DFC refere que a Microsoft matou a Xbox One S à partida e irá abandonar os videojogos

A DFC intelligence é uma companhia de análises de mercado e gestão financeira, tendo deixado a Microsoft nas ruas da amargura após a sua apresentação na E3.

Não é preciso mais do que dois neurónios para se perceber que a apresentação da Xbox One S na E3 2016 foi desastrosa. A Microsoft basicamente condicionou a consola que acabava de apresentar menos de 40 minutos depois ao apresentar a sua Scorpio que sairá para o ano.

Mas mais do que isso, as palavras dos responsáveis da Microsoft pós E3 eram contraditórias, e as mensagens eram confusas e pouco claras, dando ideia de falta de orientação a nível das políticas a seguir .

Há mesmo quem refira, e tal poderá ter alguma lógica, que a Microsoft não desejaria verdadeiramente fazer o que fez, mas dado que a E3 é a feira que mais atenções cria a nível mundial junto do público gamer, a Scorpio foi apresentada perante a possibilidade de um lançamento antecipado da Neo da Sony, e o receio que, sem algo mais, tal pudesse aniquilar de vez as vendas da Xbox One, e consequentemente a Xbox One S. Assim a Microsoft arriscou e “deu um tiro” com a apresentação da Scorpio que, sabemos agora… lhe saiu pela culatra.

Para piorar a situação, perante os olhos do mundo, e apesar de este assunto ter sido pouco relevado pela imprensa, a Microsoft recorreu mesmo a publicidade enganosa na apresentação mundial da Xbox One S.

A consequência de tudo o que se passou é que a DFC Global, escreveu na sua secção Dossier, um artigo de alerta para os seus clientes referindo as atitudes e mensagens confusas da empresa. Nada que já não tenhamos comentado ou referido aqui na PCManias, mas que surge agora vindo de uma empresa reputada de análises de mercado.

O problema mais imediato é que a Microsoft efectivamente matou a Xbox One mal ela saiu da porta.

Se haviam muitos clientes Xbox 360, WiiU ou mesmo Playstation 4 interessados numa Xbox One para este ano a mensagem que lhes foi transmitida foi basicamente que esperem até que a Scorpio saia em 2017. Neste momento a Microsoft só pode esperar que o burburinho em torno da Scorpio desapareça, mas depois desta revelação é improvável que tal aconteça.

Há todo o tipo de problemas com as mensagens mistas e confusas da Microsoft. O preço na Xbox original é excelente e a Slim é muito bonita, mas todos os novos jogos importantes estão no PC, pelo que investir numa consola? Basta fazer upgrade ao PC. E se queres mesmo uma consola para que a comprar agora se a Scorpio sai para o ano. Tudo isto é uma rede que abranda as vendas de novo hardware e que abre as portas bem abertas para a Sony  e para a Nintendo com a sua NX.

De referir que a DFC acrescenta que apesar de a Sony ter um problema similar com a sua NEO, a sua não apresentação na feira abre um ar de mistério que a pode beneficiar. Para além do mais, a Sony não desperdiçou dinheiro e esforço na criação de uma PS4 Slim que fosse potencialmente abafada por uma nova consola.

Mas a empresa coloca questões bastante mais sérias sobre a Microsoft.

A grande dúvida aqui é se a Microsoft ainda terá uma divisão de videojogos na altura do lançamento da Scorpio. Não é apenas uma pequena ironia que os eventos da E3 tenham acontecido no exacto momento em que o CEO da Microsoft, Satya Nadella estava a anunciar a aquisição por 26 mil milhões da LinkedIn.

Quando a Playstation 3 foi lançada a Sony era uma empresa mais diversificada que tentava usar o seu sistema para promover o Blu-Ray. Agora a Sony é uma empresa menor e a marca Playstation é o seu produto de maior sucesso. A Playstation é agora a cauda que torna o cão feliz, e o antigo chefe da divisão de jogos, Kaz Hirai, agora gere toda a Sony. Do outro lado, com a Microsoft, a divisão de jogos  é o feio felho adoptado que de alguma forma tem de se integrar com a estratégia do sistema operativo da empresa.


A grande questão agora não parece ser se a Microsoft irá sair do negócio dos videojogos, mas como e quando. Claro, isso leva a muitas outras questões tais como será o actual negócio dos videojogos gerido? Será a Xbox vendida? Será que a Microsoft encontra um comprador? Ou será que a empresa fecha a Xbox? A DFC acredita que a última opção não ocorrerá, mas é claro que algo necessita de ser feito.

Infelizmente o valor da marca Xbox está num fluxo sério onde muitas das suas vantagens estão ligadas ao sistema operativo Microsoft Windows 10.

Sobre esta última parte, ela não passa de uma especulação! No entanto o referido pela DFC não é completamente desprovido de sentido. Aliás temos uma ideia semelhante à da DFC no que toca ao que a Microsoft pretende no futuro, mas não no sentido de a Xbox acabar, coisa na qual não acreditamos. No entanto, é nossa ideia de que a Microsoft acabará, mais cedo ou mais tarde, com as consolas, e a plataforma Xbox passará a ser aplicável às máquinas com Windows 10 que passarão a ter características de consolas para quem o pretender. Isso acontecerá perante um processo gradual que culminará com o lançamento de um software com a Dashboard da consola e que correrá sobre o Windows 10, automatizando e optimizando o PC para aqueles que o querem usar como máquina de video jogos, tornando qualquer PC numa consola Xbox. E nessa altura as consolas tornar-se-ão desnecessárias ficando a Microsoft apenas a vender periféricos como controladores ou outros, e os respectivos jogos. Basicamente, um corte na parte de investimento, investigação e hardware, a parte relativa à despesa associada ao Hardware Xbox, ficando a empresa a fazer basicamente aquilo que sempre foi o seu “core business”, a venda de software.

Não posso deixar de terminar este artigo sem uma referência que penso ser muito importante. É que a DFC não é um gamer qualquer, ou uma página de videojogos que quem normalmente refuta artigos de comentários a estas situações, possam apelidar de ser parcial. Trata-se de uma empresa com mais de 20 anos de experiência na análise desta industria, abrangendo 30 paises e com mais de 300 empresas líderes de mercado como clientes (cita-se a Activision Blizzard, a Gamestop, a Nvidia e a Turtle Beach, como exemplos referidos no website. Sabemos igualmente que a Valve é cliente).  E o certo é que tudo o que é dito neste relatório, foi dito porque é lógico, é coerente, realmente aconteceu, e saltou à vista, mesmo a quem não percebe muito sobre o assunto.


O surpreendente é que apesar de estes serem erros notórios e crassos, eles não surgem de uma empresa de fundo de quintal qualquer, mas sim da Microsoft, uma das maiores empresas do mundo, com capacidades financeira para contratar os melhores dos melhores a nível de Marketing e publicidade.

Daí que surge uma questão coerente: Como é que isto é sequer possível de acontecer? Ao termos empresas como a DFC a escreverem artigos como estes para clientes que são potenciais investidores ou parceiros, a Microsoft não só se prejudica face ao seu mercado alvo, mas também na sua imagem junto dos ramos empresariais.

Infelizmente, tal como os com os erros cometidos no lançamento da Xbox One, o que se passou nesta E3 foram situações “amadoras” demais para uma empresa desta dimensão.

Fica igualmente a nota sobre uma discordância da nossa parte com as afirmações da DFC no que toca à Sony, pois apesar de não ter existido uma apresentação ou uma data para a PS Neo, a mesma foi confirmada por Andrew House. E isso, dê lá por onde der é igualmente uma atitude que condiciona as vendas da PS4, nem que seja por colagem com a apresentação da Microsoft. Ou seja, não é só a Microsoft que anda a nhonhar, pois a Sony, ao não estar calada sobre a Neo, tambem se enterrou nesta apresentação, e caso a Neo seja ainda apresentada na Paris Game Week como certos rumores indicam, é bom que seja lançada ainda este ano, ou a Sony cai não só no mesmo erro de condicionar as vendas da PS4, mas se o lançamento for em 2017 nem sequer tem um produto capaz de concorrer verdadeiramente com a Scorpio.

