Efeitos das novas consolas já se sentem nos PCs

Um dos argumentos que os defensores dos PCs sempre usaram para defender as suas máquinas foi que estes são muito mais potentes. Mas a realidade é que sempre foram as consolas a ditar o mercado.

watchdogs

Apesar de 8 GB de RAM já serem algo comum no mercado PC faz vários anos, os jogos continuavam a ser criados com um limite de 4 GB em mente, e com requisitos mínimos de apenas 2 GB.

Da mesma forma os requisitos gráficos mínimos eram pequenos, e placas como as Geforce série 9xxx ainda eram comuns de serem vistas nas especificações mínimas.

O problema dos PCs é que as mega máquinas que muitos apregoam ter não são uma realidade de mercado, com o PC médio a possuir performances igualmente medianas. Mas com a entrada das novas consolas, como a PS4 e Xbox One, possuidoras de arquitecturas base x86 que permitem facilmente partilhar código com os PCs, e onde os 8 GB de RAM passam a ser um standard, tal está já a reflectir-se: As texturas de alta definição, ou mega texturas estão aí e vão usar a memória das novas consolas. E daí aos PCs é um passo que parecia custar estar a ser dado.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Watch Dogs e Call OF Duty: Ghosts requerem 6 GB de RAM no mínimo para PC. Mas mais do que isso, para Watchdogs o processador mínimo necessita de quatro núcleos, e a placa gráfica necessita de suporte DirectX 11 (Shadermodel 5.0).

Ou seja, as novas consolas vão agora permitir ver mais do potêncial dos PCs, sendo que com a facilidade de desenvolver títulos conjuntos o custo de produzir para PC diminui, e pode-se assim criar código basicamente único que pode explorar consolas e PCs de forma igual, dando vantagem às máquinas mais potentes. E tal permitirá um salto nas performances e o melhor aproveitamento dos bons PCs que muitos possuem.

Publicidade

Posts Relacionados