Exclusividade de promoção de Destiny parece idiota. Mas poderá ter vendido consolas. Falta saber é quantas!

Naquilo que parecia ser o exclusivo mais idiota de sempre, a exclusividade de promoção de Destiny por parte da Sony, poderá ter ajudado a vender consolas.

quotasdestiny

Uma exclusividade num jogo é uma coisa. Uma exclusividade na publicidade e promoção de um jogo é outra completamente diferente. E apesar de poder parecer algo um pouco idiota, ou de pouco interesse, a situação poderá ter compensado.

Esta foi uma realidade que aconteceu com Destiny. A Sony garantiu a exclusividade de promoção do jogo, e todos os painéis e publicidade ao jogo apenas referem a PS4 como consola onde o mesmo pode ser jogado, sendo que as restantes marcas ficaram impossibilitadas de anunciar o jogo para a sua plataforma.

Isto pode parecer uma jogada pouco interessante, especialmente para o cliente. Poderá até parecer um desperdício de dinheiro uma vez que o jogo acabará por sair ao mesmo tempo para as plataformas concorrentes. Trata-se apenas da criação de uma ilusão de exclusividade que não corresponde à realidade.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

No entanto, neste caso particular, a situação parece ter resultado, apesar de quantificar o ganho real é algo muito, muito difícil.

Destiny é o jogo com maior número de pré-reservas da história, e tendo em conta essa situação, saber-se que um inquérito realizado junto de utilizadores do Reddit revela que 63% dos seus jogadores jogarão na PS4 é uma aparente mostra de que efectivamente a situação poderá ter tido os efeitos pretendidos.

Mas mais interessante ainda é saber-se que de todos os jogadores inquiridos que vão jogar Destiny nas consolas, 28% deles adquiriram uma consola de nova geração devido ao jogo. O que quer dizer que o jogo vendeu consolas de nova geração, sendo que, pela lógica, a maior parte terão sido consolas PS4.

Seja como for, não deixa de ser um tipo de exclusividade que por muito que interesse à marca, para o jogador traz pouca ou nenhuma vantagem. E sinceramente, um tipo de exclusividade que, pessoalmente, não considero correcta e que preferia não existisse. Quanto mais não fosse porque é nossa convicção que Destiny venderia consolas de qualquer forma, o que torna difícil ver os ganhos reais do investimento.

Os resultados totais do inquérito abrangendo mais questões interessantes como classes e armas preferidas, está neste link.

Publicidade

Posts Relacionados