Jul 032012
 

Os Drones do exército americano são aviões não tripulados que podem ser espiões, ou mesmo armados para missões em território inimigo, e que podem custar vários milhões de dólares, sendo considerados uma das armas de guerra do futuro.

No entanto se possuis 1000 dólares e alguns conhecimentos, podes conseguir hackar um e tomar controlo sobre o mesmo. E esta foi uma situação que se comprovou e que deixou os responsáveis do exército Americano com os cabelos em pé.

E o motivo para tal prende-se com o facto de, devido a pressões de diversos partidos políticos, o exército estar preparado para colocar em vigilância constante sobre o território americano, cerca de 30 mil drones deste género, mesmo conscientes que este tipo de atitude viola a Declaração de direitos Americana.

Mas felizmente para eles, um grupo de cientistas do Texas College, em Austin, conseguiram com material que lhes custou perto de 1000 dólares, aceder remotamente a um desses Drones, tomando o controlo do mesmo, e mostrando assim que a tecnologia usada é falível e acima de tudo facilmente violável.

E desta forma, o grupo liderado pelo Professor Todd Humphreys, responsável pelo laboratório de Radionavegação, conseguiu chamar a atenção dos responsáveis do governo Americano, fazendo-os ver que a sua tecnologia poderá facilmente ser usada contra si.

Curiosamente a ideia partiu de um desafio criado por outros membros do seu laboratório, e que, felizmente para todos, foi aceite. E o método usado foi simples, baseando-se na emissão de falsos sinais GPS que eram enviados para o aparelho, e que acabavam por forçar o mesmo a seguir uma nova série de comandos.

O professor refere que “Enganar um receptor de GPS num UAV é apenas uma outra forma de desviar um avião”. Mas o risco aqui está que o governo quer que as agências de autoridade locais tenham acesso ao controlo de Drones de vigilância sobre território Americano. E desta forma os mesmos podem ser capturados por hackers que posteriormente os podem usar para outros fins. E com 30 mil drones no ar, cada um deles pode ser um míssil potencial.

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.