 

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (96)

  1. Pergunto se o projecto Scorpio será um início de uma linha de máquinas para fazer frente às steam machines usando o windows 10 como sistema? Deixaria de ser uma consola pura o que já não o é, lançando periféricos e componentes para melhorar a performance??? Não sei mesmo se valerá apena continuar como console gamer, estou seriamente tentado a mudar para o PC 😞.

    • Talvez isto te interesse:
      http://www.windowsclub.com.br/era-segredo-microsoft-e-valve-fecham-parceria-em-prol-do-project-scorpio/
      Porque a ideia pode não ser fazer frente às steam machines, mas sim fazer das Steam Machines futuras versões da Xbox.
      Ou seja, a Microsoft ditava especificações e os fabricantes criavam as suas consolas. Certamente tirava a despesa da criação, investigação, venda e suporte da consola das mãos da Microsoft que se concentraria apenas no software.
      Eu apostaria mais nisso, mas não a curto prazo!

      • Por coincidência é um link para um sítio que ontem mesmo compartilhei no fórum.

        Você já conhecia esta página ou foi através do link que postei?

    • Ricardo bom dia, não é por este motivo não viu, saiba que o modelo de negocio das steam machine falhou miseravelmente e em 6 meses vendeu bem menos que 1 milhão de unidades. Portanto nem de longe ameaçou os consoles no molde como conhecemos.

      • A Steam não tinha porque vender consolas porque as consolas eram todas uma “porcaria” e sem suporte especial.
        Se vires as Steam Machines a maior parte delas são PCs perfeitamente banais e nada baratos. Não havendo qualquer suporte especial, elas não interessam!
        Já a Microsoft está a fazer a coisa ao contrário e bem mais fundamentada. Parte de uma consola estabelecida e com suporte e leva-a para o PC, que tem performance adicional para mais detalhe (a valve fazia o contrário, levava o PC para as consolas e sem exclusivos. E como elas eram fracas, até a totalidade dos jogos tinham problemas em correr).

  2. Engraçado se mato entao porque as pre-vendas do One S estao altissimas na amazon? Ouço essa histórinha desde da geraçao passada e até agora foi tudo ao contrario pois ela nao para de investir no setor. Mas tenho que concordar que o Marketing dela é um lixo.

    • Não podes concluir nada pois vendas altas ou baixas não tens dados sobre o que seriam sem a Scorpio.
      Quando a DFC refere que matou as vendas da S não quer dizer que ela não vai vender, quer dizer que elas ficaram condicionadas face ao que poderiam ser se não houvesse o anuncio da Scorpio.
      Até porque quem comprar uma Xbox agora irá certamente para a S.
      A realidade é que tenho amigos que ponderavam a PS4 e mesmo a S e que não as vão comprar porque com a perspectiva da Neo e da Scorpio não veem justificação para se gastar o dinheiro agora, mais valendo esperar. Quem aguentou até agora sem a consola não é fanático por jogos, e como tal pode muito bem aguentar mais um pouco!
      Seja como for, o website global da AMAZON mostra que nos best sellers as consolas não estão assim tão bem cotadas. Mas a consola mais vendida é o Bundle Call OF Duty da PS4 que aparece em 15º. A One S na versão 2 TB aparece em 26º.
      http://www.amazon.com/best-sellers-video-games/zgbs/videogames/ref=zg_bs_videogames_pg_2?_encoding=UTF8&pg=2#1

      • Dependendo do horario que vc acessa o site da amazon, ja que ele é atualizado a cada hora o Xbox One S Fica em primeiro dos consoles e geralmente sempre fica na primeira pagina. Eu to achando que ta ocorrendo uma grande confusao e é por isso que falo que o marketing dela é um lixo pois essa DFC trata o One S como se fosse um console diferente daquele que foi lançado em 2013 e tem muita gente por ai comprando o One S achando que ele é um novo console. Aquele 4K do comercial ta colocando uma imagem errada na cabeça das pessoas, tem muita gente desinformada achando que os jogos tambem rodaram em 4K. Isso ainda vai dar muita confusao quando esse console for lançado em agosto fique só vendo.

        • Eu nem vou por aí. Porque como leste certamente em outros artigos meus, a S vai vender. Vai vender a quem a quem mesmo, a quem vai comprar uma One, e por quem não está disposto a pagar o custo da Scorpio.
          Mas o que aqui está em causa é o condicional do mercado. A DFC é uma empresa de análise e nesse aspecto comenta a atitude de marketing. A nível de marketing a palavra “matar à partida” aplica-se pois as vendas ficam condicionadas. Mas isso não implica que venda mal, apenas que venderá sempre menos do que venderia se não se falasse da Scorpio.
          E a DFC não é uma pessoa… é uma empresa. Com interesses na área. Não anda a vender consolas nem defender ou atacar empresas. Apenas analisa e dá essa informação aos investidores.

          • Eu acho que a microsoft se antecipou com o Scorpio porque ela sabia que o Neo sairia antes. Quem estava interessado no Neo agora sabe que tem algo mais poderoso chegando logo mais.

          • Tem lógica… Mas a questão é que podia ter esperado. Até ao final do ano temos a Paris Game week, a Gamescom, etc. Não precisava de ter feito o anuncio logo depois da S.

          • Fabricio a MS não se antecipou a nada, console slim sempre existiu!!
            E eles sempre falam que MS matou o Xone, discurso antigo, que já encheu o saco!
            DRM matou xone, Windows matou xone, pc matou xone, scorpio matou o xone…
            Cara discurso antigo…
            MS terceira maior empresa do mundo, quem é DFC?
            Daqui a pouco o vão por uma melancia na cabeça para se aparecer…

      • @Mario
        Veja essa matéria (se puder) e veja como os caras falam tanto absurdo que chega a beirar loucura

        http://www.windowsclub.com.br/entenda-como-a-microsoft-acabara-com-as-geracoes-de-consoles-e-a-dor-de-cabeca-nao-sera-sua/

        • Na realidade o que ali está é o plano da Microsoft.
          Mas é um plano que a Microsoft quer… não que os clientes querem!
          As consolas são, para a maior parte dos utilizadores, diferentes do PC. Aliás sempre vi dois mercados diferentes. O PC Gamer hardcore que nem quer saber das consolas para nada, e o Hardcore Gamer de consola que nem quer saber do PC para nada. Eu estaria ali no meio pois ligava aos dois, reconhecendo vantagens diferentes nos dois.
          Agora o utilizador PC quer programas que possa alterar. Quer MODS, quer mais efeitos gráficos, quer tirar o rendimento máximo da sua máquina, mesmo que isso implique mais um upgrade com duas ou 3 gráficas em simultâneo e um processador de topo.
          O utilizador consola é diferente. Investe-se na consola pois vale a pena. Paga-se o seu custo e ele dilui-se ao longo de muitos anos, tornando-se numa fonte de entretenimento para muitos que não podem andar em upgrades constantes e por isso evitam mesmo o PC. Depois as consolas ainda por cima possuem exclusivos para justificarem a sua compra face ao PC. É um hardware único, optimizado e há uma familia que partilha o mesmo.
          Esta é a minha forma de ver o mercado!
          O que a Microsoft quer é tirar as vantagens que o PC tem, passando a pô-lo a correr jogos de consolas. Acaba-se com os EXE, arranca-se com a UWP. O PC corre o mesmo jogo das consolas, sub-aproveitado, e não se tira verdadeiramente partido do hardware. Não há MODS, não há nada! Daqui a um ano, os PCs estarão com mais de 20 Tflops e ainda a correrem os jogos da XBox com 6 Tflops, apenas aumentando resoluções e não beneficiando da potência na base do jogo.
          As consolas… essas morrem. Passam a ter atualizações, e a necessitar de upgrades para se manterem relevantes e “o melhor local para jogar”. Ao haver mais do que uma consola perde-se a unicidade, as optimizações descem, e a familia divide-se.
          A nível comercial o artigo tem toda a razão. É uma jogada de génio da Microsoft. E eu até a aplaudia de pé não fosse o facto que ao se juntar os dois mundos nem temos um, nem temos o outro. E o que sai, é a meu ver… uma cagada!
          Como eu já disse, caso me mude para o PC, e isso é algo bem provável, não alimentarei minimamente a Microsoft no seu modelo. Porque nesse campo alimentei-a desde a Xbox Original, Xbox 360 e Xbox One. Eram as consolas que eu queria e no modelo que eu gostava.
          Daí que o que me choca no artigo que linkas é que as pessoas estão a aplaudir algo na perspectiva empresarial e não na de cliente. Não na de algo que vai mexer na carteira e que vai tornar o Gaming algo para elites. Algo que vai empurrar muita gente para os smartphones e tablets.
          Não há nada de bom para nós nesse modelo. Apenas para a Microsoft.

