E3 – O que podemos esperar?

É hoje que se inicia o evento recheado de surpresas e muito hype que é a E3. Haverá quem não goste, e haverá quem adore, como é o meu caso.  Depois de uma E3 2015 espetacular e cheia de surpresas, parecia difícil que a E3 deste ano conseguisse fazer alguma coisa para suplantar isso. Mas isso foi antes da última semana. Do nada, começaram a chegar trailers de novidades que só esperaríamos no evento: Titanfall2, Watchdogs 2, Injustice 2, Vampyr, entre outros o que levanta a questão: haverá espaço para mais novidades?

Nem mesmo a sombra da possibilidade de novas consolas, e de uma nova geração em 2017, consegue travar o desempenho daquela que está a ser a melhor geração de sempre. Passou-se um ano desde a última E3 e que ano! MSG V, Fallout 4, Rise of The Tomb Raider, Halo 5, Quantum Break, Uncharted 4, grandes jogos que nos agraciaram com novos patamares técnicos e que provaram o verdadeiro valor desta geração contra todos os que duvidavam dela. Mas ainda vamos no terceiro ano de vida destas consolas e há muito mais para oferecer!

EA  – Domingo, 12 de Julho de 2016, 21:00 (hora de Lisboa)

Da EA sabemos que Battlefield 1, Mass Effect Andromeda e Titanfall 2 estão a caminho e marcarão presença na conferência. A estes adicionamos FIFA 17 e toda a panóplia de entregas anuais na marca E-Sports que certamente marcarão presença. Mas que outras novidades podemos esperar?



Em primeiro temos Star Wars, da Visceral Games. Sabemos que a Visceral, que há algum tempo atrás adicionou à sua equipa Amy Henning e Todd Stashwick, da Naughty Dog,  está a preparar um novo jogo Star Wars. Ainda mais recentemente, soubemos que os Motive Studios, a nova subsidiária conduzida por Jade Raymond vinda da Ubisoft está a colaborar na preparação do novo jogo, pelo que tendo em conta o sucesso de Battlefront, e o próximo filme este jogo pode ser presença certa. Em segundo, e falando da Visceral, uma possibilidade, ainda que remota, seria o regresso da franquia Dead Space, quer sobre a forma de um remaster, quer sobre a forma do quarto título da Saga nas consolas de nova geração.

Por último temos declarações recentes de que novos Ips estão em desenvolvimento e a promessa de um título de acção em terceira pessoa,  semelhante a Assassins Creed, está prestes a chegar. Será nisso que o estúdio de Jade Raymond está a trabalhar, para além do apoio à Visceral?

Bethesda – Segunda, 13 de Julho de 2016 03:00 (hora de Lisboa)

A Bethesda teve uma conferência em grande o ano passado, com Fallout 4 e o mais recente Doom, dois títulos de franquias lendárias e muito bem recebidas pelo público. Este ano contaremos também Dishonored 2 e Vampyr que já foram revelados. Das surpressas espera-se notícias  da série The Elder Scrolls com o mais recente rumor a dizer que o remake de Elders Scrolls V: Skyrim está prestes a chegar com um novo update gráfico às consolas de nova geração. Sabendo disto, será que The Elder Scrolls VI será anunciado? Parece provável.

Além deste, temos a possibilidade da sequela de  The Evil Within a útlima obra de Shinji Mikami, também conhecido como o que ‘Resident Evil deveria ter sido’. Um sucesso tanto comercial como da crítica, será que este ano teremos novidades sobre uma sequela ou segunda entrega? Ou até mesmo um sucessor espiritual? Wolfenstein 2 será também outro dos títulos que se esperamos ver no evento.

Microsoft – Segunda, 13 de Julho de 2016 17:30 (hora de Lisboa)

Depois de ter largado a maior bomba na E3 do ano passado, com a notícia surpreendente de que iria trazer a retrocompatibilidade para a Xbox ONE, o que poderemos esperar este ano? Apesar das notícias mais recentes apontarem para uma parceria externa com a Oculus para trazer o Rift para a Xbox ONE, não parece que o VR será o centro das atenções na conferência deste ano da Microsoft, mas tendo em conta os mais recentes números de pré-reserva nunca se sabe. A isto ainda se somam os rumores da Xbox Scorpio, de uma Xbox Slim, e de um dispositivo streaming do tipo chromecast, o qual pode ser qualquer uma das consolas anteriores. Ou seja, poderão haver novidades interessantes no campo do hardware, embora a Scorpio, a exisitir, muito provavelmente só seja anunciada no próximo ano.

