Durante 20 anos o código de lançamento dos mísseis nucleares americanos foi 00000000

Ter durante 20 anos um código de lançamento das ogivas nucleares definido como 00000000 e não ser um segredo é certamente motivo para preocupação.

missil

Quantos filmes já não vimos onde o herói corre atrás dos maus da fita que roubaram os códigos de lançamento dos misseis nucleares.

Esses códigos nos filmes são gerados em tempo real, e é necessária uma pasta com um sistema onde esses códigos são introduzidos, muitas vezes após verificação da impressão digital dos responsáveis máximos de um pais, seja o presidente ou alguns generais.

Mas o que se sabe agora é que na vida real não é nada assim. E durante 20 anos o tão dificil de obter código de lançamento de misseis não era nada difícil de obter, ou de acertar. Era 00000000, e nem sequer era guardado de forma secreta.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Os misseis em questão era os Minuteman nukes. Tradicionalmente esse código – Um código PAL (Permissive Action Link) — deveria ser guardado pelo Presidente para garantir que a autorização teria de vir de cima. Mas devido à crise Cubana de Misseis, o código foi colocado em 00000000 para garantir que os misseis poderiam, se necessário, e caso o Presidente não pudesse ser contactado, de forma imediata. Era uma forma de, perante uma ameaça real, garantir a prontidão da resposta.

Este facto foi revelado pelo Dr Bruce Blair em 2004, numa coluna ainda acessível pelo Wayback Machine que era Presidente do Center for Defense Information na altura.

E segundo o Dr Blair este código de 8 zeros nem sequer era secreto e todas as estações de misseis o sabiam. Foi mesmo escrito na checklist de lançamento dos misseis. Ou seja, o código estava no manual de instruções.

E este código esteve activo e escrito nos manuais durante 20 anos.

Fonte: Ars Technica

Publicidade

Posts Relacionados