          • Pois é, a matéria é um comercial enganoso. Quando você olha de perto, vê que isso não é nada disso. Eu também gosto do modelo antigo dos consoles, quando falam em cloud computing, e em consoles sem drive (a internet no Brasil é um escárnio) me da até depressão. Eles querem mudar algo que a gente gosta, e parece não haver preocupação com o feedback dos gamers. É um futuro horrível que desenham, mas tenho fé que os consumidores dão uma boa resposta a taís políticas não consumindo essas idéias ruins. O Kinect já ficou pelo caminho por exemplo.

          • A matéria falou a verdade.

            Mas as preocupações de Mário são outra verdade.

            Vamos ver como isso se desencadeará no futuro.

        • Foi o link que postei ontem no fórum e com a mesma análise sua.

  3. Os analistas da treta em ação.
    Esses tipos sempre tem uma teoria de como a Microsoft está deixando o mercado de games desde quando ela começou em 2001.
    Eu acho que isso tudo não faz sentido por que estão tratando o Xbox One S como se fosse um novo console, e ele não é, não passa de uma versão Slim do Xbox One, que está substituindo a primeira versão que anda em queima de estoque com preços baixíssimos. Todas essas análises são baseadas em um cenário onde o Xone S é um console intermediário. Ta errado, o S é a versão Slim que custa $299, é o produto de baixo custo que certamente a Microsoft não espera vender 2 milhões de unidades mensais com ele e mesmo assim existem os consumidores de baixo orçamento, tipo aqueles que estão comprando xbox 360 até hoje.
    Eu to achando muito estranho o tanto de gente que se diz preocupada e confusa com a Microsoft pós essa E3, por que se assim estão, como estão em relação a Sony que tem um novo console confirmado e ainda nem alterou os preços dos PS4?
    Se o Neo sai por $399 como os rumores do Tidux e o PS4 ainda continua em $349, quem foi que matou quem?
    Com um Console com 2,3x mais poder e uma diferença de $50 ou $100, eu duvido que o PS4 não morre a partir do lançamento do Neo, e se não for oficialmente pela Sony, será pelos consumidores.
    De longe essa estrategia do Neo é a que parece a mais confusa de todas.

    • Não tem pra onde correr, é alien Vs Predador. Sony e Microsoft (esta última que já está dando nojo) estão se comportando de uma forma muito estranha. Pensei em ir pro PC, mas, alguns dos melhores jogos que existem são exclusivos Sony. Só a Steam parece não estar me dando uma rasteira a essa altura. Minha pergunta é; Que porcaria estão fazendo com os consoles e até mesmo com a indústria dos games??

    • É isso mesmo fernando.

    • A Microsoft não está a deixar os jogos. A Microsoft está a deixar a Xbox. Isso é notório e claro!
      A Xbox deixou de ser uma consola, é agora uma plataforma. E a consola não justifica ser produzida quando a plataforma estiver definida e segura.
      Nessa altura a Microsoft basta dar linhas guia e quem quiser fazer consolas… faz! tal como as consolas da Valve. No fundo, com tudo isto a Microsoft nem sequer está a ser original, está a copiar a Valve. A grande diferença é que a Valve partiu do PC genérico para as consolas. A Microsoft parte da consola bem estabelecida ao longo de anos e com exclusivos, para o PC.
      Tem muitos mais atractivos, mas o objectivo é a criação de algo como a Valve tem. Isso podes escrever!
      Quanto a descer o preço da PS4, tal só justifica perante o anuncio oficial da NEO. Porque se a consola vende bem, porque baixar já? Quanto ao novo modelo está confirmado, mas ainda nem sequer está anunciado. Só se sabe que existirá!
      Mas isso são questões empresariais… que não me interessam. Pela parte que me interessa só conta que se sabe que a NEO existirá nos termos que se pensava. E isso quer dizer que a Sony vai fazer o mesmo que a Microsoft, pelo que ambas me decepcionam e a um nível que se uma decepcionar mais ou menos que a outra… é irrelevante!

  4. “Concordem comigo, no momento quem está na corda bamba é o XBOX, e não duvido que amanha a Microsoft mude seus planos novamente!”. Foi com essas palavras que concluir minha analise da atual geracäo de consoles. Mário e demais opinadores, a Microsoft está abandonando o barco como bom capitāo que não tem outra saida mais honrosa que nāo abale mais ainda sua reputaçāo, e digo mais, já está vendendo a sardinha para aqueles que a quiserem comprar, por meio da divulgacāo antecipada da scorpion. Bom dia a todos e em Portugal boa tarde!

    • Desculpe, eu já postei o link acima, mas diante do seu comentário, veja a teoria desses ativistas MS doentes sobre o assunto;

      http://www.windowsclub.com.br/entenda-como-a-microsoft-acabara-com-as-geracoes-de-consoles-e-a-dor-de-cabeca-nao-sera-sua/

    • Daniel… abandonar o barco.. não creio!
      Mas que o está a abanar demais… isso está!
      sem desculpar a Sony, que no fundo alinhou nisso, eu já tinha escrito que a Sony precisava de fazer algo para combater as altas performances que a plataforma Xbox apresentava no PC. E o Andrew House refere exactamente que a Neo se destina a impedir que os jogadores fujam para o PC!
      Ambas as empresas possuem culpa no que se está a passar. E não desculpo nenhuma porque no final, ambas vão fazer o mesmo. Mas que é a Microsoft que com estas medidas tem abanado o barco e mexido no ecossistema de forma irremediável… Isso é inegável!
      As consolas estavam muito bem como estavam. Os jogadores PC estavam felizes, e os das consolas tambem. Ninguem pediu nada disto! Até pode ter pontos fortes, mas nada justificava o quebrar da tradição de um mercado com 40 anos.
      Agora cada um decidirá o que vai fazer no futuro por si. Eu pessoalmente já o disse: Consolas atualizáveis e PCs limitados: Estou fora! Irei para o PC, mas fora da plataforma Xbox!

    • Site, fazendo artigos inventando coisas é foda!!
      Igual esse Windows club!
      Esta chato demais, as pessoas tentarem adivinhar o futuro, como isso está chato, desculpa a palavra está chato pra caralho!!
      Compra um PC e seja feliz, porque esses Deuses da internet, não descobre o numero da mega sena já que eles preveem o futuro sabem de tudo…

  5. Fico impressionada que deste E3 de semana passada não se fala em outro assunto que não seja a MS.
    Concordo que a mesma não esta tratando mais co Xbox como console e sim um serviço, mais isto pe de todo ruim para mesma?
    Deste o o primeiro console ouvimos rumores, teorias, buchichos etc, eu fico impressionada com a impressa não digo desta analise em si mais de sites dentenciosos como Eurogamer /Uol etc que todo dia coloca matérias para falar mal do projeto que nem saiu ainda. Outra o mais incrível que ainda não vi esta mesma impresa fazer é pegar X de matérias positivas a falar deste projeto e publicar referente a isso.
    PS4 Neo esta ai as portas e a Sony realmente não abaixou os preços do console, eu particularmente vou manter minha pS4 mais irei me podar em relação a compra de jogos pois não esta a valer a pena gastar tanto se lancar a nova versão com gráficos melhores.
    Não estaou a defender a postura da MS mais por favor precisamos fatos plausíveis que realmente consta que a divisão ira fechar para usar como paramentro as noticias opostas a isso.
    Outra pessoal pesquisem sobre a mesma não se baseiam sobre artigos de sites tipo la eurogamer pois ali é prova de que como uma marca não é bem vinda.

