Executivo da Sony refere que se não fosse pela PS3, a Sony poderia já nem existir.

5 4 votes
Avalie o nosso artigo

Por vezes há males que vem por bem. E a PS3 é entendida dentro da Sony como algo que ajudou a empresa a crescer e a tornar-se no que é hoje, sendo que se a PS3 não tivesse sido o que foi, a PS4 poderia muito bem ter sido a última consola da Sony.

É incrivel como as coisas são… mas por vezes há males que vem por bem. E curiosamente a Sony reconhece que “na era PS3 a empresa era arrogante e convencida” acreditando que poderia ditar o mercado. Mas a PS3 obrigou a mudar essa cultura e tornou a empresa em algo mais “humilde, apaixonada e excitante”, o que permitiu à PS4 ser o sucesso que “passou em tudo o que a Sony alguma vez sonhou para a consola“.

Segundo Shahid Ahmad, o executivo que aparecerá entrevistado no futuro documentário que sairá em Setembro, denominado “The Playstation Revolution”, “não fosse pela PS3 e a Sony poderia mesmo ter acabado, e já não existir”.

Efectivamente a PS3 não foi o sucesso que se esperava, e a consola era extremamente difícil de ser explorada. Isso associado ao seu elevado custo prejudicou a consola, que não foi o sucesso que se esperava, não sendo uma grande fonte de receitas para a Sony.

Ora a Sony na altura não vivia uma fase muito boa, e toda a empresa dava prejuízo em todas as áreas. E playstation nesse aspecto não era algo diferente.



Mas conjugadas as duas coisas, a Sony teve de mudar a sua estratégia. E mudar as suas políticas e a sua postura arrogante de dominadora de mercado.

Tornava-se necessário que a PS4 fosse uma boa consola, que desse lucro. E daí que a Sony apostou em algo radicalmente diferente, e mudou as suas políticas de arrogância para um suporte dedicado que demonstra oferecer ao cliente aquilo que ele quer. A PS4 foi um produto que demonstrou coragem ao fugir dos tradicionais hardwares dedicados, com um objectivo determinado e no qual a empresa estava efectivamente focado a 100%.

A empresa foi obrigada a mostrar dedicação ao produto. E os resultados compensaram, com a Playstation a ser um sucesso extremo, e a tirar a Sony do buraco financeiro em que se encontrava, e tornando-a numa empresa viável e actualmente plenamente funcional, e com lucros em todas as divisões.

Para que isto acontecesse, e a Sony se tornasse efectivamente mais focada naquilo que o utilizador queria e não naquilo que acreditava internamente foi necessário uma combinação de dois factores:

  • O insucesso da sua consola.
  • A necessidade de efectivamente terem sucesso devido aos problemas financeiros.

Este pode ser o motivo pelo qual a Microsoft não mudou com o insucesso da sua Xbox One. Porque financeiramente a Microsoft não precisa,  dessa forma, continua na sua postura de querer ditar o que entende ser bom para o mercado.

Citando Shahid Ahmad:



Lembra-se da arrogância dos anos da PS3? Contraste com a honestidade e auto depreciação do periodo de lançamento da PS4.

Penso que até ficamos surpreendidos com o quão arrebatadora foi a recepção à PS4, porque tambem era uma espécie de redenção.

Nós passamos pelo fogo com o PS3 e agora tudo estava em jogo. Tivemos que acertar e, se não o fizéssemos, poderia ter sido o fim.

A estratégia foi definida, o hardware foi focado e tudo o que restou foi lançamento e recepção.

Os parceiros estavam lá, os criadores estavam envolvidos – até os criadores independentes estavam envolvidos no lançamento do PS4. O preço havia sido definido. Decisões sobre DRM e assim por diante, que haviam sido tão controversas em outros eventos, também foram tomadas.
O que não esperávamos era que seria um sucesso tão incrível, além dos nossos sonhos mais loucos. Mas foi o tom com o qual comunicamos a coisa toda: “Para os jogadores”. Todo o foco do lançamento foi em torno dos jogadores.

Basicamente Ahmad é da opinião que o sucesso do lançamento da PS4 foi devido à mudança cultural da Sony que ele mesmo define como arrogante pelo sucedido nas gerações anteriores.



