Cara Sony… Além da fragmentação criada com a PS4 ainda temos de ter ficheiros na PS4 standard que não nos interessam?

ps4_hdd

A PS4 Pro está quase aí. E com ela os patches que acrescentam suporte dedicado à mesma. Patches esses que ocupam espaço em disco em todas as consolas. Pro ou sem ser Pro!

Com a PS4 Pro a Sony criou algo inédito até hoje no universo das consolas. Uma fragmentação de mercado!

Uma fragmentação que leva a que a partir de agora qualquer jogo que seja visualizado leve a questionar: “Mas em que consola está isto a correr?”

As diferenças gráficas e de performance entre as duas consolas, a PRO e a PS4 são uma realidade, e como tal isso leva a que a unicidade de mercado que até hoje aconteceu, esteja quebrada. Um video na PS4 deixa de representar aquilo que qualquer um terá em sua casa, mas sim aquilo que os possuidores daquela versão da consola terão em sua casa. E ver um video da PS4 a correr bem não significa que a versão PS4 base corra igualmente bem!

E nem falamos de jogos 4K, até porque se a Pro se limitasse a correr a 4K os jogos da PS4 nada teriamos a dizer, mas sim das vantagens da Pro ao correr jogos 1080p.

Exemplos (abram as imagens num novo separador para verem a resolução total):

Titanfall 2

PS4 Standard

Resolução nativa – 900p

PS4 Pro a 1080p

Resolução nativa- 1080p downsampled de 4K!

Esse foi um dos motivos pelos quais nunca aceitamos com bons olhos estas consolas de meio de geração. Porque esta fragmentação era esperada. São os mesmos jogos, mas não são iguais! E as diferenças entre os jogos nas duas consolas são basicamente iguais ou até piores ao que existia entre a Xbox One e a PS4.

No entanto, no meio de tudo isto, havia um raciocínio que se aplicava e que tornava a situação mais tolerável. Os possuidores da antiga PS4 em nada eram prejudicados com isso! Na realidade os possuidores da PS4 Pro eram efectivamente beneficiados com grafismo e performance superior, mas os possuidores da antiga PS4 em nada eram prejudicados, e nada se alterava. A consola continuava explorada ao máximo, tal como seria se a Pro não existisse!


Mas será que é bem assim?

É que com o aparecimento dos patches de suporte à PS4 Pro, aquilo que estamos a ver é que descargas de patches com alguns Gigabytes e que são igualmente efectuados na PS4 base. E não é só o download que é grande, o incremento do espaço ocupado pós patch também o é, o que significa que não há uma mera substituição de ficheiros, mas igualmente um acréscimo.

É certo que esta consola base pode beneficiar do HDR, mas um patch que acrescenta 7 GB à dimensão do jogo, como já vi ocorrer, não se destina certamente apenas a acrescentar HDR!

Naturalmente torna-se difícil de saber o que ali é efectivamente destinado ao suporte da PS4 Pro, e o que é parte de algum tipo de melhoria geral colocada no jogo, sob a forma de correcção de bugs ou outras. Mas o certo é que a questão sobre se os possuidores de consolas PS4 standard não estão a ter de sobrecarregar os seus discos com código adicional que em pouco ou mesmo nada os favorece, se pode e deve colocar.

Estes patches de suporte à PRO deveriam ser feitos separadamente de tudo o resto. Não só por uma questão de correcção e respeito pelos utilizadores que já existem e que podem assim saber quando espaço vão ter de sacrificar do seu disco para algo que não lhes interessa verdadeiramente pois quando muito, e apenas uma pequena percentagem, usufruem do HDR, mas, e idealmente, só deveriam ocorrer caso o sistema fosse efectivamente uma PS4 Pro. Afinal qual a lógica de os restantes utilizadores terem de descarregar algo que no fundo só lhes ocupa espaço em disco?

