Cuidado com os HDMI Splitter

A electrónica é uma coisa muito curiosa. Particularmente porque muitas vezes a experiência parece indicar situações plausíveis e sem risco, quando na realidade o risco existe.

y_hdmi_splitter

A Impedância , ou por outras palavras  a oposição que um circuito eléctrico faz à passagem de corrente quando é submetido a uma tensão, ou a carga resistiva do circuito, é algo normalmente pouco tomado em consideração na electrónica barata. E isto apesar de os riscos da sua alteração serem grandes.

Os HDMI splitters são divisores de sinal normalmente inseridos num circuito electrónico de forma a não existir qualquer perda de impedância que implique quebras de qualidade de sinal e permita que todos os receptores funcionem em simultâneo. Esta situação exige que o circuito seja electrificado.

É o caso do splitter da foto de baixo capaz de dividir (split em inglês) um sinal de entrada por duas saídas, mantendo, se necessário, as duas activas. É um exemplo usado quando queremos por exemplo colocar um leitor de Blu-ray a dar em duas TVs, seja em simultâneo ou não:

Publicidade

Retomando o nosso artigo

splitter electrificado

Quando o caso é contrário, isto é temos várias fontes de entrada e apenas uma de saída já não precisamos de um Splitter, mas sim de um Switch. É o caso, por exemplo, quando temos vários aparelhos para ligar a uma TV que tenha apenas uma entrada HDMI. Este aparelho possui um interruptor que faz a comutação de sinal escolhendo-se uma das entradas, mantendo apenas um dos circuitos activo.

Podemos ver um Switch na foto de baixo:

hdmi-switch

Em ambos os aparelhos temos claramente as entradas (input) e saídas (output) devidamente identificadas.

No entanto, eis que começam a aparecer no mercado splitters não electrificados e sem qualquer indicação que são vendido por poucos euros.

E estes cabos, especialmente se mal usados, podem danificar os aparelhos que se encontram ligados a ele. Note-se que o cabo existe com uma variedade enorme de aspectos diferentes, sendo a imagem que se segue, tal como a de cima,  apenas representativas dos modelos existentes.

HDMI splitter

Aqui fica logo a dúvida devido à falta de informação: Estamos perante um cabo onde o macho liga num emissor ou num receptor? Isto é, serve para receber sinal de várias fontes (Switch), ou para duplicar o sinal de uma fonte para vários aparelhos (Splitter)?

Para respondermos a isso, há que esclarecer que este cabo é um splitter (divisor) na verdadeira ascensão da palavra. Aqui, o que acontece é mesmo o que o nome indica, há um cabo que é dividido em dois, e tudo isto sem a compensação electrónica do splitter inicialmente mostrado.

Ou seja, estamos perante um splitter e não um Switch, o que permite a uma fonte de sinal funcionar em mais do que um receptor, mas no entanto, sem a compensação electrónica, a impedância é quebrada e neste caso desce dos tradicionais 100 ohms de uma porta HDMI para apenas 50 ohms.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Para explicar os motivos de tal teria de escrever aqui uma série de considerações que fugiriam ao tema dos cabos HDMI para entrar em considerações de electrónica. De forma que apenas para os interessados deixo-vos o video de baixo que explica como funciona este tipo de montagens em série e paralelo (que é o caso do cabo de cima), e as consequências na Impedância, num exemplo com colunas de som.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

O que o video não refere é que existe a seguinte formula que é aplicável: Potência (Watts)=Tensão^2 (Volts)/Impedância (Ohms)

Ora dado que a montagem é em paralelo, a tensão em volts não se altera, mas a impedância desce para metade. Isso produz uma implicação na potência que é necessário fornecer para manter o sistema.

Ora tal como nos amplificadores de som referidos no vídeo, se a impedância descer abaixo do valor mínimo suportado, torna-se necessária uma potência superior à que é possível fornecer, e o amplificador queima.

Aqui corremos igualmente esse risco. A qualidade dos componentes electrónicos não é toda igual, e os cabos HDMI são feitos para trabalhar com resistências ao sinal muito baixas (100 ohms). Ao usarmos este tipo de cabo divisor estamos a descer a impedância para 50 ohms e a arriscar queimar as portas HDMI.

Diga-se porém que por norma as portas HDMI suportam bem os 50 ohms, apesar de a qualidade do sinal se degradar. Mas o risco de avaria existe.

Para minimizar esse risco os diversos fabricantes deste tipo de cabos indicam algumas instruções fundamentais de uso, mas essas instruções não são depois repetidas na embalagem. A principal passa por manter apenas um dos aparelhos receptores ligados de cada vez, e nunca ligar os dois em simultâneo, algo que no splitter alimentado é perfeitamente possível. Desta forma ao existir um circuito eléctrico activo em apenas um dos cabos da divisão, a Impedância perdida é bastante menor. Daí as palavras do fabricante: “You can only connect one input device (eg. DVD player) to two HDMI output device (eg. TV), but only ONE output device should be active at any time. “, ou em Português “Você pode apenas ligar um aparelho fonte (por exemplo um leitor DVD) a dois aparelhos receptores (por exemplo Tvs), mas apenas um dos aparelhos receptores pode estar activo de cada vez”.

Mas o verdadeiro grande risco ocorre no caso de o caso ser mal usado e lá serem ligadas duas fontes de sinal para um único receptor (como se isto fosse um switch). Com apenas uma das fontes ligadas o cabo deverá funcionar, mas ligando-se as duas as probabilidades de se danificar todos os aparelhos ali ligados é bastante superior. Nesse caso não só teremos uma diminuição da Impedância, com solicitação de mais potência aos dois emissores, como teremos igualmente sinal digital corrupto no cabo.

O cabo HDMI não transmite sinal analógico, mas sim sinal digital que é interpretado posteriormente por um circuito digital. Com este tipo de ligação não só o sinal enviado é corrompido como os emissores recebem igualmente sinal. Há uma sobrecarga nas portas capaz de as danificar e a transmissão de sinais digitais corrompidos que podem criar problemas dos mais diversos.  E daí, mais uma vez o aviso do fabricante: “You cannot connect two input device to one output device.”, ou em Português, “Você não pode ligar dois aparelhos fonte a um aparelho receptor”.

Fica o alerta sobre este tipo de cabos, pois seria muito, mas mesmo muito mau perder-se vários milhares de euros em equipamento electrónico só porque se optou pelo uso de um cabo barato. E com este artigo, apesar de não podermos garantir que os sistemas avariem com o mau uso do cabo uma vez que a qualidade dos materiais varia, o risco existe, agora depois de ler isto, em caso de avarias, o poder alegar  ignorância da situação deixa de ser uma realidade.

Por isso, pensem seriamente em gastar mais alguns euros e comprar um Splitter devidamente alimentado ou um Switch (conforme o caso).

Para mais alguma informação sobre estes assuntos, podem ler aquiaqui e aqui.

Estes Splitters não são compatível HDCP.

Fica igualmente o link de uma casa de venda de material electrónico que, honestamente, alerta os seus clientes para os riscos de uso deste cabo, ou este vendedor no ebay.

Publicidade

Posts Relacionados