Coisas sobre o Windows 7 que desconheces: Suporte DOCX no Notepad, Aero Shake e Ready Boost com várias pens.

Ficheiros DOCX no Notepad.

Se já é natural muitos utilizadores do Windows não receberem ficheiros .DOC alegando que não possuem o Word, e esquecendo-se o Windows traz de origem um utilitário de nome Notepad que é capaz de ler esses ficheiros, mais depressa essa situação acontece quando o ficheiro é do tipo .DOCX.

É que este novo tipo de ficheiros, introduzidos pelo Office 2010 obrigam aos possuidores de versões antigas do windows a terem necessáriamente ou uma versão do Office 2010 ou superior, ou então um conversor de formatos.

Já no windows 7 isso não é necessário. É que o Notepad deste windows abre perfeitamente ficheiros DOCX sem a necessidade de se adicionar seja o que for.

A compatibilidade é semelhante à do antigo Notepad com os ficheiros DOC, havendo algumas situações de formatação que são perdidas (o que também pode acontecer com os conversores), mas a verdade é que os DOCX passam a ser acessíveis de forma simplificada, o que não acontecia antes.



Conhecias estas possibilidade?

Aero Shake

Com o Windows Vista a Microsoft introduziu o AERO, mas o Windows 7 acrescentou-lhe aquela que é, provavelmente, a sua função mais interessante, o Aero Shake.

Imaginem que tem o ambiente de trabalho cheio de janelas abertas, e que dava jeito minimizar isso tudo. Normalmente o que se faz, e muito bem, é recorrer ao pequeno rectângulo que se encontra no lado direito da barra do windows que se encontra no fundo do ecrã.

Mas e se a ideia não era minimizar tudo mas, mantendo uma aplicação activa em em janela sem ser de ecrã total, visualizar o desktop, como fazias?

Muito provavelmente minimizarias tudo, e depois procurarias pela aplicação que te interessa, restaurando-a.

Mas a verdade é que esse trabalho todo não é necessário. É que o Windows 7 com o seu Aero Shake permite minimizar todas as aplicações menos a que escolhermos… e é tão simples.

Basta que com o rato cliques sobre a barra de topo da janela que queres manter, e mantenhas o rato pressionado como se a fosses arrastar pelo ecrã. Mas em vez de a arrastares, agita o rato. Vais ver que todas as restantes janelas minimizam, mantendo-se apenas aberta a janela que estás a segurar, e visualizando-se assim o ambiente de trabalho.

Sabias disto?



Ready Boost com várias pens

Provavelmente já sabias que desde o Windows Vista é possível usar-se uma pen Drive para servir de memória virtual e acelerar o sistema.

É que uma pen drive, ao ser uma memória, possui a vantagem de não sofrer dos efeitos de fragmentação e ser mais rápido a ler do que um disco, pelo que o uso de uma pen com o sistema Ready Boost para armazenamento de ficheiros temporários revela-se uma boa opção para aumentar as performances do sistema.

O que talvez não saibas é que ao contrário do Windows Vista onde apenas uma pen podia ser usada para esta situação, no Windows 7 várias pens podem ser usadas para tal. Assim se a tua pen de 1 GB se revelava pequena demais para ser usada no teu sistema, porque não utilizares agora 2, 3 ou mesmo mais pens.

De referir contudo que mesmo com um windows 64 bits cada pen poderá conter no máximo 4 GB pelo que vencer essa limitação só no Windows 8.



Posts Relacionados