Daí que cara Sony… mostre um bocadinho de respeito com quem tornou a PS4 um sucesso! Com quem permitiu que com esse sucesso a empresa saísse do risco de bancarrota, e quem continua a apoiar a empresa e a consola, apesar de se ter colocado um produto superior no mercado e criado uma fragmentação que se considera inaceitável neste tipo de produtos.

E não forçar os utilizadores da consola base a meter aquilo que é basicamente lixo nos seus discos seria o mínimo aceitável. Mas se isso não for possível, ao menos separar o patch de suporte de outras correcções, quer tornando-o opcional ou, no mínimo,de forma a que se saiba ao certo quanto lixo é que está a entrar nos sistemas de quem não precisa dele.

É só uma questão de respeito! Acho eu!

 

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (46)

  1. É de indignar-se! Confesso que além de estar frustrado com esta fragmentação, estou ainda mais por saber que a Sony está cada dia pior no tratamento com seus consumidores. Pensava eu, na minha humilde percepçãoe ingenuidade de algumas coisas, que a MS era a vilã maior, acostumada em tirar o máximo de dinheiro de seus consumidores, mas não! A Sony está tão inescrupulosa quanto, sendo que poderia ganhar de vez a geração, trazendo muitos consumidores do xbox 360 para seu lado por conta dos erros de ganância cometidos pela MS no começo do xbox one. Infelizmente, a Sony preferiu seguir o msm rumo da concorrente , e a única esperança que tenho hoje é com a Nintendo.

  2. Mais uma. A Sony já tá dando é nojo. Ontem li que a Sony não tem previsão de trazer o PS4 Pro para o Brasil (oficialmente) pois no mercado cinza… Não sei se é verdade essa informação mas, pra começar não deveria existir esse PS4 Pro, mas já mostra o respeito dela com nosso país, quando lançou o console em 2013 ele custava 4.000 reais oficialmente… Olha as idéia. PSN todo dia é gente reclamando. Sinceramente, tirando os exclusivos não quero mais nada da Sony, empresa pilantra. Desculpem o desabafo.

    • Luciano S. Carvalho 11 de Novembro de 2016 @ 9:26

      A PS4 Pro não vai ser vendida mesmo, pelo menos não oficialmente, mas vai vender a Slim por absurdos R$2400,00 que por sinal é o mesmo preço da Pro no mercado cinza.
      Quem vai ser louco de comprar um console desse (Slim) que oferece menos do que o Fat (saída óptica) pelo mesmo valor de um console mais potente.
      Com isso a Sony está enterrando a sua partição no mercado brasileiro.

      Vergonhoso!!!

      http://www.gamevicio.com/i/noticias/236/236362-sony-declara-que-ps4-pro-nao-estara-disponivel-no-brasil/index.html

      • Disse tudo, Luciano! O problema maior não é nem o pro não estar aqui, e sim, este slim com o preço que está! Se a MS lançar o Scorpio aqui por uns 2000 até 2400, a Sony será esmagada no mercado brasileiro como fora com o xbox360.

      • Luciano, 2.400,00 é um preço realmente vergonhoso para um console que ja vende aqui em sua revisão + uncharted 4, mas não só a Sony que o faz aqui no Brasil, veja o preço sugerido pela microsoft para o One sem Kinect 2.500 e com 2.999, teve uma redução que vigorou em set/out mais agora já voltou ao preço de tabela, lembrando isso tanto da Sony quanto Microsoft são preços sugeridos, não vejo ninguém aqui condenando a Mic por isso, deixo claro que não defendo a prática mas condenar uma e fazer vista grossa pa outra demonstra parcialidade.

        • Vale ressaltar que mesmo com estes preços sugeridos absurdos os varejistas locais vendem os respectivos consoles a preços muito convidativos, One sem kinect até por 1.300 com jogos já vi, PS4 com jogos até 1.400 já encontrei também, enfim só pra esclarecer a questão de preço sugerido e preço práticado.vlw

        • Netto, não estou reclamando da Microsoft porquê agora o assunto é Sony, mas tenho um caminhão de reclamações sobre a MS. Sua insinuação não pode se aplicar a mim pois eu não defendo marca alguma, só esclarecendo, não estou puxando discussão.