5 4 votes
Avalie o nosso artigo
28 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Daniel Torres
Daniel Torres
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

E hoje eu vejo que com essa folga que a Sony esta tendo em relação a seus concorrentes essa arrogância esta voltando.
Explicando meu ponto de vista:
Ps4 = Transparência nas políticas da empresa
Ps5 = ???

Ps4 = Foco em conteúdos exclusivos (diga-se de passagem foi o que salvou o Ps3 e 4)
Ps5 = Liberar jogos exclusivos dizendo que é para atrair o público do pc, perder acordos de jogos exclusivos como quantic dream e aquele acho que é MBL.

Para mim um sinal claro que ela esta precisando de um susto de novo, mas é improvável visto que a única que poderia fazer isso é a Nintendo, porém esta se fechou no seu nincho.

Eu como jogador prefiro mostrar minha insatisfação agora enquanto ainda da tempo de mudar, do que deixar para depois que o dano já tiver sido feito.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Verdade Mário depois eu fui dar uma lida a respeito do MBL e estava enganado, agora não posso deixar de pensar que a Sony se quisesse poderia ter segurado a Quantic.
Outra coisa sobre uma nova postura arrogante dela é o investimento na epic, o que para mim mostra que outros jogos do catálogo do Ps4 vão chegar ao pc e quem sabe com exclusividade nessa loja.

Ps: Peço desculpas se cometi algum erro de escrita infelizmente estou com um problema de saúde que esta me prejudicando um pouco a escrever e ate ler os comentários

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Obrigado Mário

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Torres
3 meses atrás

Arrogância se prova com atitudes… E até o momento não vejo arrogância da Sony com o ps5… Não disse que o console é isso ou aquilo, o discurso está bem comedido e humilde até.
O que foi liberado de conteúdo exclusivo é de PS4, não de PS5, amigo.
E se tudo que estão falando se confirmar: primeiro ano de ps5 estrondoso em conteúdo, nunca antes visto na história de um console…
Acordos de exclusividade com grandes franquias, que quem estiver na concorrência ficará desapontado…
Por sinal, os rumores não param… Ontem saiu mais um falando que a Sony fez acordo de 750 milhões de dólares por uma exclusividade gigante.
E se tudo isso ou apenas parte disso se confirmar, vai achar ainda que os japoneses estão sendo arrogantes, ou apenas trabalhando cada vez mais para garantir os melhores games para sua plataforma?

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Sparrow81
3 meses atrás

Sparrow desculpa, mas eu vejo arrogância por parte da Sony a Playstation não é mais comandada por japoneses e sim por americanos e a divisão por um europeu.
Europeu esse que fez um jogo acima da média (Horizon) e ao meu ver deixou isso subir a cabeça e quebrou com o selo Only ON para liberar seu jogo em mais lugares. Para medida de curiosidade, algumas pessoas aqui do Brasil que entraram na justiça tiveram o dinheiro ressarcido por causa da quebra do selo (eu pessoalmente achei uma besteira terem chagado a tanto).
E a última questão que vejo quando você fala que são títulos de Ps4, me responda o que seria o playstation sem God of war, uncharted, gran turismo? Para não citar outros. Ao meu ver quando você libera seus exclusivos em outras plataformas sua marca perde valor, pois você não tem mais aquilo que te diferencia do resto mesmo sendo da geração passada.
Outra pergunta se lançarem os jogos do ps4 para pc o que me garante que os do ps5 também não cheguem? e sendo assim porque eu deveria continuar interessado em uma plataforma que não tem nada que a outra já não tenha? sendo que a outra vão ter seus jogos exclusivos, da microsoft e agora da sony.
Enfim isso que falei acima pode não ser sentido a curto prazo, mas a médio e longo só faz com que as pessoas percam o interesse gradativamente.
Ps: Outro ponto que esqueci de citar é você fica satisfeito de receber a versão inferior dos jogos? Horizon apesar dos problemas tem texturas, filtros, efeitos e fps melhores na versão de pc.
Ps2: Como citei acima na minha resposta ao Mário, se eu não te responder não me leve a mal estou adoentado e no mais respeito tua opinião e acho você uma pessoa sensata.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Daniel Torres
3 meses atrás