    • Sobre o que você disse da imprensa, esses sites já viraram tablóides de fofoca, eles vão publicar qualquer porcaria que gere cliques, só dá pra tirar alguma informação útil de lá sendo bem cauteloso.

    • E o detalhe é que a Sony parece estar inclinada à fazer um evento surpresa de apresentação do PS4 Neo e já dizer que está disponível para compra a partir dali, ou seja, lançamento surpresa ao estilo Apple. Veja as últimas declarações.
      O Xbox One Fat teve redução de preço antes de anunciarem o Slim e a microsoft avisou 1 ano e meio antes que está vindo um console mais poderoso.
      Imagina a Sony lançando o Ps4 Neo na surpresa, como estaria contente quem acabou de pagar $349 no PS4 e por mais $50 e uma semana poderia ter um console mais de duas vezes mais potente.
      Quem decepciona mais dessas duas, a empresa que é lider e resolve arriscar tudo num produto surpresa conservador ou a que está correndo atrás e vai trazer um produto mais inovador em um espaço de 1 ano e meio?
      Pra mim o erro foi lá em 2013. Apostassem em máquinas mais fortes, mesmo que por preço mais elevado e agora elas estariam vendendo bem com as reduções de preço e não haveria upgrade de meio de geração.

      • Do hardware de 2013 só gostei da memória. 8 giga face aos 512MB anteriores era demais. Mas o processamento eu já via que tava pobre, resultado disso, essas porcarias de Neo e Scorpio. Mas talvez não houvesse condições pra fazer um bom poderio a preços humanamente acessíveis pra massa, então perdoei.

      • O mercado é assim Fernando. Nesse aspecto ninguem se pode queixar. O preço de um produto desce quando sai outro e isso acontece em todos os produtos.
        A Neo deve sair a 399 e a PS4 deve descer para os 300!
        De resto, insisto que não interessa quem decepciona mais. Interessa que ambas são iguais. Isso de medir quem decepciona mais só interessa para quem pretender desculpar alguma coisa a alguma das empresas.
        E não acho que tenha havido qualquer erro em 2013. As consolas estão muito bem como estão, e a prova é que elas vendem muito bem.

      • Mas Fernando,pelos recentes acontecimentos e fatos já publicados.Não seria a AMD a vilã de toda a história,pois se realmente mudou seus chips e obrigou a Sony e Microsoft de certa forma seguirem esta evolução,os atuais consoles se não fosse esta mudança não seriam usados até a última gota de seus hardwares.Pois acho eu que esta publicação da DFC é muito injusta somente com a Microsoft pois ao meu ver foi a empresa que jogou limpo com seus clientes em anunciar um console de next-gen e não a a empresa concorrente que lança um upgrade e após 2 anos lança um novo hardware.Ai sim no meu ponto de vista o caldo engrossa.

    • @Janaina
      Sabe o que é mais engraçado, alias é muito cômico e bisonho ao mesmo tempo.
      Xbox Scorpio e Microsoft os Deuses sabem tudo, sabem até mais que a própria MS.
      Já o Neo os Deuses falam vamos esperar, não foi revelado nada, é só suposição..
      Eu sabia que o Scorpio ia ser difícil para sonystas, mas o desespero está muito mas muito maior do que eu imaginava..

      • Denovo esse papo de desespero, explica aí karneiro o que isso significa pois eu não vejo ninguém desesperado e sim preocupado com tudo que vai acontecer a partir do lançamento dessas plataformas.

      • Para ti não está? Aceitas bem tudo isto? Porque da última vez que olhei ambas as empresas nos estavam a lixar com consolas de meio de geração.
        Sinceramente fico chocado quando numa altura como esta veja comentários como o teu. Continuas a olhar para marcas em vez de pensares no consumidor.
        Quero ver como vais pensar quando as guerras que há agora por causa de um pixel entre a Sony e a Xbox começarem a existir internamente nas marcas porque há duas consolas.

  6. Nem de longe o Xbox One ‘morreu’, apenas será relegado a 2º plano após a chegada do Xbox Scorpio, obviamente. Tem muito mercado pra ele ainda, sobretudo em mercados intermediários como o Brasil, onde as novidades em tecnologia chegam a preço Elite. Infelizmente é assim.

    Fiz um levantamento da lista dos games que ainda pretendo adquirir x jogos consumidos por mês x futuros lançamentos, cheguei a conclusão que o Xbox One tem muito tempo de vida aqui em casa, no mínimo até 2018. Como o scorpio se vende como retrocompatível, então uma futura migração seria tranquila.

    Não vejo motivo pra pânico. O que vejo de prático no meu dia a dia de Xbox One é isso: Atualizações, melhorias, jogos chegando, line up interessante para esse ano, etc. Esse Xbox Scorpio é console pra 2018/2019 pra mim, quando estiver numa etapa madura entre custo/benefício.

    Mas claro, minha posição é a de jogador/cliente. A DFC (ou outras) que faça suas previsões de mercado.

  7. Esse rapaz tem uma teoria bem interessante do que pode ser o project scorpio. oque você acha mario?

    O video dele: https://www.youtube.com/watch?v=DrlshN_HgqU

    • Gostei do início e da forma como ele introduz o video.
      Mas o GPU dificilmente será Polaris pois 6 Tflops implicaria a velocidade de mais 1266 Mhz. E isso não são velocidades de consola! Ela deve vir com um dos novos Vega (2017). No entanto, como o video demonstra o GPU aparece ali com um aspecto clássico, ao estilo de GPU de mesa, o que quer dizer que pode mesmo ser um Polaris.
      Jogar a 1080p com um jogo 4K é um sonho! Tens os mesmos FPS, mas uma resolução 1080p perfeita, e com um AA gratuito. Não bate os 4K nativos, mas certamente bate os 1080p com um AA classico. Nesse aspecto o moço não está correcto ou não foi claro!
      Placa mãe chamada Microsoft com placa de video Scorpion????
      ROTFL… o que é isso? A partir dos 7 minutos o que ele refere é especulação pura, mas não sem fundamento pois ele analisa muito bem as imagens. No entanto a ideia de manter a motherboard é algo que não é fácil de acontecer. Os CPUs a cada geração, pelas inovações que trazem, basicamente mudam o socket, e isso obriga a trocar de motherboard. Manter ali a motherboard implicaria que o CPU novo ou era compatível ou teriamos de manter o antigo. É difícil a Microsoft prometer isso! Não é impossível, mas é difícil, e tal implicaria a AMD ficar presa a um socket, o que a poderia prejudicar ainda mais face à Intel.
      Para além do mais, se esse for o projecto… a Scorpio é um PC puro e de consola começa a só ter o nome!
      Se a ideia é ter upgrades a Microsoft não tem de re-inventar a roda, pois ela já existe e chama-se PC!
      Project Scorpio é o nome de código de desenvolvimento. Não o nome final! Não sei sequer porque ele fala disso, pois a Microsoft nem sequer esconde isso!
      No global, o moco chama à atenção de coisas bem importantes. E que a serem verdade mostram que a Scorpio é… um PC!
      E eu, para ter um PC, não quero um CPU AMD, nem uma placa de 6 Tflops! Quero um CPU Intel, e uma placa com 12 ou mais Tflops.
      Se tudo isto se confirmar, então afinal a Sony não tem concorrente no mercado das consolas. Basicamente o que existe é que a Microsoft está a fazer jogos para PC e a criar um hardware deles.
      Mas é um bom video… Obrigado pela partilha!

