EA corta salário de Larry Probst para metade

Larry Probst é “chairman” da EA e ganhava 1,03 milhões de dólares, mas viu agora o seu salário cortado para 515 mil dólares.

Em tempos colocamos aqui um artigo que referia que o problema dos videojogos não eram as vendas, mas os salários pagos a toda a estrutura por detrás dos mesmo, desde os programadores aos corpos directivos.

E a prova-lo temos aqui o salário de Larry Probst, “Chairman” da EA e que auferia um salário de 1.03 milhões de dólares (ouch).

Agora a EA vem anunciar que este senhor teve, desde 1 de Outubro, uma redução para 512 mil dólares

 No entanto, apesar deste corte o “board of directors” da EA continua a poder atribuir a Probst um bónus único com um valor não determinado e escolhido pelo quadro.

Probst foi CEO da EA desde 91 até 2007, tendo sido nomeado Chairman em Março de 2013, altura em que começou a receber os 10,03 milhões.

A dúvida que fica é: Se um “Chairman” recebe isto, quanto recebe o CEO? E depois admiram-se que os jogos são caro e dão prejuízo.

Fonte: Gamespot



Posts Relacionados