Carregadores originais ou falsificados? Uma amostra da diferença de qualidade.

Um carregador da concorrência pode parecer muito interessante graças ao seu menor preço. E o vendedor até garante que já usa algo do género à anos sem problemas e que os carregadores até acabam por carregar mais depressa do que os originais. No entanto ninguém faz omoletes sem ovos, e as histórias de telemóveis queimados e baterias que explodem graças a estes carregadores são uma realidade. Percebe o porque!

Os telefones carregam usando pouca voltagem e amperagem, o que facilita e bastante a vida aos fabricantes de carregadores de baixo custo. E com réplicas quase perfeitas a preços bem menores do que aquilo que empresas como a Apple pedem, e que a maior parte das pessoas considera como exorbitante como um carregador, é normal que as pessoas questionem se justifica pagar o valor pedido pelo produto original.

E efectivamente quem olha para a réplica (direita) e o original (esquerda), fica a pensar.

carregadores

Mas vamos abrir os carregadores e ver:

Publicidade

Retomando o nosso artigo

carregadores2

Na comparação algo salta imediatamente à vista. Há diferenças internas!

Na realidade o que se percebe é que os condensadores são diferentes, e a cópia possui um isolamento miseráve,l pois como se pode ver os fios do carregador original estão envoltos em plástico e os da cópia estão descarnados e há na parte inferior do carregador original peças revestidas com isolamento que estão ausentes da falsificação.  Na presente cópia os componentes de alta e baixa tensão estão separados e a fita isoladora amarela está presente, mas há outros casos onde nem essa situação se verifica.

Analisando o circuito impresso também vemos diferenças bem grandes.

carregadores3

Como é fácil de se perceber pela simples análise viaual, o carregador da Apple possui um circuito impresso bem mais completo e complexo do que a falsificação, com os sensores de temperatura e reguladores de voltagem a estarem ausentes. E tal é resultado da simplificação imposta para redução dos custos.

Mas em que é que estas diferenças se traduzem? Bem, em fugas de voltagem e acima de tudo… calor excessivo.

Uma análise da corrente debitada mostra bem a diferença entre os dois produtos:

carregadores4

Como todos sabemos, a corrente não é estável e possui variações de voltagem por vezes elevadas. O gráfico da esquerda obtido com o carregador original mostra as variações de voltagem que, derivado desse facto, chegam à bateria. E como vemos as variações são bem controladas.

Já no caso do produto contrafeito o que vemos são variações muito grandes da voltagem (que acabam por indirectamente forçar a uma carga mais rápida), e de forma completamente descontrolada.

E claramente o segundo caso coloca em risco a integridade do telefone, bem como reduz a vida útil da bateria e a pode mesmo danificar ou fazer explodir ao causar excesso de corrente e de aquecimento.

Daí que após veres este estudo do website chines technews, talvez penses duas vezes antes de pensares em comprar um carregador não original para poupar uns eurinhos.

Publicidade

Posts Relacionados