  8. Claro que existem mais pessoas como eu que vejo uma mais valia comprar uma xbox one S agora por um bom preço e daqui a 2 anos fazer o upgrade para a scorpio, os comandos funcionam, os jogos funcionam, e o LIVE funciona, faz muito mais sentido do que comprar uma PS4 neo daqui a 6 meses e passado 1 ano tens uma consola já ultrapassada e fazeres a troca para 1 scorpio vai custar muito mais…mas se os analistas dizem que a MS enterrou a ONE S, para mim meteram foi um travão na NEO sem apresentarem nada de concreto…

  9. Claro que estou a falar nos milhões de gamers que ainda não têm uma consola da nova geração, quanto a mim vou manter a Xbox ONE e a PS4 vou vender antes da saida da NEO,e daqui a 2 anos compro uma scorpio, aliás a razão porque tenho uma PS4 é apenas pela sua potência, desde a PS2 que não tinha uma play

  10. Mário, é possível a essa altura do campeonato a Sony desistir do PS4 Neo e continuar suportando o PS4 clássico por mais 3 anos?

    • Qualquer jogada nesta fase é um risco. A Neo é um risco, mas manter só a PS4 é também um risco. A questão é que o mercado vai mexer, vai haver descontentes (onde me incluo), mas igualmente contentes. No final qual a contabilidade é algo que não se pode prever, mas há que considerar a hipótese de haver uma maioria que gosta das consolas de nova geração, e nesse caso não ter a Neo seria mau.
      Nesta fase acho que o ideal a nível comercial seria lançar já a Neo beneficiando deste ano de benesse! E isso deve ser o que a Sony vai fazer.

      • Sinceramente eu não entendo Mário, qual o benefício de lançar um console com hardware potente em menos de 3 anos?

        • Nem sei se te responda pois a resposta completa quase daria um artigo.
          Para nós, as vantagens são… nenhumas!
          Para as empresas… basta recapitular tudo o que se passou até agora, enquadrando tudo, e percebemos!
          A geração começa. A Microsoft enterra a sua consola com políticas iniciais terríveis.
          O factor Xbox perde-se (a venda pelo nome). A consola adversária é mais potente, mais barata, e sem DRM.
          A PS4 arranca forte!
          A PS4 começa a destacar-se! A escolha da eSRAM pesa na consola. As performances iniciais da Xbox One deixam a desejar, com jogos 720p na Xbox e 1080p na PS4.
          As vendas da PS4 sobem. A Microsoft começa a reverter políticas, e retira o Kinect, mas tarde demais.
          A PS4 destaca-se cada vez mais. A Microsoft faz promessas de performances com a Cloud. Mas nada apresenta e as promessas não colam.
          A Microsoft começa a esconder números de vendas. Inicialmente dá números de consolas despachadas, depois nem isso. Começa a dar horas de log-in na Live, a dar o número de horas jogadas, etc.
          Sabe-se não oficialmente que a PS4 bate a Xbox One por 2:1, e que a performance da Xbox One apenas se safa devido aos EUA.
          A Microsoft opta por contra atacar. Se não vendemos na Xbox, alargamos a mesma ao PC. Os exclusivos consola são apresentados no PC, e aos poucos quase todos passam para lá. A Microsoft cria um API genérico que já era pedido à anos, mas nunca tinha tido interesse em criar, e leva-o para a consola e PC.
          A Xbox deixa de existir como consola e passa a plataforma. É criada a UWP.
          A plataforma tem a vantagem de oferecer exclusivos e ao mesmo tempo performance. Muitos dos jogadores que optaram pela PS4 fizeram-no pela potência extra, mas com o PC a ter os exclusivos Xbox, muitos reactivaram os PCs negligenciando as consolas. A Microsoft nada sofre com isso, mas a Sony, segundo House, apercebe-se de fugas desses jogadores, muito certamente ao ver contas PSN+ a serem desactivadas.
          A Sony decide contra atacar, oferecendo uma consola que faça o mesmo na sua plataforma que o PC faz na Xbox, oferecer os mesmos jogos, mas com resoluções/performances superiores.
          Daqui para a frente a coisa é simples e baseia-se sempre no mesmo princípio… Acção-reacção.
          Bem ou mal, a Microsoft mexeu-se com a plataforma para defender o seu investimento, e isso é o que lhe competia fazer. A Sony, bem ou mal, tambem se mexeu pelos mesmos motivos com a Neo, e a Microsoft mexeu-se novamente com a Scorpio.
          Neste momento a coisa está neste ponto. Mas agora o caldo está entornado, e a Sony vai responder novamente, e a Microsoft vai responder novamente, e por aí fora.
          Começa o ciclo das consolas atualizáveis e em que ninguem quer ficar por baixo por muito tempo.
          E todos sofremos!
          Solução??? Vejo uma sim senhor! Um acordo Microsoft-Sony onde ambas criavam uma consola, dividiam os lucros, e ambas criavam jogos exclusivos para ela, cada qual ficando com os lucros dos seus respectivos jogos.
          Mas isso… sou eu a sonhar… e agora… está tudo estragado!
          Se alguem vê vantagens nisto, que as tente explicar que eu agradeço, pois por muito que olhe, só vejo um nicho de mercado que eram as consolas, e que envolvia muita paixão, a ser estragado.

          • ótima reposta Mário, você disse com um belo de um texto que não existe vantagens para nós com essa atitude das empresas, mas eu me pergunto, as empresas não dependem da satisfação do cliente para continuar existindo????

            Certamente as pessoas não irão comprar jogos e consoles sabendo que as empresas não ligam para os jogadores e que só querem o dinheiro e apenas isso, se conhece a árvore pelo fruto…
            obrigado pela resposta Mário…

          • Mário, quem sabe Sony, MS e Nintendo não se unem e criam o console universal com uma loja virtual unificada, onde todos possuem fatias iguais do bolo com vendas de games multi, porém cada uma lucra sozinha com seus games exclusivos na loja. Penso que seria uma espécie de Steam dos consoles, mas com uma máquina dedicada em 5 em 5 anos no mínimo e com grandes specs, pois o custo de produção dividiria em 3. Posso estar a sonhar demais?rs

          • Porque dividir os lucros quando os podes ter todos só para ti? 😉

  11. Concordo com partes o que dizes porem mesmo com uma larga vantagem em números de consoles vendidos e a Ms com menos base instalada a MS lucrou mais então algumas coisas não fazem sentido.
    Acredito que o fez a MS tomar estas postura foi sim o fracasso do One em seu lançamento e as marteladas da Midia e alguns consumidores frente a tals 40% mais potentes que supostamente era notável em muitos olhos de consumidores, coisas que uma outra base não via a diferença. A indústria de consoles mexeu com estas adaptações e a Ms respondeu com o que achou conveniente para ela, logo as duas seguiram por optar artigos de luxo para suas versões usando o argumento de que não iriam deixar os usuários de uma base fora, mesmo com o lançamento destes novos modelos.
    A mídia e alguns usuários estão a crer como se fosse uma partida de futebol,(Olha a Ms vai lancar o scorpion em 2017 ai a sony em seguida lanca o ps5 50x mais forte) kkk Isso esta a beirar o ridículo se indústria seguir este patamar. A Ms não esta me agradando com estas politicas de unificar tudo e monopolizar o mercado como esta a fazer indiretamente, Olha as noticias o ps3 mesmo depois de tempo ainda esta dando prejuízo para sony, Acho que muitos subestimaram a concorrência e agora esta a merda feita com estas politicas que estão aplicando, So vamos ter cuidado para não culpar uma empresa pois as demias seguiram o mesmo modelo.
    O mesmo peso e mesma medida tem que ser aplicada para ambas.