Amigo, primeiramente a divisão PlayStation não é comandada por americanos e europeu, a divisão é comandada por japoneses… Esses caras tem cargos dentro da empresa e suas funções. Se os japoneses não quiserem, o americano e o europeu não consegue fazer nada dentro do PlayStation…

Quanto aos exclusivos indo para PC é apenas achismo de quem for… Você se incomoda com isso? Eu não! A maioria não se incomoda com Horizon indo para Pc e isso eu já até expliquei em outro tópico. Você viu quanto tens que gastar num Pc para rodar Horizon melhor que no PS4? Vale a pena? Pra mim e pra maioria não. Simplesmente porque eu não troco o conforto do sofá e jogar na tv para ficar grudado num monitor, me preocupando com problemas de compatibilidade, em ficar vendo como o jogo roda melhor ou não, em do nada ter que sair do jogo para resolver algo que não deveria me preocupar quando só quero jogar. Esse é o público de console. Eu cansei do Pc e no meu caso é um caminho sem volta. Não tem chances de eu voltar a me estressar na plataforma.
Versão inferior de Horizon seria se eu tivesse um PC com mesmo valor de console e rodasse igual ou superior que no PS4. Esse não é o caso e nunca será.

Concordo que exclusivos dão valor a plataforma e a Sony, mais do que ninguém, sabe disso, né?
Achar que os triple A aproveitando tudo que foi feito e trabalhando em I/O do ps5 em médio prazo no PC se chama ilusão ou esperança. Não teria lógica desperdiçar desempenho do ps5 pensando num port para Pc. Ainda mais o Pc sendo a plataforma da pirataria. Horizon já está crackeado e galera baixando grátis.

Agora, se você se contenta com um game de 3 anos atrás, chegando em outra plataforma, sua opinião. Enquanto os pcistas estão agora jogando Horizon, os consolistas já estão vendo Horizon 2.

Te desejo melhoras, amigo. Logo logo estará zero km!

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Sparrow81
3 meses atrás

Entendo e respeito sua opinião apesar de eu achar esse rumo da Sony “perigoso”.
Valeu cara não digo que fico zero km, mas aquele semi novo arrumado kkkkk

Gostaria também de me desculpar, pois como o Mário mostrou eu estava usando o termo errado e não tem haver com arrogância

Rui
Rui
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu discordo que a Microsoft nao tenho mudado a postura, mudou e muito em várias vertentes, quanto as posturas, a sony tem a visao dela a Microsoft a sua e a nintendo a sua, tudo normal.
Eu quando disse aqui que em 2013 a ps4 era acertar ou morrer, causou alguma celeuma, mas pelos vistos era verdade e até a Microsoft resolveu juntar se a festa e ajudar com os 500 euros, o kinect, as políticas e a consola gigante e menos poderosa.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Vejo como o último console da Microsoft…. Não sei se da Sony, pois já mostra querer tornar tudo digital… Espero que não.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rui
3 meses atrás

A visão da Microsoft é abandonar os consoles… Hoje não tem nada de similar a Nintendo e a Sony. Se você acha que são abordagens diferentes no mesmo setor, acho que pode se decepcionar muito ainda.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

A Sony tem feito um trabalho tão bom em todas as gerações, fazem exatamente o que quero, mesmo o PS3 pra mim é fantástico, meu console do coração até hoje, o PS4 não o superou (pra mim claro), agora, seria bom e muito possível que o PS5 fizesse a maior de todas as histórias.
Não está difícil, pra mim o PlayStation não tem concorrência.
Arrogância é um problema enorme, eu mesmo luto contra ela, imagine quem faça um trabalho aclamado por milhões pelo mundo, não deve ser fácil lidar com tantos egos.
Que o melhor seja feito, e vamos pra quinta geração da plataforma que me trouxe já, imensa alegria, com amigos ou solo, que o novo rei chegue e seja o melhor possível, pois sua história é sem igual, e é com ele que todos os outros tem a aprender, inclusive em superação.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Carlos Zidane
3 meses atrás

Erros atuais? Mandar seus jogos pro PC.
Isso parece coisa de inimigo interno.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Carlos Zidane
3 meses atrás