A grande incógnita é, contudo, o Hololens. Depois de uma desmonstração espetacular com a demo de Minecraft e de opiniões não tanto assim, quando o público o experimentou, será que teremos mais novidades ou demonstrações este ano? A pareria com a Ocullus parece apontar que não, mas teremos que esperar para ver.

No campo dos jogos a Microsoft ainda tem um belo conjunto de títulos anunciados e que ainda não foram lançados: Gears 4, Scalebound, Carckdown 3, o misterioso e prometedor Recore, Sea of Thieves e Phantom Dust. É de esperar que todos estes títulos marquem presença no evento, com nova gameplay e, esperemos, datas de lançamento.

Relativamente a títulos não anunciados a Microsoft prometeu novidades e nós só poderemos imaginar o que será. Forza Horizon 3 é uma forte possibilidade e está de acordo com o calendário e um novo Halo Wars também é possível, mas pelas palavras do responsável máximo da divisão Xbox estaremos a falar de algo novo.  Resta-nos imaginar o que será. Que sejam muitos e bons!

PC Gaming Show – 13 de Julho 19:30 (hora de Lisboa)

Sejamos sinceros, a conferência do ano passado dedicado ao PC Gaming foi uma decepção. Não é que o PC seja uma verdadeira plataforma por si só, e as novidades não viraram muitas cabeças. Mas com o Steam OS e as Steam Machines a chegar seria de esperar algo melhor. Este ano o evento continua a ser patrocinado pela AMD o que com o novo processo de fabrico e o hardware PC que aí vem com promessas de performances nunca antes vistas, podemos ter novidades interessantes neste campo. A presença da Valve também nos deixa curiosos. Com a inciativa do Steam OS e as Steam Machines a falharem por completo, será que teremos Half-Life 3  ou Portal 3 para ressuscitar a coisa?

Além disso, temos o VR, e dado que as novas placas agora anunciadas são centradas precisamente no VR, poderemos esperar muitas novidades e muito interessantes neste campo, entre novos títulos e demonstrações, para além de mais novidades dos títulos já anunciados.

Ubisoft  – 13 de Julho 21:00 (hora de Lisboa)

Polémicas sobre Downgrades à parte, a Ubisoft tem sabido entregar experiências inovadoras e interessantes. Veja-se o caso de Wach Dogs, Farcry 3 e 4 ou The Division. Com Assassins Creed em hiatus (finalmente!), não teremos anuncios de um novo título da saga este ano, embora isso possa não impedir o anuncio da versão remastirizada dos anteriores títulos da série até Black Flag. Tirando isto, e o possível Just Dance!, vamos contar muito certamente com For Honor, anunciado o ano passado, e que este ano deve mostrar muito mais, e o já anunciado Watch Dogs 2.



É aqui, contudo, que a coisa se torna interessante: com o trailer de Watch Dogs 2 já divulgado, será de esperar que a companhia tenha outras novidades muito interessantes à nossa espera. Os rumores apontam para um novo título com forte aposta na componente multijogador, mas tendo em conta o historial da companhia, desde Raymond a Prince of Persia a Assassins Creed, podemos apenas divagar. Talvez, até mesmo, Zombi2?

Sony – 14 de Julho 02:00 (hora de Lisboa)

A Sony roubou, mais uma vez, as atenções o ano passado, com o anuncio do prometedor Horizon Zero Dawn, o retorno de The Last Guardian e o anuncio surpresa de Shenmue 3. E é provável que esses 3 títulos retornem com mais novidades e gameplay este ano, conjuntamente com HellBlade, Dreams e Detroit: Becoming Human. Mas tendo em contas as fantásticas Ips que ainda não marcaram presença na nova geração, e os estúdios internos da companhia que estão a trabalhar em algo novo, sabemos que vem aí novidades pela certa. Resta saber o quê.

God of War 4 é o jogo mais apontado por todos os rumores e a avaliar por algumas imagens de arte conceptual terá como baskground a mitologia nórdica. Os últimos rumores apontam para outro protagonista, embora Kratos esteja presente de alguma forma, e que estaremos perante alguma tentativa de reboot ou reinicio. Será?