    • Carlos, a informação está confirmada! O pro não estará no Brasil pela Sony, ou seja, mercado cinza agradece mais uma vez!rs

    • Também acho falta de respeito, mas não sei se é só culpa na sony em trazer o pro pra cá. Até porque o Xone S ainda n teve lançamento nacional.

    • Não é novidade na verdade. A Sony só começou a olhar para o Brasil em 2010, antes disso não tinha nenhum console oficial no mercado, assim como demorou para trazer jogos no nosso idioma, algo que a Microsoft iniciou aqui no Brasil em Halo 3.
      Mas, a culpa não é toda da Sony. Com a nossa atual crise, até a Microsoft está exitando em fabricar o Xbox One S por aqui. Mesmo com a fabricação local, uma boa parte dos materiais do console vem por importação e como sabe, nossos impostos de importação estão ridículos.
      Nesse ponto, não trazer o console é melhor do que trazer para vender à 3500,00 reais. Eles só precisavam garantir que mesmo comprando o console trazido via sonegação de impostos, poderíamos utilizar a garantia do país de origem do produto.

      • Sim, a situação do Brasil onde estamos como reféns de um cluster de quadrilhas tem um peso gigantesco nessa história, mas a Sony não pode explicar por exemplo como queria vender o PS4 a 4.000 e o Xbox One custava quase metade disso, mesmo sem fabricação local, mesmo com os impostos não poderiam chegar a esse valor, os novos Xperia por exemplo; são mais caros que iPhone e Galaxy S7 sendo que esses 2 são superiores ou no mínimo, do mesmo nível. Eles querem meter a faca mesmo, os intermediários é a mesma história. Brasil+Sony= Bandidos

  3. Agora nos resta esperar a MS tomar a frente nas vendas para a sony abrir os olhos.

    O cenário se repete, quem está vendendo mais, mas deixa de fazer pelos consumidores!

  4. Teardown do Pro: https://www.ifixit.com/Teardown/PlayStation+4+Pro+Teardown/72946

    Pelo visto a altura elevada do Pro foi devido ao dissipador de calor. Pensava que existia mais de 1 placa dentro dele.

  5. http://www.eurogamer.pt/articles/digitalfoundry-2016-porque-ps4-pro-titles-correm-mais-lentos-que-na-ps4-normal

    A intenção até pode ter sido boa, mas o planejamento não foi bem feito. Em alguns jogos, e simples até, o PS4 Pro não está conseguindo nem entregar uma experiência 30fps no modo 4K Checkboard, ou o famoso fake se preferirem.
    O mercado estava na mão, já lançou o VR. Não precisava de mais hardware para 2016. Poderiam afinar o console para 2017, poderiam ter uma nova CPU. Mas a ganância falou mais alto.
    A Sony só precisava er feito um PS4 Slim com a mesma filosofia do Xbox One S e tudo continuava como estava.
    Nesse momento, o Phil Spencer deve estar rindo com o fato de que o Scorpio não vai precisar de nada além de rodar algum jogo qualquer em 4K de forma jogável pra causar a impressão de que é mais “Pro” do que o PS4 Pro.

    • Kkkk “Algum jogo qualquer em 4k de forma jogável”, “mais Pro que o PS4 Pro”
      Ri muito desse comentário. E não vou mentir, acho bom demais se o Pro se der mal. E concordo com as outras coisas que falou.

    • Fernando… a Scorpio ainda nem sequer existe. Sai com um ano de diferença.
      Essa coisa que dizes do Phil Spencer se estar a rir é algo caricata. É o mesmo que a Apple lançar um iPhone que arrasa os Samsungs e a Samsung se estar a rir porque o seu modelo dali a um ano vai arrasar com o iPhone.
      Pura e simplesmente não tem lógica nenhuma!