Espero que a falta de concorrência não tire o fôlego dos japoneses em oferecer mais e mais… Está claro que a Microsoft não se preocupa mais com o console.
Pena é de quem defende a Microsoft sendo fã de Xbox, pois ela já mostra na atual geração que tá nem aí para os fãs de console. Gears Tactics lançado antes no Pc, preocupada mais com serviço do que qualidade, participa de eventos da Samsung promovendo serviço, evento do Xbox falando mais em gamepass que console novo… Tá tão claro, só não vê quem não quer! O pior cego é aquele que não quer enxergar.
Eu só não entendo mesmo… Eu era Nintendista e quando a empresa começou decair e focar apenas num público, pulei fora! Não entendo essa paixão por um pedaço de plástico que alguns tem, mesmo claramente levando uma surra de conteúdo da concorrente.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Sparrow81
3 meses atrás

Sim, concordo. Eu também amava Nintendo… Até chegar o Playstation original no mercado.
Sinceramente não tenho mais esperança no xbox, pra mim já não conta, assim como Freefire, eu passo longe, respeito quem goste, mas pra mim aquilo está abaixo do aceitável.
Não quero que ninguém se chateie com isso, por favor, é só uma opinião, cada um goste do que quiser.
Respeito a quem gosta do que a MS está fazendo. Quem acha que esses jogos como Grounded são bons, ok. No drama. Pra mim não serve.

Sparrow81
Sparrow81
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Já tinha visto essa entrevista com ele. É muito louco a visão dos japoneses da Sony. Eles tem um carinho extremo pelo PS3, pois ali aprenderam muitas coisas… Passaram pelo período mais difícil da empresa com o console…
Tem uma outra matéria que vi de um executivo um tempo atrás, no início do ps4, falando o mesmo e dizendo que o PS4 era uma proposta mais segura, com uma arquitetura parecida mais com um PC otimizado do que um console e que o console posterior ao PS4 voltaria as origens de console clássico, para ser no futuro o que o PS3 não conseguiu ser no passado.
Então o ps5 estava sendo pensado e pesquisado desde o final do PS3 e início do ps4, pensando em ser o console clássico super otimizado que parece que será. Vamos ver se vai conseguir ter o sucesso que que o ps3 não conseguiu. Pelo menos, ao que parece, está no caminho certo

Rafael
Rafael
3 meses atrás

Se tem uma coisa que a Sony não tem, é arrogância. Unico erro que vi com o PS3 é que eles lançaram um console muito caro, sendo que a maioria dos consumidores nao estava disposto a pagar o preco dele, que realmente era muito caro pra época e que alem disso nao se justificava pelos jogos que tinham disponivel só comecou a decolar depois que reduziram os preços e comecou a ter bons jogos. A arrogancia awui pode ter sido eles acharem que eram os melhores e que todo mundo compraria seu console independente do preco que eles colocassem.Eu por exemplo comprei quando já estava no meio da geração e achei perfeito, tanto que foi meu primeiro console e depois me fez querer o ps4 no lançamento.
O fato de ter alguns jogos exclusivos indo pro PC não me deixa incomodado, ela só tem que saber dosar isso, pois são os exclusivos que te fazem optar por consoles ou pc… más o fato de lançar depois de alguns anos nao deveria afetar em nada, pessoal é invejoso.
O que não podemos fazer é ter essa atitude de fanboy, querendo que a Microsoft se ferre. Ela tem que ter o espaco dela e tem que ter concorrência sem ela a Sony faria o que quizesse. Entao meus amigos, torcam por concorrência, essa é a chave pra que tenhamod bons consoles, bons jogos a precos justos e um mercado que nao se conforma em apresentar a mesma coisa sempre.
No mais acho que a Sony tem se dedicado muito ao PS5 e nao deve desapontar quem escolher seu console pra proxima geracao, vamos ver agora o preco.
A sony é arrogante com seus smartphones e TVs que esses nao tem nada que justifique seus precos altos em comparação com Samsung e se acha a Apple…

Rafael
Rafael
3 meses atrás

… Mario, pergunta que naotem nada haver com o topico… quando acha que sony e Microsoft anunciarão data e precos dos consoles. E qual sua aposta para os precos? Acredito que no maximo em setembro devem anunciar, já tem rumores de que as primeiras unidades estao sendo enviadas para distribuidores. Trabalho com comercio exterior e se levar em consideracao embarque maritimo, agosto e setembro são as datas que precisam comecar a embarcar para garantir produtos para o natal.

