Era o único API que faltava: OPENGL vai tornar-se um API de baixo nível.

As especificações do OpenGL 4.5 foram lançadas. E os planos para um Open GL de nova geração são agora conhecidos.

OpenGL

O consórcio aberto composto por diversas empresas líderes de hardware e software e denominado de Khronos, lançou as especificações do novo OpenGL 4.5. Com ele as últimas funcionalidades dos APIs gráficos 3D serão trazidas para este API, mantendo uma retro-compatibilidade total e permitindo o uso incremental das novas características.

Deixo aqui uma copy-paste das especificações mais importantes.

-Direct State Access (DSA) – object accessors enable state to be queried and modified without binding objects to contexts, for increased application and middleware efficiency and flexibility;
-Flush Control – applications can control flushing of pending commands before context switching – enabling high-performance multithreaded applications;
-Robustness – providing a secure platform for applications such as WebGL browsers, including preventing a GPU reset affecting any other running applications;
-OpenGL ES 3.1 API and shader compatibility – to enable the easy development and execution of the latest OpenGL ES applications on desktop systems;
-DX11 emulation features – for easier porting of applications between OpenGL and Direct3D.



A Khronos anunciou igualmente uma chamada para participação num novo projecto que definirá um futuro standard aberto para acessos gráficos e de computação de alta eficiência para os GPUs modernos. O Next Generation OpenGl Initiative.
O seu design será realizado a partir do zero e terá controlo explicito sobre o as cargas do CPU e do GPU para performance e previsão, sendo um API multi tarefa amigo do utilizador com uma sobrecarga bastante reduzida (baixo nível), uma linguagem de programação de shaders intermédia e uma focagem concentrada num ecosistema que inclui um rigoroso teste de conformidade. Este será um trabalho a realizar rapidamente com projectos e propostas já a avançar, sendo que a Chronos convida toda as empresas a terem voz e voto na matéria.



A AMD já mostrou interesse referindo:

“O OpenGL teve um papel preponderante no crescimento dos aparelhos móveis, workstations e produtos de consumidor. A AMD está tremendamente excitada por contribuir com um papel na iniciativa de um OpenGL de nova geração como uma evolução do standard OpenGL alinhado com a visão de APIs de baixa sobrecarga e multi tarefa da AMD.”

Por seu lado a Electronic Arts referiu por meio de  Johan Andersson, director técnico da Frostbite:

“Estamos super excitados por contribuir e trabalhar na iniciativa de um OpenGL de nova geração e trazer a nossa experiência de APIs gráficos explícitos de baixa sobrecarga para construir um standard eficiente para múltiplas plataformas e vendedores da Khronos. Este trabalho é de importância critica para se tirar o máximo dos GPUs modernos tanto nos aparelhos móveis como nos de secretária e facilitar o desenvolvimento e a eficiência das aplicações 3D – permitindo criar futuros jogos maravilhosos com o frostbyte em todas as plataformas.”

A Nvidia acrescentou:

“O ecosystema do API OpenGL essencialmente está a permitir aos criadores aceder às capacidades dos GPUs Nvidia através da nossa CLoud, workstations, gaming, e plataformas web e móveis. A NVIDIA esta satisfeita por lançar drivers beta para o novo OpenGL 4.5 desde já, permitindo aos criadores testarem esta funcionalidade nos GPUs Nvidia de secretária. Estamos fortemente empenhados em avançar com a iniciativa de nova geração do OpenGL para rapidamente criar os standards abertos que irão impedir a fragmentação do mercado e fornecer um novo nível de acesso aos GPUs aos criadores em toda a industria.

Finalmente temos Gabe Newell da Valve:

“O OpenGL é uma componente crítica para se trazer os melhores produtos aos consumidores numa vasta variedade de plataformas. Estamos empenhados com a iniciativa do OpenGl de nova geração e trabalhamos de perto  com os membros da Khronos para criar o interface de render de alta performance para o Steam OS e futuros jogos da Valve.”



Posts Relacionados