaboração, e quem sabe o projeto conjunto não renasce sob outro nome?

Publicidade

Posts Relacionados