Rudo
Rudo
3 meses atrás

O que eu entendi na matéria original é que se o ps4 não vendesse bem seria o último console da sony.

Rafael
Rafael
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Pessoal sempre comenta que a Sony está na corda bamba. Realmente se for olhar os produtos dela, já teve maior relevancia, tinha tv, ccameras digitais, smartphone, Walkman, aparelhos de som e home theater, notebook… tudo com sinonimo de produtos de otima qualidade e acima da media. Mas tenho impressão que atualmente virou a empresa do playstation e dos sensores para cameras de smartphone. Mas essas 2 areas vão muito bem

Shin
Shin
3 meses atrás

Não acho que teve arrogância por parte da Sony e sim estupidez, a primeira estupidez foi no PS2, quando eles decidiram fazer o Graphic Synthesizer em casa e gastaram milhões de dólares para fazer um sistema gráfico pouco eficiente, trazendo uma degradação técnica muito pertinente para o console. Nesse meio tempo a Sony Corp começa a interferir na divisão de jogos e os interesses entre corporação e gestão entra em conflito, iniciaram o projeto Cell e o BD usando o console como ferramenta de propaganda, foram até a Nvidia movidos pela IBM e deixaram o Chaolin cascateiro prometer trancos e barrancos pra no fim eles mesmos passarem a perna neles, viram a Apple recusar sua tecnologia, viram a Toshiba desistir do consórcio. Tiveram que encarar os tribunais por patentes infligidas no processo, tiveram que comprar o estabelecimento do BD para ver o negócio de filmes migrar para o Streaming ( coisa que o Kutaragi avisava antes…), e viram seu negócio portátil também se desbaratar. Ou seja, Sony estava falindo por que decisões de negócios sem sentido estavam sendo tomadas e precisou de mudar cadeiras e ponto de vista pra isso.

O PS3 não foi o salvador mas sim o modelo de negócio. O PS3 seria o PS4 se tivessem ouvido o Kutaragi. O erro de Kutaragi era só um, ele via o PlayStation como negócio de PC, ele queria que o PS2 tivesse um HDD e um sistema operacional, ele não queria BD mas sim 10 anos de DVD. Ele queria uma rede Cloud Híbrida como uma blockchain entre PlayStations do mundo todo onde cada aparelho comuntava parte de seu desempenho para a rede continuar operando.

bruno
bruno
Responder a  Shin
3 meses atrás

Muito interessante… fonte?

Eis alguns pontos que é necessario adicionar… os primeiros GPUs PC capazes de entregar graficos surgiram em 1999.

Ate la eles nao passavam de aceleradores 2D com algumas capacidades 3D e muito atras das consolas.

Alias, sabes quem cunhou o termo GPU? Pois é, foi a Sony. A nVidia so o viria a usar quando entregou o primeiro chip capaz para jogos… em 1999! A Ati até à altura usava o termo VPU dado que os chips que faziam eram para video mais que graficos.

Portanto o graphics synthesizer nao foi estupidez… foi necessidade dado que mais ninguém no mercado fazia igual e a Sony nao desenvolveu a consola um ano antes mas desde 1994!

Sobre o PS3… Mais uma vez as coisas nao sao feitas à ultima. Talvez este dado te seja interessante… Quando o cell foi anunciado, pela primeira vez, foi o primeiro chip heterogéneo do mercado e o primeiro chip a utilizar unidades de calculo vetorial para propósito genérico. E curiosidade das curiosidades. O chip chega em 2006 e logo depois tens nVidia a criar o Cuda para GPGPU… e a AMD a começar a falar dos fusion… da que pensar nao?

Sobre o BD… ele tornou-se standard de mercado, ainda hoje é usado e agora todas as consolas o usam. E termino aqui.

A tecnologia era e é boa. O streaming é que relativizou o seu uso em filmes… mas nao em jogos.

error: Conteúdo protegido