    • A sony tava indo bem com o PS4, ai chega a microsoft forçando tentações com a empresa japonesa, e ela caiu direitinho… as vezes fazer nada é fazer muita coisa, se o PS4 continuasse sozinho até mais ou menos 2019, tava tudo certo, todos iriam olhar a E3 de 2016 de maneira bem simples:

      Microsoft: muita bagunça e contradição, praticamente nenhum jogo novo…

      Sony: informações bem organizadas, algumas IPs novas e jogos de maior peso que a microsoft, sem falar da apresentação que foi bem feita com aquela orquestra ao vivo…

      mas a sony estragou com esse PS4 neo…

      • Não vás por aí! A Microsoft no fundo tem um rumo. Ele só não é claro porque a empresa não quer deixar que seja. Mas ele é fortalecer e estabelecer o Windows 10. E a estratégia passa pelo gaming!
        As maiores receitas da Microsoft. Diga-se mesmo a fatia gigantesca, vem do Windows e seus produtos. Não é da Xbox! A Xbox aliás era para ser vendida, e só ficou porque Satya achou que ela podia ajudar a implementar o Windows 10. A primeira entrevista dele após a posse dizia isso mesmo!
        De resto a Microsoft fez o que qualquer um de nós faria se tivesse uma empresa naquela situação. Mexeu-se! Não gosto do que fez, mas não a posso honestamente censurar pelo que fez…
        A Sony tambem não… foi atrás!
        Agora no meio disto tudo… lixaram-nos! E isso é que não consigo esquecer e perdoar pois deram cabo de algo que era um nicho de mercado fantástico!

      • Ai que esta a Sony separou a divisao de consoles pois é as poucas que lhe trazem algum lucro, a MS ja deixou claro que o Xbox pé praticamente um servico que esta oferecer, esta dentro das linhas aonde o Mario aponta, porem mesmo assim olhar separado o resultado dela frente a Sony nao da para nao encarar que mesmo com base menor teve um resultado frente aoutra com base maior, enfim nao vamos chegar em nada como disse sao estrategias diferentes para duas empresas que seguem seus produtos, MS é muito grande assim como a Sony porem a Sony nao pode se dar ao luxo de gastar milhoes atoa, PS4 trouxe sim rentabilidade para divisao mais nao é a salvadora de tal, visto que mesmo depois de tempo a Ps3 ainda gera prejuizo.

    • Janaina. Eu tambem pensava que era assim (Que a divisão de Gaming da Microsoft tinha lucros perto dos da divisão equivalente da Sony, mas com muito menos consolas), mas estava enganado.

      Sabes que quando comparamos batatas temos de as comparar com batatas. E laranjas, com laranjas.
      O problema é que a Microsoft na sua divisão Computing and Gaming inclui receitas de outras coisas que não apenas as consolas. E daí que os valores sejam parecidos com os da Sony, mesmo tendo menos consolas.
      Eis a descrição da divisão no relatório de 2015:

      Computing and Gaming Hardware

      The principal products and services provided by the Computing and Gaming Hardware segment are: Xbox gaming and entertainment consoles and accessories, second-party and third-party video game royalties, and Xbox Live subscriptions (“Xbox Platform”); Surface devices and accessories (“Surface”); and Microsoft PC accessories.

      Ora a divisão inclui receitas que a equivalente da Sony não possui. Toda a linha de computadores Surface e todos os acessórios Microsoft para PC!

      Ainda no mesmo relatório (tens o link em cima), podes ler o seguinte:


      Computing and Gaming Hardware revenue increased $1.1 billion or 12%, primarily due to higher revenue from Surface, offset in part by lower revenue from Xbox Platform. Surface revenue increased 65% to $3.6 billion, primarily due to Surface Pro 3 units sold. Surface Pro 3 was released in June 2014. Xbox Platform revenue decreased $385 million or 6%, driven by lower prices of Xbox One consoles compared to the prior year, as well as a decrease in second- and third-party video games revenue. We sold 12.1 million Xbox consoles in fiscal year 2015 compared with 11.7 million consoles in fiscal year 2014.

      As receitas aumentaram 1.1 mil milhões,, mas o Surface aumentou 65% as receitas gerando 3.6 mil milhões de receitas adicionais. A Xbox teve decréscimo de receitas de 385 milhões.

      Torna-se dificil perceber muito mais, e as fatias do que cada uma gera exactamente, pois as contas da Microsoft não são claras nesses pontos, mas como vês há aqui receitas gigantescas a vir do Surface e que crescem de ano para ano. As receitas da Xbox por sua vez desceram!

      Ou seja, a divisão teve efectivamente valores semelhantes à da divisão de jogos da Sony. Mas não estamos a comparara batatas com batatas, mas sim batatas com salada russa! E isso é que é relevante compreender!

      • Se olharmos para este parametro sim esta de acordo, porem analises apontam o contrario, quero dizer eles reportam uma informacao e analisamos de outra. Porem a raciocinio nao esta de longe se compararmos a base da pS e base da Ms ai que nao comparar batatas com batatas.

        • Para isso precisavas das receitas só da parte das consolas. E isso a Microsoft não revela.

          • Concordo, porem consumidor e leitores vao nas informacoes que as empresas repassam, se a mesma diz que esta a lucrar nos resta ou acreditar ou qyuestionar, porem isso deixo aos acionistas

          • Eis o que parece que me faltava para concluir.
            http://gearnuke.com/playstation-consoles-generate-revenue-microsoft-nintendo-combined-double-since-2012/
            Basicamente este estudo da Euromonitor analisa só as receitas das consolas e mostra que a Sony com as consolas gera o dobro das receitas da Nintendo e Microsoft somadas.
            Aqui somamos as consolas todas de todas as marcas.
            Gostava de ler este estudo para confirmar a notícia, mas não o encontro acessível, pelo que deixo sá a referência ao mesmo. Dado que gosto de verificar as fontes e não consigo neste caso, fico sempre com a dúvida sobre se ele estará bem interpretado.

          • Também entram como receitas o royallties de todos os smartphones android junto a receita da Xbox… O Mário mesmo fez um artigo sobre isto, a cada telefone Android a Microsoft ganha um dinheiro.. Dada as vendas só da Samsung, é muita fruta. E quando vê o relatório interpreta como só Xbox mas já se vai 6 ou 7 fontes de receita diferentes.

          • Neste momento não sei se essas receitas ainda entram. Os relatórios são cada vez menos claros. Mas sei que isso iria terminar pois as patentes possuem uma duração temporal.

  12. Mário, gostaria de pedir um artigo falando sobre a situação da microsoft e da Sony com relação aos seus respectivos setores de jogos, Xbox e Playstation, pois tenho grandes dúvidas das ações tomadas por eles, também gostaria de saber o que está acontecendo no mercado de forma geral… tem a questão da AMD com sua nova litografia que estaria forçando os consoles a serem atualizados (rumor).

    é só um pedido, não precisa fazer se não quiser =D

  13. Hennan Santos Carvalho 23 de Junho de 2016 @ 3:12

    Sinceramente deveríamos estar felizes pela divulgação simultânea do S e Scorpion. Depois dessa decisão ridícula de criar uma geração intermediária, ao menos a Microsoft foi honesta e não deixou os consumidores no escuro. Agora poderemos decidir esperar ou não.

    PS: Uma coisa que pouco comentam é o fato de que essa geração intermediária pode ter salvado o NX. Se a Nintendo fizer um bom trabalho pode se aproveitar da confusão gerada e ganhar mercado. O novo Zelda ao menos gerou esperanças.

    • É uma perspectiva! E haverá parte do mercado que pensará assim. Mas certamente não será a do Gamer mais ferrenho para o qual a consola mais potente é a que lhe interessa sem sombra de dúvidas. E também há uma parte do mercado, a nuclear a meu ver, que pensa assim.

  14. Eu tenho uma Xbox One e a trocaria pela S, pelas suas melhorias, HD maior, tamanho, controle, beleza e etc., pois sei q o Scorpio será caro e um tv4k tbm é. O que me faz pensar em não optar por nenhuma das 2 é a mensalidade da Xbox Live, por que diabos eu deveria pagar se em um pc com W10 não preciso? E ainda tenho a steam. Como será q eles vão resolver essa questão?

    • Uma boa questão que me tinha passado ao lado.

      • Se eles fizerem como é o EA Access, talvez valha a pena. Ter uma biblioteca de jogos disponíveis gratuitamente, com títulos adicionados mensalmente ao catálogo, ter maiores descontos e promoções em lançamentos de jogos, acessórios e até nas futuras novas “consolas” Xbox.
        Se eles usam o número de assinantes ativos da Xbox Live para medir o sucesso da marca, do jeito que está não pode ficar.

