Fable Legends cancelado! Lionhead em risco de desaparecer.

Em uma situação algo inesperada a Microsoft anunciou o cancelamento de Fable Legends e o possível desaparecimento da Lionhead.

A Microsoft anunciou algumas mudaças que afetam os estúdios da empresa e respectivos projetos no Reino Unido e Dinamarca.

Assim, na sequência dessas alterações, o jogo Fable Legends foi cancelado e a discussão sobre o fecho da Lionhead está decorrer junto dos seus funcionários.

Desaparece igualmente a Press Play Studios situada na Dinamarca e o seu mais recente jogo Project Knoxville.

A Microsoft refere que a situação não é reflexo de falta de talento ou criatividade uma vez que estes estúdios são tremendamente talentosos.

Fonte: Xbox.com

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (29)

  1. Uma pena, quando comprei meu XONE, 2 anos atrás, era um dos jogos q mais me chamaram a atenção. Depois por algumas políticas da Microsoft resolvi vender e pegar o ps4. Hj vejo q fiz o certo mesmo. Microsoft está perdida, não sabe pra onde correr, e a tão falada “MELHOR LINE UP DA HISTÓRIA”? Além da perda dos exclusivos agora tem o cancelamento. Infelizmente Rip Xbox.

    • Não consigo perceber este cancelamento numa fase onde o desenvolvimento estava tão avançado e o jogo era mesmo pioneiro em algumas técnicas inovadoras para a One.
      A querer acabar com a equipa, aguardavam mais uns meses e deixavam o jogo sair.
      Mas a Lionhead… A equipa mais inovadora da Microsoft… Pfff..
      É certo que como quase todas as equipas da Microsoft a mesma estava presa a um jogo – Fable. Mas este Legends era diferente e seria uma coisa que acabava por ser nova!
      É uma pena tremenda!

      • Inovadora?
        Talvez no passado mas a Lionhead acabou em fable 2. Nunca mais fez nada memorável. A esperança era esse Fable Legends.
        Porém, em um estágio tão avançado deveriam ter deixado o jogo sair, mesmo que não tivesse a qualidade esperada.
        Estava achando muito estranho o tanto de adiamentos para um jogo Free to Play.

        • A Lionhead foi a criadora de vários dos jogos mais originais de PC e apenas quando foi adquirida pela Microsoft foi prendida aos grilhões de Fable. Mas este Legends era algo diferente…

        • Fable bom foi o primeiro e o segundo!!
          È muito estranho cancelar o jogo nessa altura…
          Porem Fable sem Molyneux, é como Metal Gear sem Kojima.

    • Amigo acredito que esta sua colocacao seja meio erronia em quem diz perdida no mercado, uma empresa como MS esta a tomar um caminho diferente visto que o mercado para ela esta diferente nesta geracao. Agora se voce achou que fez certo a sua troca que bom para ti agora dizer que uma empresa com a esturtura dela esta perdida acho bom rever suas fontes e pesquisar mais como gamer.

  2. Eu joguei o beta de Fable, e achei o game bem abaixo do esperado, com certeza a Microsoft não gostou do resultado do game e cancelou o desenvolvimento. Como o desenvolvimento do game já estava bem adiantado, certamente a Microsoft o passará para outro desenvolvedor .
    Isso não tem nada a ver com o Xbox one, pois o game sairia também para PC.

  3. Essa foi inesperada da minha parte, era um dos jogos que a Microsoft fazia propaganda de cross plataforma, Direct X 12 e mais. Realmente complicado antever que rumo a MS esta querendo para seu setor de entretenimento. Essa E3 a microsoft vai ter que surpreender muito.

  4. Bizarro!
    Os avanços técnicos alcançados nesse jogo, na API e na otimização do Unreal Engine 4 para o Xbox One são tremendos. A Lionhead introduziu Global Ilumination através de computação assíncrona e o resultado era incrível. Certamente muito do que eles conseguiram a nível técnico será utilizado por outros estúdios.
    Para cancelamento em um fase tão adiantada tem que estar muito ruim mesmo ou alguma outra coisa aconteceu.

  5. É mais um estúdio lendário a fechar, é mais um ex-ex-clusivo, é para se juntar à Aces e Ensemble, a próxima é a Rare que em abono da verdade já está com os pés para a cova à anos.

    Em termos de ”pul the plug” só perdem o trono para a EA.

    • Como assim a Rare, da onde tirou isso, ela fez vários jogos para kinect, se você gosta ou não ai já é outro ponto.
      E estão produzindo Sea of Thieves e parece ser um jogo bastante inovador e promissor!
      Rare hoje apenas mantem o nome pessoas que fizeram 007 goldeneye, banjo kazooie não estão mais por lá.
      Mas acredito que quem está, é bastante competente.
      Estava lendo comentários de outros artigos , Jose Galvão sempre critica a MS, es anti MS, pelo menos é o que da a entender!

