Cientistas parecem ter encontrado evidências de que a lua se formou após colisão da terra com outro planeta.

Quando comparado com outros  satélites, a Lua é demasiadamente grande face ao seu planeta mãe. E dai que há quem defenda que a mesma é o resultado de uma colisão com um outro planeta de nome Theia. E agora parece haver evidências que sustentam a teoria.

formacao lua

A teoria de que em tempos um outro planeta terá chocado com a Terra dando origem à lua parece agora ter maior sustentação. O resultado surge após análises efectuadas às rochas trazidas pelos astronautas do programa Apolo e que parecem mostrar materiais alienígenas.

A teoria de que a Lua surgiu após a colisão da terra com um outro planeta denominado Theia, existe desde os anos 80. Theia ter-se-à desintegrado após a colisão, dando a colisão origem a destroços que incluíam a lua.

Se a ideia inicial é que a Lua era um pedaço da terra resultante dessa colisão, as ultimas análises parecem mostrar que na realidade a Lua poderá ser parte de Theia

Publicidade

Retomando o nosso artigo

De acordo com o pesquisador Dr Daniel Herwartz, da universidade de Goettingen, até ao momento nunca tinha sido encontrada qualquer prova da existência dessa colisão, algo que se altera agora. E o motivo deve-se a ter sido encontrado nas rochas lunares diferenças entre a Lua e a Terra.

No entanto esta situação não é uma prova inequívoca, e a diferença poderá ter outras explicações. O motivo é que as diferenças são muito pequenas, mais pequenas do que as diferenças entre os restantes planetas do sistema solar. No entanto o facto de Theia e a terra terem chocado revela que os dois planetas estariam em orbitas muito semelhantes, algo que justificaria alguma semelhança nas condições de criação minerológica.

Como referido, esta situação não prova absolutamente nada, mas pela primeira vez oferece algumas evidências de que a teoria pode ser válida.

Outras teorias incluíam a lua ser um pequeno planetoide que foi apanhado no campo gravítico da terra uma teoria desmistificada pois implicaria diferenças de composição maiores do que as existentes, e a lua ser derivada pela projecção de parte da terra derivada de uma explosão nuclear causada naturalmente pela acumulação de grandes quantidades de material radioactivo nas profundezas do planeta.

Fonte: BBC

Publicidade

Posts Relacionados