      • Só reiterando o que eu disse, os problemas dos jogos podem ser resolvidos com um simples update, mas o que o colega @fe deixa a entender é que o hardware do Pro não aguenta os jogos e por isso está rodando os mesmos de forma pior, se não me engano foram apenas 3 jogos de mais de 30 há ter este tipo de problema, Skyrim Remaster, Tlout Remaster e Deus Ek Mekind Devine, e novamente eu gostaria de saber qual o jogo que nesta geração foi lançado para qualquer plataforma que seja sem algum tipo de problema de performance? nenhum, pois isso é padrão agora, e em 2017 ou 18 quando o scorpio for lançado também terá jogos cagados na performance e talvez não veremos este tipo de analise.

        • A Pro não é a 4 base. Mas a maior parte dos jogos tratam-na como se fosse. E aumentam a resolução usando o poder bruto sem optimizar verdadeiramente mais nada.
          Alguns deram-se bem, outros menos bem. Mas há por onde optimizar e certamente existirão patches.

    • Fernando, isso ai da reportagem é problema no jogo ou console?
      Pergunto pois de muitos jogos alguns apresentaram problemas, será que um update não resolve isso?
      Pense em quantos jogos são lançados nesta geração com a performance cagada até mesmo no PC, que dira em consoles, meu tendenciosa essa sua conclusão em.

      • Volto a avisar… Presta atenção ao nome. Estás a usar nETT em vez de nETTo.
        Se queres ficar moderado é contigo!

      • E desde quando os comentários do Fernando não são tendenciosos?

        Eu nem respondo que o Scorpio ainda é um console de papel, fico calado e espero pelo lançamento do Scorpio, até porque pelo o que falam ele será a última maravilha do mundo.

        Depois que ele for lançado aí teremos as respostas sobre gerações, sobre jogos compatíveis com os demais sistemas, se a MS também foi gananciosa, entre outras respostas.

        Um outro ponto é que acima muitos xingam a Sony por não lançar o Pro oficialmente no país, mas não olham para o próprio nariz ao ver que o One Slim, lançado 3 meses atrás, também não tem previsão de lançamento no país. É o mal contemporâneo do brasileiro ver o problema dos outros mas não ver a si mesmo.

        A lógica de ambas as empresas é simples, o mercado brasileiro de games é um dos 10 maiores no mundo, mas em relação de TVs, pouquíssimas residências tem TV 4K e ainda mais com HDR, não há conteúdo na TV aberta, disco BD4K custa o preço de um jogo. Grande parte dos brasileiros ainda tem TV HD Ready(nem 1080p é), vejam os anúncios das lojas, ainda há vários modelos HD Ready sendo vendidos em tamanho de até 42 polegadas. Mês passado fiz uma pesquisa para comprar uma TV nova p/ a minha sogra e achei vários modelos HD-Ready. Para que vender consoles 4K HDR para um mercado que ainda está indo para o Full-HD?

        Meu primo tem uma tv 4K(com certeza foi na conversa do vendedor, pois ele não é ligado a tecnologia) e mesmo com Upscalling e ajustes na imagem(que os fóruns dedicados do modelo dizem que a imagem fica perfeita) não sinto a mesma qualidade que a minha 1080p.

        Somando ao mercado de TVs no Brasil a alta carga de impostos não ajuda. E não adianta culpar gestor anterior(que levou o impeachment) porque essa prática vem desde os anos 90.

