Cara Sony, ao que parece, os vossos colaboradores no Brasil não sabem fazer contas

A situação do preço da Playstation no Brasil tem-me vindo a chocar. E mais chocando fiquei quando um utilizador usou um programa oficial do governo para verificar o preço da importação da PS4, que deveria ter ficado nos 2117,27 reais.

ps4-cost-brazil

Ver Mark Stanley, responsável pela divisão PlayStation na América Latina, a revelar um gráfico que se encontra em cima, e que supostamente justifica o preço de R$ 3.999 aplicado ao mercado Brasileiro é, um aparente exercício que não pode ser acompanhado de forma alguma por pessoas com um mínimo de inteligência.

É que é preciso ser um cientista da Nasa para perceber que algo ali está mal, e qualquer pessoal com a quarta classe consegue perceber que 63% nunca pode em caso nenhum ser maior que 100%.

O problema das contas de cima é que elas parecem ter sido feitas do fim para o início e não do início para o fim, como deveria ser.



O preço de transferência da PS4 é de 858 Reais, mas os impostos, são aplicados sobre esse preço de importação e não sobre o preço final. Ou seja, são as taxas que definem o preço final e não o preço final que define as taxas. Isto são contas básicas! Tão básicas que até é vergonhoso e uma imagem degradante para a imagem da Sony, que a empresa permita que um seu representante apresente valores que não correspondem aos que podem ser obtidos em sites oficiais do governo.

Mas mais do que isso, os impostos não tem de incidir sobre as margens do Varejista e Distribuidor, a não ser que eles sejam igualmente importados e metidos dentro da caixa com a consola, o que sinceramente, duvido.

Está assim claro que o preço final da consola deveria ser inferior ao indicado, e isso pode ser verificado sabendo a classificação fiscal das consolas e usando um software oficial do governo para cálculo das taxas.



Assim, a consola classifica-se (NCM) como sendo:

9504.50.00 – Consoles e máquinas de jogos de vídeo, exceto os classificados na subposição 9504.30 – TEC 20

Por curiosidade o 9504.30, que nada interessa aqui, refere:

9504.30.00 – Outros jogos que funcionem por introdução de moedas, papéis-moeda, cartões de banco, fichas ou por outros meios de pagamento, exceto os jogos de balizas automáticos (boliche) – TEC 20

Assim visitando o website: http://www4.receita.fazenda.gov.br/simulador/ , introduzindo o NCM e valor em dólares da consola (acrescido dos valores do transporte que também são tributados) obtemos uns impostos de 867,96 reais (sim, mais de 100% face ao custo original da consola, mas menos de metade do que a Sony refere).

Acrescentando 200 Reais com outras situações o valor vai para 2117,27 reais.

Quer isto dizer que com lucros de distribuidor e varejista, mesmo que impostos por Lei, sobre este valor, a consola ficará muito abaixo dos 3999 Reais.

Por isso há que questionar: O que se passa Sony? Os vossos representantes andam a meter dinheiro ao bolso? E este o tipo de representantes que a marca quer? Pessoas que dizem que a esse preço preferiam nem vender nada, mas que, segundo websites oficiais parecem não saber fazer contas?

E o certo é que a Sony não paga mais impostos do que qualquer pessoa quando importa a consola. E a consola importada (sem margens de distribuidores e varejistas Brasileiro e impostos locais), após a aplicação das mesmissimas taxas,  está a ficar entre os 1600 e os 1800 Reais.

Como é Sony? Querem explicar?

Nota: O preço da PS4 na Europa é de 399 euros e não 440 euros como indicado na tabela

Fonte: Youtube



Posts Relacionados