Os Bend Studios que, entre outros, foram responsáveis pelo muito bem feito Uncharted: Golden Abyss e a série Syphon Filter  poderão apresentar este ano o seu novo jogo. E sabemos que haverá um regresso de uma franquia muito acarinhada da Sony. Será que estaremos perante um reboot de Syphon Filter? Falando nisso, The Getaway 2 também não estaria nada mal…



Depois temos o fator Kojima. Já sabemos que fundou o novo estúdio, já apresentou a nova mascote –  que pode muito bem ser o novo protagonista do novo jogo – e já sabemos que está a desenvolver um novo exclusivo para a PS4. Portanto, muito provavelmente podemos contar com novidades.

É de esperar ainda, que o PS VR  e os jogos associados ocupem grande parte do tempo em palco, com o lançamento previsto mais para o final do ano. Pessoalmente espero algo relacionado com a versão de Driveclub para o VR, mais detalhes do jogo Golem e possivelmente o anuncio de uma versão de No Man’s Sky para o periférico.

Square Enix – 14 de Junho 04:00 (hora de Lisboa)

Final Fantasy será o centro das atenções sobretudo Final Fantasy XV e o remake de Final Fantasy VII. Poderemos  esperar novas gameplays e datas de lançamento a condizer para estes e outros títulos da franquia que marcarão presença no evento. É também possível que conteúdo adicional para Just Cause 3 e Hitman seja lançado bem como a confirmação do lançamento da versão física deste último. Deus Ex Mankind Divided será outro dos títulos de foco e também terá direito a uma bela demonstração de gameplay para além do trailer já revelado.

Mas isto só nos deixa a questionar: que mais novidades terá a Square Enix preparadas?

Dada a comemoração dos 20 anos da série, Tomb Raider terá também presença na E3. Com o último jogo a ter sido lançado em Dezembro, não me parece que hajam para já notícias de um novo título, da série principal pelo menos. Mas a Square Enix confirmou que algo referente à série estará presente e eu espero que seja algo mais que apenas a versão da PS4 de Rise of the Tomb Raider.

Nintendo – 14 de Junho 16:00 (hora de Lisboa)

As últimas conferências da  famosa companhia nipónica não têm sido nada boas e o ano passado foi o ponto mais baixo de um lento definhar. Os jogos apresentados não impressionaram face à concorrência, e nem mesmo os fãs ficaram contentes com o que foi divulgado.

Com a NX fora da equação, espera-se que o próximo jogo da série Zelda seja o centro das atenções bem como anuncio de mais exclusivos para a Wii-U. Sinceramente, é dificil esperar seja o que for.

Outros títulos third party

Para além dos first party referidos, esperam-se que outros títulos sejam anunciados nas conferências da Sony e da Microsoft. A Capcom, no último relatório financeiro, declarou que este ano ia haver uma aposta forte na franquia Resident Evil. Isto levou a rumores  que  Resident Evil 7 seja revelado e, para além deste, é possível que tenhamos notícias do remake de Resident Evil 2 e talvez algo referente a um Resident Evil Revelations 3. Resta-nos aguardar. O regresso de Devil May Cry também está em cima da mesa.

Da 2k Games, há rumores que apontam para a confirmação do remaster da trilogia Bioshock e também de um novo título da série para a nova geração. Da Rockstar espera-se pelo anuncio de um novo jogo. Poderá ser demasiado cedo para o eventual GTA VI, por isso o candidato favorito é Red Dead Redemption 2 mas LA Noire 2 é também uma possibilidade.

A Nordic Games também estará presente e para além do já anunciado Syberia 3, pode ser que traga novidades relativas a Darksiders. Os fãs já pedem há muito. Relativamente à WB, esta já confirmou Injustice 2 e eu espero que algo mais seja anunciado. Com a série Batman Arkham terminada poderá ser, por exemplo, um jogo relativo ao próximo filme do DC Universe, Suicide Squad. Quem jogou Batman Arkham Originas sabe que o final apontava para isso. Arrow também é um forte candidato, graças ao Easter Egg presente em Batman Arkham Knight.

E voçês, que jogos esperam ver na E3, para além dos anunciados?

Fontes: Gamespot, Eurogamer, N4G, Gameinformer



Posts Relacionados