        • Bem, essa do S não ser lançado no Brasil é novidade para mim.
          Parece que me devo de abster de comentar as vossas realidades pois não me passam a informação toda…
          E assim o comentário feito à atitude da Sony deixa de ter qualquer fundamento.
          Quanto aos 4K, o que referes ando eu a dizer igualmente.
          Estamos longe da realidade 4K.
          Queres saber o que me disseram na Worten, uma grande cadeia de vendas aqui em Portugal, quando fui comprar o Batman vs Superman 3D?
          “Temos de mandar vir. A Procura pelo 3D é muito pequena”
          Ao que eu comentei.
          “Pois, as pessoas preferem se calhar os 4K aos 1080p 3D”
          A resposta foi.
          “4K, esqueça. Isso é que não vende nada. As pessoas não veem verdadeiramente motivos para gastar mais numa TV 4K face à qualidade que já é o Full HD”.
          Naturalmente isto são palavras de um vendedor. Que pode até ter dito um disparate. Mas o certo é que essa é a minha ideia tambem.
          Eu mais depressa trocava de TV por algo com HDR do que pelos 4K que só serviria para gastar performance para ganhos visuais que não acho que realmente justifiquem o custo.

          • Então Mario, não foi e nem previsão tem de ser lançado aqui. Mas claro que isso aqui ninguém fala né, falam somente do Pro.

          • Ahh Mário tem muita coisa que acontece no Brasil e não comentam por aqui.

            Um exemplo, é fácil ver críticas a Sony pelo preço oficial de lançamento do PS4 no Brasil (o famoso R$4K) e acho justo as críticas porque a sony extrapolou no preço, mas você vê críticas semelhantes à MS pelo preço oficial de lançamento do controle elite por aqui? O controle foi lançado pelo preço de R$1799,00, custando quase o mesmo preço do Xbox One.
            fonte: http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2016/06/controle-elite-do-xbox-one-tem-preco-absurdo-no-brasil.html

            Não adianta criticar o outro se o seu lado também está errado, criticaram o provável preço oficial do PS4 Slim no Br(R$2400,00), mas não olham o preço oficial do seu console.

            Xbox One** (pela microsoft Store*)
            R$2.499,00 (incluindo Fifa16 e 1 mês de EA Access)

            PS4** (pela Sony Store*)
            R$2.099,00

            Há vantagem em se pagar R$400,00 a mais? Ou Há vantagem de se pagar R$100,00 a mais no One caso o PS4 for modelo Slim?

            *Não coloquei os links senão caia na moderação, porém há o santo google para pesquisarem, não esqueçam do .br no final.
            **Ambos 500GB e modelos não slim

          • Luciano S. Carvalho 13 de Novembro de 2016 @ 2:30

            A Sony não falou que não tem previsão de lançar a Pro no Brasil, ela falou que não tem planos, ou seja, ela não pretende, ela não vai lançar, isso nas palavras dela. Muito diferente de previsão que indicaria uma possibilidade.

            http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2016/11/10/sony-nao-lanca-ps4-pro-no-brasil-para-vender-mais-do-ps4-padrao.htm

          • “Não temos plano” é diferente de “nunca iremos”.

            Para o atual momento não tem planos, mas a qualquer momento ela pode mudar de estratégia.

            Porém se a frase fosse: (jamais/ em nenhum momento/ em tempo algum/ em tempo nenhum/ nenhuma vez/ em nenhuma circunstância/ de modo nenhum/ de modo algum/ de maneira nenhuma) iremos lançar oficialmente o Pro no Brasil, aí eu diria que não iria lançar mesmo.

        • Luciano S. Carvalho 12 de Novembro de 2016 @ 19:40

          Essa questão de poucos terem tv’s 4k não é justificativa para não lançarem a Pro no Brasil, para se ter uma idéia, somente 5% dos americanos tem tv’s 4k.
          Seguindo essa lógica, a Pro não deveria ser vendida em lugar algum.

          • Mas Luciano… Isso é o que se tem vindo a dizer. Que estás consolas não se justificam, que são um desperdício de performance, etc, etc.
            A Pro e a Scorpio são aberrações exactamente por isso mesmo. Não é só por Sony ou Microsoft as terem lançado a meio da geração quebrando um paradigma, é pelo facto que a sua justificação para existirem se baseia no atingir um mercado que está longe se ser digno de registo.

