Clarificação sobre os 10% de potência do Kinect

Continuo a ler em vários sítios afirmações de pessoas que aparentemente ainda não perceberam como funciona a questão da libertação da reserva da potência do Kinect. A consola fica mais potente por isso? É preciso desligar o Kinect? Eis como a coisa funciona.

kinect

Aparentemente ainda há quem não tenha percebido como funciona a questão da libertação da potência do Kinect. Daí que vamos tentar elucidar a situação:

1 – A Xbox One vai ficar 10% mais potente com a não obrigatoriedade do Kinect?

R: Não! A consola não vai ficar mais potente com a não obrigatoriedade do Kinect! A potência da consola é exactamente a mesma quer o Kinect seja obrigatório ou não. O que acontecia é que anteriormente a Microsoft reservava 10% da potência do GPU para tratar dados do Kinect. E esta reserva estava sempre activa quer o jogo em causa usasse o Kinect ou não!

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Agora com a remoção da obrigatoriedade do Kinect a Microsoft permite que os jogos que não usam o Kinect possam aceder a essa potência anteriormente reservada para uso nos seus jogos. A consola não fica mais potente, mas a potência disponível para os jogos passa a ser efectivamente maior, podendo permitir superar situações que antes não eram conseguidas.

Resumindo, a consola não fica mais potente, mas caso o jogo não use o Kinect fica com mais potência disponível para uso.

2 – Tenho de remover o Kinect?

R: Não tem nada a ver! O Kinect estar ligado ou desligado não implica absolutamente nada. A reserva é efectuada meramente por software, e quando jogo não usa o aparelho ela é libertada quer o Kinect esteja ligado ou desligado. Da mesma forma quando algum jogo usa o Kinect e mantêm a reserva, ter ou não ter Kinect não invalida que a reserva irá existir sempre.

3 – Os jogos são subir de resolução e vão ter mais Fps com a libertação desta reserva?

Publicidade

Retomando o nosso artigo

R: Para começar,  isso é algo que só será notório em jogos onde pudermos ver o antes e o depois.

No caso dos FPS, caso a potência não seja usada para outra coisa, é uma consequência directa e esperam-se ganhos imediatos, sendo que a percentagem não terá forçosamente de ser de 10%, podendo ser menos, mas também podendo ser mais.

Se a potência for usada para outras situações, tal não se pode afirmar.

No que toca a resoluções, não há uma resposta directa. Haverá casos em que isso poderá acontecer, outros em que não.

4 – Em que casos é que pode haver aumentos de resolução?

R: Nos casos onde o factor impeditivo da subida de resolução for a performance efectiva, e onde os 10% adicionais permitam alcançar valores de ganhos que garantam performances suficientes na resolução superior.

5 – Em que casos é que não haverá aumentos de resolução?

R: Sempre que os 10% sejam insuficientes para garantir boas performances nas resoluções superiores, ou quando o factor limitativo não for a performance (por exemplo a dimensão da ESRAM).

Alguma outra dúvida? Coloquem!

6 – Com a remoção da reserva o Kinect deixa de funcionar nas Apps, controlo da TV, Skype, etc?

R: Não! O Kinect funcionará como sempre. A reserva aplica-se apenas quando a consola se encontra a executar jogos. E nesse sentido, caso a reserva seja usada pelo jogo, a integração em modo “snap” com outras aplicações que usem o Kinect poderá ser impossível.

No entanto tudo depende do que é usado. Existe a possibilidade de os programadores usarem apenas 8% dos 10% da reserva, mantendo a detecção dos comandos de voz activos, e tal situação poderá permitir integrar, apesar de que tal será certamente de forma diferente (sem snap), por exemplo, o Skype em chamadas apenas de voz. Mas isto será algo ao critério dos programadores.

 

Publicidade

Posts Relacionados