E3 é uma feira de promessas… nada mais! E os números comprovam-no!

Analisando os números dos jogos apresentados na E3 2015 e lançados entretanto, vemos que 62% deles ainda estão por lançar. A E3 tornou-se numa feira de promessas, e agora com uma nova feira, vamos acrescentar mais jogos que se calhar não sairão tão cedo!

A E3 2016 está à porta, e todos querem ver os novos jogos que estão para sair. Ora se esquecermos que face aos downgrades que temos visto, já pouco ou nada podemos acreditar face aos trailers apresentados, surge agora a dúvida: Quando será que os jogos que vamos ver agora apresentados sairão efetivamente para o público?

É que de promessas já estamos todos fartos, e nesse capítulo, das promessas de jogos que não foram libertados, a Sony lidera de forma incontestada.

Os valores que vamos apresentar em baixo são retirados do website finder.com, e vamos tomar os mesmos como verdadeiros, apesar de algumas das afirmações não parecerem estar corretas, e nesse sentido, ou as corrigimos, ou as ignoramos. Recomendados por isso que vejam o artigo original no link anterior.

Basicamente podemos dividir as apresentações da E3 em 6 grandes empresas que apresentam jogos, a Ubisoft, a Bethesda, A Electronic Arts, A Nintendo, a Sony e a Microsoft.



Ora vamos ver o que elas apresentaram na E3 2015, e aquilo que realmente cumpriram:

Empresas
na E3
2015
Títulos que
já eram conhecidos
na altura
Novos títulos anunciados
Total  de jogos
Ubisoft
6
5
11
Bethesda
4
3
7
Electronic Arts
9
3
12
Nintendo
8
6
14
Sony
10
3
13
Microsoft
10
3
13
Overall
47
23
70
% total de jogos lançados entretanto
% Total dos novos jogos lançados
% total dos jogos lançados
que saíram em 2015
% total
dos jogos
lançados
que só saíram
 na primeira
 metade de 2016
73
40
75
25
57
33
75
25
92
66
73
27
93
83
69
31
23
0
8
92
31
0
100
0
62
37
67
33

Números chocantes, não?



A primeira coluna (títulos que já eram conhecidos na altura) refere-se aos jogos que basicamente foram re-introduzidos na E3, mas cuja existência já era conhecida.

A segunda coluna (Novos títulos anunciados) refere-se aos novos jogos anunciados na E3 e que eram desconhecidos do público!

A terceira coluna (Total de jogos) é o total, ou seja, a soma das duas colunas anteriores!

A quarta coluna (% de jogos lançados entretanto) refere-se à percentagem desse total que foi lançado até à presente data!

A quinta coluna, na segunda linha, (% total dos novos jogos lançados) refere-se à percentagem dos novos jogos anunciados na E3, e na altura desconhecidos do público, lançados até agora.

A sexta coluna (% total dos jogos lançados que sairão em 2015) refere-se à percentagem do total de jogos que foram lançados até 31/12/2015

Finalmente a sétima coluna (% total dos jogos lançados que saíram na primeira metade de 2016), é o complemento para 100% da coluna anterior, e representa a percentagem dos lançamentos que só ocorreram em 2016.

Vamos analisar esses números:

Dos novos títulos apresentados na E3 2015, apenas 37% chegaram a ver a luz do dia até à presente data. Se acrescentarmos os que já eram conhecidos na altura, então o número sobe para 67%.

No global, e falando das duas empresas que mais nos interessam, a Sony só lançou até hoje 23% dos jogos que apresentou, e a Microsoft 31%!

Mas os dados são mais chocantes:

Dos 37 % do total dos novos jogos apresentados, 33% deles só saíram efetivamente em 2016. Aliás a Sony e a Microsoft lançaram entre a E3 2015 e a 2016 exatamente 0 (ZERO) dos títulos novos apresentados pela primeira vez na E3 2015.

No entanto, ainda falando da Sony e Microsoft, dentro dos jogos apresentados que efetivamente foram lançados, a Microsoft colocou-os todos no mercado antes do final de 2015, ao passo que a Sony só teve em 2015 um total de 8% desses jogos. O restante, 92% foi todo lançado na primeira metade de 2016!

Estes são números vergonhosos, particularmente para a Sony!

No entanto percentualmente a subida no nível de incumprimento mostra que a concorrência se portou pior face ao ano transato! Face ao que ocorreu entre a E3 2014 e a E3 2015, o incumprimento da Sony subiu 50%, mas a maior subida foi a da Microsoft, com 60%.

Mas é o global que nos interessa mais… e como vemos… isto anda tudo muito mal! E com a Sony a liderar pela negativa!

Fonte



Posts Relacionados