        • Estou vendo muita insinuação de que há um acobertamento das mancadas da Microsoft e foco em denegrir a Sony, bom, a matéria é sobre o PlayStation, então é hora de falar dele, mas se há necessidade de equilibrar a balança, a Microsoft já começou errado com o projeto Xbox One, o que temos hoje é um remendo que foram fazendo, uma gambiarra que deu certo (afinal esses consoles são muito maleáveis até) tem um console inferior ao PS4, seus exclusivos são repetitivos e ou fracos, lançam o One S e ao mesmo tempo falam sobre o Scorpio com antecedência de um ano e meio (isso pra mim é mal) fica igual a Nintendo com essa enrolação com o Switch, a perda de exclusividade para seus jogos irem para o PC também é outra cagada gigantesca, a loja Windows Store é uma tirana muito mal organizada ainda e não tem condição alguma de competir com uma Steam. Não tem o One S oficialmente aqui, o controle elite saiu pelo preço de um console.
          É o que tenho a falar mal deles. Agora o Scorpio os males que vejo, descontando sua data de lançamento, é que deverá continuar sem grandes exclusivos, a menos que haja um milagre, provavelmente chegará caro ao Brasil e claro, nessa nova onda talvez nem seja lançado oficialmente aqui no terceiro mundo que é o Brasil, e quem quiser que compre dos contrabandistas. Devo ter esquecido algo mas quem odeia o One e o Scorpio “imaginário” já deve ter algum conceito pior já pronto. Vou jogando aqui, mas está longe de ser fantástico. E é tudo caro. Satisfeitos?!

          • Luciano S. Carvalho 13 de Novembro de 2016 @ 0:18

            Carlos, concordo com algumas coisas que você disse em relação as cagadas da Microsoft, principalmente o desastroso evento de lançamento do One, quanto aos exclusivos serem repetitivos pode até ser, se bem que também não faltam repetições no concorrente, vide as sucessivas e repetitivas remasterizações, quanto a serem fracos não concordo mas respeito a sua opinião, até porque é uma questão de gosto.
            Quanto ao anúncio do Scorpio no lançamento do One S o que na prática prejudicou o One? Se formos ver na prática desde a E3 o Xbox One é líder em vendas nos EUA e nos últimos dois meses também na Inglaterra e Austrália, já no caso do PS4 Slim suas vendas foram visivelmente prejudicadas pelo anúncio da Pro.
            Quanto a perda de exclusividade não se pode dizer o mesmo do PS Now? Pelo menos no caso do One e PC é tudo Microsoft,é uma plataforma Windows, o PS Now roda onde mesmo, de quem é o sistema sobre o qual roda. Não vejo ninguém abandonando os consoles e indo para os PCs, é só conferir o número de jogadores ativos nas redes dos consoles e PC’s.
            Por fim, o principal objetivo dessas empresas são os lucros, não são os consumidores.

          • As vendas da Xbox one foram e estão a ser condicionadas pela Scorpio. No caso da Pro e Slim foi mais notório dado o desfazemento de um mês, algo que no caso da Xbox está diluido em um ano. Mas a realidade é que é lógico e coerente perceber-se que nem toda a gente pode gastar o dinheiro do custo de duas consolas, um produto não essencial e acessório, no prazo de um ano.
            Daí que em caso de compra a escolha seja ou uma, ou outra. E caso tenha optado pela Scorpio a venda da S está suspensa.
            O meu caso é semelhante. Adoro a S. Acho-a linda. Adorava ter uma na minha sala. Mas tenho uma Xbox normal, e trocar implicava uma despesa de quase 300 euros. E para que? Para daqui a uns meses ter aí a Scorpio que se calhar me pode vir a interessar? (Nesta fase, e com a adopção do PC, eu diria que tal não é o caso, até porque não tenho TVs 4K e o meu PC aguenta com tudo no máximo a 1080p, mas nunca se sabe).
            Não é o vender bem ou mal que te mostra se condicionou ou não. É o que venderia se a Scorpio não tivesse sido anunciada, face ao que vendeu.
            E isso nunca saberás! Pelo que te resta a lógica que como,seres humanos somos capazes de fazer. E essa refere que, muito ou pouco, há condicionamento nas vendas.