        • Esse modelo EA Access realmente devia ser seguido tanto por sony quanto microsoft, bem que a Mic podia seguir esse modelo e pressionar a Sony a fazer o mesmo, seria bom pros consumidores.

          • Ora pois, de início tudo são flores, EA acess é tipo a idéia do DLC, a princípio um complemento ao jogo, depois de um tempo é o que se vê, digo que não é por acaso a EA a empresa mais mercenária e odiada de todos os tempos. Então acreditem quando estes senhores aumentarem os seus jogos 100,00 euros e praticamente os obrigar a pagar mensalidades a EA, Bugsoft e afins verás o tamanho desta treta.

          • As únicas pessoas que vejo reclamar do Ea Acess são Sonystas, a EA realmente é mercenária etc, porem essa mensalidade é uma das melhores coisas que existe hoje em dia, excelentes jogos, por um custo muito baixo!!
            Escuto falar que eles iriam subir o preço dos jogos, que iria fazer isso e aquilo somente para assinantes nada aconteceu!!
            Se EA mercenária, imagina a Sony que cobra tarifas de jogos do PS2, e se você já tiver o jogo não importa compra de novo!

          • “essa menssalidade e uma das melhores coisas que existe..” sim ao invés de se optar por uma pequena atualização nas franquias anuais (fifa e etc) ou mesmo baratear os jogos para os tornar acessíveis… Melhor mesmo uma mensslidade

  15. Pessoal
    Na verdade não temos como mensurar os números sem uma base oficial da empresa (No caso da MS) a Sony divulga os dados e a divisão esta separada.
    A postura da MS em relação há isto é interessante visto que esta com uma base menor e como digo Marketing ajuda a vender ou não deixar morrer um produto, ela tomou esta postura pois estava atrás em vendas.
    Referente a noticias varias fontes apontam um caminho e como dizes e difícil saber quais destas bases estão certa
    • 23 de out de 2015 – Consoles da sony geram mais lucro-Noticia que o Mario ressaltou acima(Fonte: br.ign.com › Fóruns › Comunidade Central › Notícias do Dia)
    • 3 de nov de 2015 -Microsoft é a fabricante de consoles que mais lucrou com o mercado de games em 2015

    Para encerrar este assunto varias informações não significa que ambas estão erradas, porem sou da opinião que sem uma informação oficial da margem para varias interpretações.
    EA Acess é uma bom parâmetro também para saber, mais ai entra a margem que existem consoles sem estar conectados coma Live so jogam off. Mais enfim deixa isso para as empresas .

    • Janaira, tens de começar a carregar no responder associado à pessoa a quem queres responder. E caso ele não exista, tens de procurar pela conversa acima o último responder associado.
      Desta forma as tuas mensagens entram perdidas e desconexas de qualquer conversa!

      Quanto aos dois links que referes, ambos são verdade. A diferença é que o primeiro caso diz respeito a um estudo, o segundo ao lucro das divisões.
      O problema é que, como referi, o lucro das divisões não pode ser comparado.

    • Baratear?
      A EA é uma das piores empresas se não a pior!!
      Porem quando se tem algo bom tem que admitir.
      As pessoas assinam o Netflix, porque bom serviço e o melhor paga barato, e nem por isso, deixam de ir ao cinema, ou locar algum filme que não tem no catalogo do Netflix…
      O Acess por 60 reais pode jogar muitos jogos, quanto custaria para jogar todos esses jogos http://www.ea.com/eaaccess/?utm_campaign=eaa_eaa_br_gam_srch_ggl_brand&utm_medium=cpc&utm_source=google&utm_term=ea%20access%20jogos&sourceid=eaa_eaa_br_gam_srch_ggl_brand&gclid=CJHKyuLgwM0CFQMGkQodMT8KbQ ?
      Eu não comprei o novo Need porque sei que uma hora vai entrar no Access, esse serviço é maravilhoso, mesmo sendo do lixo da EA!!
      Vocês gostam tanto de falar como clientes, então me fala qual serviço vou pagar tão pouco para jogar tantos jogos, sendo que muitos jogos estão entrando menos de um ano de lançamento…
      Isso não tem nada ver com dlc, é um serviço tão bom como Netflix.

      • Antes do mais, que fique claro que eu não sou contra o EA ACCESS e que até lhe vejo vantagens.

        Mas com isso dito, quero fazer o papel de advogado do diabo e fazer perceber o que leva a que muitos sejam contra eles.

        E para isso torna-se necessário que se perceba as eventuais desvantagens desse tipo de serviços:

        Infelizmente estes serviços pagos adicionais não trazem só vantagens.
        Por exemplo, tens o netflix, mas queres ver a Supergirl… Mas é exclusivo da CBS. Quere o Game of Thrones, mas é exclusivo da HBO, e queres muitos outros mas são exclusivos da Amazon, do Hulu, do Sling, do Showtime, etc.

        Se queres ver mais do que a oferta do teu serviço, tens de aderir a outro. E antes deles, tinhas tudo isto no cabo, que é para isso que supostamente pagas por mais de 200 canais.

        O grande problema destes serviços como o EA ACCESS é esse. Abre as portas a outros da Activision, Square Enix, Ubisoft, Bandai Namco, etc.

        Infelizmente a história é rica em casos de coisas que antes eram gratuitas e que depois ficaram a pagar.
        Antigamente a TV era livre. Mas depois surgiram os serviços cabo, com a promessa de melhor serviço… e ficaram a pagar.
        Agora tens cabo, tens centenas de canais. Mas para as últimas séries que antes passavam lá, tens de aderir a um Netflix, um Hulu, um CBS, HBO etc. E pagar mais!
        O desporto tambem passava na TV de forma gratuita. Era mesmo privilegiado pois gerava audiências elevadas. Até surgirem os canais de desporto que prometiam mais qualidade e mais cobertura. E passou a pagar-se à parte tambem. Curiosamente esses canais de desporto, mesmo sendo pagos… tem publcidade!
        O Youtube, é outro exemplo. Era gratuito. Agora está cheio de publicidade. E queres tirar a mesma? Paga!

        Serviços como o EA ACCESS podem ser muito bons, mas podem abrir precedentes que provavelmente não serão bons no futuro.

        Meter uma cenoura à frente do burro para ele andar é bom… porque ele anda. Mas se o burro não comer a cenoura, ele aprende que não adianta andar. E o resultado é que no futuro teremos a despesa das cenouras que não havia antes, e no fundo o burro acaba por não andar mais por isso!

        Depois de as coisas estarem instituídas… ou aderes ou ficas, mas a questão é se há interesse ou não que elas sejam instituídas.

        E é isso que muitos veem de mal nesses serviços. O receio da criação de custos adicionais ou de que estas situações possam acabar com outras. Basicamente olham para elas como precedentes para mais e mais custos no lado do consumidor.

        Que eles abrem um precedentes para mais serviços concorrentes.

        De resto, reconheço que há ali motivos para a existência de um serviço, e que ele justifica o dinheiro. Pessoalmente já fui contra, mas agora não sou. Mas no entanto não deixo de perceber os receios de quem é!

        E isso todos deveriam fazer. Perceber que quem é contra, não é contra a EA ou a Microsoft, mas está isso sim com receios que o ecossistema dos videojogos se altere ainda mais e se torna mais e mais caro.

        Daí que a posição mais correta seja de entender quem é a favor, mas tambem entender quem é contra e não criticar nenhuma das posições.

  16. Luciano S. Carvalho 23 de Junho de 2016 @ 14:26

    Só mais uma das muitas matérias tendenciosas da Sonygamer… Queria eu também ter uma bola de cristal dessas.

