Executivo Microsoft: Diferenças de resolução e FPS não se distinguem com as consolas lado a lado em TVs menores de 60″

Aparentemente a Microsoft ainda não parou de dar tiros nos pés. E agora sai-se com uma que chega a ser insultuosa.

Harvey

Da boca de Harvey Eagle, director de Marketing da Xbox Reino Unido saiu na semana passada um conjunto de afirmações onde refere que os gamers não conseguem ver diferenças na resolução e frame rate da Xbox One face à PS4 a não ser que em frente a um ecrã de 60 polegadas, e mesmo que as consolas estejam lado a lado.

Se pusermos jogos Third Party lado a lado que estejam a correr a resoluções ligeiramente diferentes ou frame rates, a não ser que estejam a usar um ecrã de mais de 60 polegadas de tamanho, eu desafio-vos a ver a diferença. Eu próprio luto para ver a diferença.

Caro Snr. Harvey, tal como o senhor, eu também uso óculos. Não há mal nenhum nesse facto! Mas ou as minhas lentes são melhores ou algo está aqui mal, pois eu tenho de discordar de si.



Que se discuta que uma resolução próxima de outra, devidamente re-escalada, seja difícil de ser de forma clara e notória detectada como não nativa é uma coisa. É uma afirmação que tem efectivamente alguma razão de ser, e que se reconhece que é verdade. Apesar de tal ser perceptível para alguns, não é facilmente perceptível em todos os casos e nem para todos e quanto menor o ecrã, mais difícil é de se perceber.

Mas o Snr. atreve-se a fazer a afirmação que elas não são perceptíveis… com os sistemas lado a lado. E aí tenho muita dificuldade em perceber. É que eu não só normalmente percebo quando uma imagem não é nativa (pelo Aliasing e pelo efeito de névoa ou desfocagem criada pela interporlação), mas quando há uma imagem na resolução nativa ao lado, então isso é imediatamente perceptível para mim, e bastam-me 40 polegadas (por vezes até menos).

Gostava de referir que, ainda numa altura em que as TV´s CRT eram quem dominava o mercado, a Microsoft foi uma das pioneiras da alta definição com o seu HD DVD. E nessa altura não só o mercado das as TVs não era ainda totalmente digital, como o Full HD estava longe de ser uma realidade que se pudesse pagar. Mas afinal… o HD DVD não era preciso! Pelo que se percebe das suas palavras, com televisores CRT de 20 polegadas ficaríamos todos contentes com DVD re-escalado!



Mas o Snr. ainda foi mais longe! E atreveu-se a dizer que não só não se nota a resolução, como também não se nota o frame-rate.

Bem, deixe-me dizer que se antes discordava, aqui tenho que lhe dizer que se espalha ao comprido! É que se a resolução poderá efectivamente ser mais difícil de se perceber para alguns, os FPS são notórios para a maioria das pessoas. E quando um jogo corre a 60 fps face à mesma coisa a 30, isso é perceptível para qualquer um, da mesma forma que quando o jogo desce abaixo dos 30 isso também se percebe claramente. As variações e diferenças nos FPS tem consequências directas no tempo de resposta do jogo, e isso é algo notório.

Quer-me dizer que os gamers que andam à anos a cortar no detalhe dos seus jogo para obterem mais fps, andam enganadinhos?

Resumindo, o Snr. não nota diferenças de resolução e não nota diferenças de fps. Nem sequer quando os dois ocorrem em simultâneo e com outro sistema sem essas limitações a correr lado a lado. Há algo de errado aqui, especialmente quando o senhor é… deixe-me rever… responsável pelo marketing de uma secção de videojogos: A Xbox!

Não estará a tentar tapar o sol com uma peneira? Não seria preferível fazer valer a consola pelas enormes virtudes que ela possui em vez de seguir este caminho?

Aceito e sempre aceitarei perfeitamente que haja pessoas que vejam ou tenham menor sensibilidade para a resolução que outras, que hajam pessoas com menor percepção que outras. O que não aceito é que isso venha da boca de um responsável e que tente passar essa situação como uma realidade porque isso, caro Snr… É mentir!

A vossa consola é excelente, possui jogos extraordinários e possui argumentos que me levaram a adquirir uma ainda antes de ela ser lançada no meu país. E sinceramente os seus exclusivos são tão bons que os jogaria mesmo a 1024*768 20 fps. Mas não tapem o sol com a peneira tentado deturpar a realidade porque isso… é mentira.

Façam a consola valer pela qualidade dos seus jogos, pela qualidade dos seus serviços e pela sua qualidade geral, mas não entrem por esses caminhos. Especialmente porque na geração passada onde a vantagem estava do vosso lado não vos vi a referir nada sobre a imperceptibilidade das resoluções ou frame rates.



Posts Relacionados