          • Luciano S. Carvalho 13 de Novembro de 2016 @ 1:12

            Correção: o Xbox One desde Agosto é o mais vendido na Austrália, são três meses.

          • Zidane não é porque a notícia é sobre o PS4 que todos os comentários deveriam ser sobre ele, aliás se fosse assim então a questão dos R$4.000,00 nem deveria ser citada.

            Em grande parte dos artigos da PCManias são abordados os problemas de ambos os consoles, já teve notícia da Microsoft/One no qual falaram do PS4, e vice-versa, até teve notícia sobre o Switch e que no meio dos comentários falaram do Scorpio.

            Como o Mário diz, se a resposta/informação for ligada ao assunto não tem problema.

    • Luciano S. Carvalho 13 de Novembro de 2016 @ 3:13

      Maior fiasco esse PS4 Pro, jogo rodando a 20fps em um console premium é vergonhoso.
      Comprar um console remaster para jogar um jogo remasterizado pela segunda vez para ter a mesma experiência do console base com problemas que esse último não apresentava é foda.
      Que motivos alguém poderia ter para comprar um console desses?

      • Luciano S. Carvalho 13 de Novembro de 2016 @ 3:18

        Antes que alguém diga alguma coisa, essa crítica também vale para o Scorpio caso venha ocorrer o mesmo. Não duvido e seria tão vergonhoso quanto, até pior.

  6. Não esquecendo que ao contrário da pro, a Scorpio é um novo console. Eu não concordo com a MS lançar uma nova geração dentro de 4 anos,por mais que talvez as vendas do one não correspondam as expectativas da empresa, e tb não me interesso por nenhum console futuro ao não ser pelo switch, porém na minha humilde opinião, é vou repeti-la, pois já andei expondo-a algumas vezes, penso que a Sony ainda fez pior do que a MS. Colocou um upgrade no mercado, retalhou a geração, sendo que a msm já estava ou está com a geração ganha. A pergunta é: Será que o ps4 coexistirá com o ps5? Como esta geração briga por hardware e esquece de jogos, quero ver como a Sony irá se sair com o lançamento do Scorpio, e se de fato, com um anúncio esperado do ps5, se irá estagnar as vendas do ps4, pois concordo com Mário quanto ao xbox S e quantas vendas deixou de ter por conta do anúncio do Scorpio. Só um adendo: Não é a primeira vez que a MS lançará um console dentro de 4 anos, e para mim, perde toda a credibilidade, e hj não compraria um console de uma empresa com essa política, sendo que por mais que não esteja vendendo tão bem quanto seu concorrente, está vendendo demais!

    • Não é bem uma nova consola. Pelo menos na boca da Microsoft as politicas são iguais às da Pro. A questão é, como já disse, que a Pro é claramente uma PS4 melhorada, mas com as mesmas limitações. Já a Scorpio não tem limitações nenhumas semelhantes às da One.
      Quanto à PS5 eu acredito que ela pode estar para breve.
      Os motivos prendem-se com duas ideologias:
      1- A Pro é uma PS4, mas premium, o que significa que não há obrigação de suporte maior que o da PS4. E em 2018 a PS4 terá 5 anos.
      2- A PS5 pode manter a compatibilidade com as consolas anteriores correndo jogos playstation comuns a todas, mantendo a 4 com suporte.
      A diferença é que poderia receber jogos PS5 exclusivos.
      Isto é uma crença minha. Admito que possa estar errado pois não sou bruxo, mas não acredito que uma empresa que insiste em publicitar as suas consolas como “as mais poderosas” se deixe estar na mó de baixo muito tempo. Até porque financeiramente não tem arcaboiço para isso.

Os comentarios estao fechados.