    • Olha vcs ficam com essa birra contra a eurogamer e tals, mais hj mesmo tem lá um news sobre qual necessidade de mais um jogo de zumbi e estão falando do exclusivo do PS4 Days Gone, então não é bem assim que as coisas funcionam, também teve a pouco tempo uma news tratando das diferenças dos futuros consoles Neo e Scorpio, na qual debatiam a situação da Sony em que o scorpio será mais parrudo, enfim, como eu já disse anteriormente parece que quem ama a plataforma xbox não gosta de ver news que tratam as deficiencias da plataforma e por este motivo ficam com esta birra pra cima do site.
      PS: Aqui o link sobre Days Gone: http://www.eurogamer.pt/articles/2016-06-22-precisam-os-jogadores-de-um-days-gone

      • Quem ama a sony tambem queridinho 🙂
        Olha Frase teto de vidro beijinhos

        • Tenho dito.

          • Tenho Reafirmado

          • E continuam a medir pilhinhas… galera, as duas já fizeram o grande favor de anunciar as respectivas tretas, ninguém ganhou nada, todos nós perdemos… E ainda continua a procura do quem errou menos, não existe meio buraco, não existe meio errado. Cuspiram em todos os clientes, não há o que defender. Simplesmente mataram os consoles, sim vai ter jogo exclusivo dos novos consoles, sim vai ter desleixo total com os atuais consoles sim. Então Microsoft e Sony erraram juntas..

      • Ainda não li esse artigo mas o farei.
        Posso estar errado, mas se tratando de Eurogamer, eu aposto que no meio desse artigo eles dirão algo que leve a crer que o jogo da Sony é mais do que apenas um jogo de zumbis como os da Microsoft são.
        Não adianta, patrocínio Sony na Eurogamer é difícil confiar em total imparcialidade, apesar de que eles melhoraram bastante de 2013 pra cá ao ponto de não dar o selo maximo a Uncharted 4 apenas por Hype.

        • Ficou estanho mesmo essa do Uncharted 4, só recomendado, ficou no mesmo patamar de jogos como Quantum Break e Rise of Tomb Raider, jogos que ficaram com médias bem inferiores ao mesmo, achei que seria obrigatório, vai entender esses caras.

  17. TiNão sei se alguém já obordou esse assunto aqui mas vou deixar registrado. Percebi nesses dias pós E3 que existe uma quantidade grande de pessoas que pensam que o Xbox One S é o Xbox mais poderoso e capaz de 4K nativos e não entenderam que esse é o Projecto Scorpio que só chegará no ano que vem. Percebi isso com amigos que gostam de games e em outros locais vendo a reação das pessoas. Não digo que o Xbox one começará a vender um monte da noite pro dia mas vejo uma reação similar à 2013 quando muitas pessoas achavam que o Xbox One tinha uma limitação tecnológica que fazia os jogos serem apenas 720p.
    Eu sei que muita gente acha que não mas o mercado é composto por maioritariamente usuários leigos que são influênciados por marketing e a mídia comum como oa grandes portais, geralmente fazem uma bela cobertura porca de novidades tecnológicas. Muitos portais de notícias utilizaram o seguinte título para falar do Xbox One S

    “Mais poderoso que o Xbox One, novo Xbox One S visa o público que joga em 4K”

    Isso aliado a informações confusas da indústria sobre o que é Scorpio e aliado a informações de que o próximo console da sony é inferior ao novo Xbox, ta feito e desserviço. Haverá uma boa quantidade de pessoas comprando o S achando que é o Scorpio como houveram muitas pessoas comprando o PS4 por que os jogos do One eram “iguais ao 360”.

    • Quem levantou a lebre sobre a Xbox One S ser mais ligeiramente mais poderosa do que a normal (e que pode ter dado azo a mais confusão), foi Rod Fergusson da The Coalition, e responsáveis por Gear of War 4.
      Ora esse senhore é o mesmo que chamou Beta à Alpha de Gears… resumidamente… alguem que se tem de ter cuidado quando se analisa o que diz.
      E agora ele veio a público explicar o que quis dizer com a Xbox One S ser ligeiramente mais potente e correr um pouco melhor o novo Gears 4.
      E o que refere… é uma treta. Pois agora ele diz:

      Basicamente é sobre potência, certo? Em termos da Xbox One S ela oferece mais potência que a XBox One original pelo que a podes utilizar de uma forma que é provavelmente ligada ao que a sua Tv pode fazer, e se tens uma TV com HDR a Xbox One tem a potência para mostrar cores mais vibrantes com o HDR. Assim levas cores mais ricas e vibrantes. E se tens uma TV 4K a Xbox One S pode re-escalar para essa resolução.

      Ou seja, o poder adicional… não é poder adicional nenhum!

      • Luciano S. Carvalho 24 de Junho de 2016 @ 16:54

        Exatamente, são somente alguns recursos que dependem da sua tv os suportar. É como o Fernando disse, isso foi dito para os leigos acabarem comprando o console pensando que o mesmo é mais poderoso que o original, não acho que foi um equívoco do Rod Fergusson, o cara manja do mercado de games, acho que esse seu “vacilo” foi intencional.

      • Mas isso nós sabemos, eu inclusive estava muito irritado com a minima possibilidadede ser verdade, porém o João da padaria não sabe mas já absorveu a informação errada e essas coisas passam adiante no marketing boca a boca. Como eu disse, até hoje tem gente que pensa que o Xbox One é fisicamente limitado a 720p e alguns ainda pensam que precisa de internet 24 horas pra jogar e assinatura obrigatória da live.

  18. Um novo rumor sugiu no Neogaf. Segundo a fonte que seria alguem confiável, Osiris Black, internamente a Sony cogita a possibilidade de desistir de lançaro Neo ainda em 2016 em prol de um segundo protótipo de 5,5 Tflops e com CPU Zen. Segundo a fonte, o Neo com as especificações conhecidas custaria $399,00 mas o segundo protótipo chegaria apenas o primeiro semestre de 2017 por $499,00.
    Basicamene, esse segundo protótipo conta com a mesma GPU mas com clock semelhante a GPU de desktop, 1200MHz, CPU Zen, provavelmente Quad Core que já seria um grande avanço sobre o Jaguar e PSU Externa semelhante ao Xbox One e 360.
    À meu ver, se é realmente verdade e não delirio de um novo MisterXmedia da vida, significa que eles estão dispostos a arcar com os prejuízos do que já foi gasto no Neo, provavelmente por terem notado alguma reação negativa sobre a marca Playstation após a divulgação de que o Scorpio seria muito mais potente.
    Seria uma forma ousada de combater a maior potencia do scorpio, diminuindo bastante a diferença entre eles, mas se uma configuração de APU pode ter clocks de GPU tão elevados quanto os dos desktops, significa que se a Microsoft achar relevante, o Scorpio poderia ter um aumento de clock, ainda mais quando a unica coisa que está definida sobre o projeto, de acordo com os rumores, é que 6 tflops é a potencia mínima para iniciar.
    Fico pnsando se não era melhor lançarem como nova geração de uma vez e matarem os consoles atuais ao fim de 2018 logo.

  19. Pois é, esse scorpio me fez decidir vender meu xone e investir em um PC novo, eu ja estava querendo um PC, scorpio so foi o empurrão que faltava… E seu artigo só embasou minha decisao.. rsrs

    OFF: Alguem ai está interessado num Xbox-one? hahaha

    • Xbox sempre terei caso queira… no PC! Consolas… essas para mim… varreram! Não alinho neste tipo de jogos de mercado.

      • Fiquei numa linha muito dificil,já tinha preparado a grana em setembro(minhas férias)para pegar o PS4 e vem esta bomba de consoles turbinados.Agora fico na dúvida de pegar o NEO pois aqui no Brasil vai vir custando pelo menos 4K,como no lançamento do PS4 normal.Acho eu que a DFC se refere de uma forma como se houvesse uma único culpado(a Microsoft)e na realidade estamos diante de 2 empresas que não ligam se voce pagou 400$ num ps4 ou 500$ num xbox.Quem comprou comprou e se ferrou(meu caso)Quero jogar jogos como U4 ou The Last Guardian,mas nestas condições prefiro esperar e guardar meu dinheiro.Valeu Sony e Microsoft.

Os comentarios estao fechados.