      • O José Galvão é acima de tudo um apaixonado pelos videojogos. Possui e possuiu as consolas da Microsoft como possuiu muitas mais de outras marcas. A sua opinião é apenas a sua opinião.

      • @Karneiro

        Aquilo que eu sempre digo quando me acusam de anti qualquer coisa é, se estiver a mentir ou a manipular factos que mo digam.
        O facto de ter todas as consolas Xbox, para muitos é sinónimo de hipocrisia dada a minha posição critica em relação à marca, nunca é vista como uma ferramenta de conhecimento que me permite opinar sobre a mesma, e com razão, se existe uma má prática na industria dos videojogos, a Microsoft não só a pratica, como incentiva-a, e como detentora de uma plataforma, devia dar o exemplo, fora a forma autoritária com que gosta de tratar o consumidor, ao ponto de revoltar até os fanboys mais ferrenhos (nem todos), e nem me vou pronunciar sobre a actualidade que é sobejamente conhecida por todos.

        Eu não sei o que é a RARE para ti, para mim é uma sombra de outros tempos, e a culpada disso é única e exclusivamente a Microsoft, que parece tê-la comprado não para fazer jogos de elevada qualidade, mas para exibir a pertença de uma lenda.

        A RARE, como qualquer estúdio de topo, tinha imensos talentos e trabalhavam de forma exemplar, a Nintendo sempre lhes deu total liberdade para se exprimirem artisticamente, resultando em clássicos absolutos como Banjo, Donkey Kong, Starfox, 007, Perfect Dark entre outras gemas, mas quando foram comprados, uma das promessas da Microsoft é que não mudariam a forma de como a Rare funcionava. No entanto começaram logo a fazer pequenas mudanças, uns toques aqui e acolá… começaram a surgir ‘administradores de produção’ a fazer todo o tipo de perguntas banais.
        Começaram a surgir pessoas estranhas nos corredores cada vez com mais frequência como se tratasse de um desfile a quererem ver os jogos. Quando se criava uma amizade e começavam a entender-te, essa pessoa ia-se embora e era substituída por outra que não se conhecia, chegavam ao cumulo de levar familia para visitar o estudio, e esse tipo de comportamento levou a que praticamente todo o talento reconhecido da Rare, tenha dado de fuga, dando lugar um fóssil que está actualmente a produzir um jogo que nem sei muito bem o que esperar, não vou suster a respiração com certeza.

        Não deixa de ser irónico, que o melhor jogo da RARE dos últimos 10 anos, seja precisamente uma compilação do melhor que foi feito na era Nintendo, com a medriocridade produzida na era Microsoft a reboque.

  6. Janaina, na minha opinião realmente a Microsoft está perdida em relação ao Xbox sim. Tudo começou naquela fatídica E3, que teve DRM, always on, obrigatoriedade do Kinect, após algum tempo isso tudo foi revisto e cancelado. Depois começaram a anunciar como “exclusivos” jogos que ou tinham exclusividade temporária ou q irão sair para o PC. Agora simplesmente cancela um dos jogos q ha 2 anos está sendo pruduzindo, q já teve Beta, e jogo este que está em todas as propagandas da revolução que é o Dx 12. Fecha um estúdio querido por muitos,diz q o console podera virar um machine ou receber uma atualização de hardware ( isto é especulação ). Por esses motivos creio sim q ela está perdida, estão destruindo toda base conquistada com o 360. E antes q me xinguem de fanboy e outras baboseiras, jogo vide games desde tele jogo, atari….mas fácil dizer os consoles que não tive dos que tive. E na ultima geração só tive o xbox360, um dos melhores vídeo games que tive, ps3 passei longe, nunca tive vontade de ter, e as pérolas dele pude jogar no ps4.

    • A Microsoft não está perdida, é que você lê muitos comentários de pessoas normais que apenas escrevem por escrever como nós que acha isso e aquilo da MS, porque cancelou um jogo free to play está perdida?

      Uma empresa gigante como a MS não sabe o que está fazendo?
      Porque é isso que as pessoas pensam, e as mudanças que pretende fazer é para uma próxima geração, mas sabe como são as pessoas, né, haters, fanboys, anti MS não deixaria passar essas coisas para aumentar criticar e dar seu ponto de vista como se fosse verdade absoluta.

      Recomendo que tira base nas coisas que os caras da MS dizem não o que qualquer pessoa comum pode dizer, mas claro isso é so uma opinião minha assim como de qualquer outra pessoa aqui, que não trabalha na MS e fala por falar.

      Na próxima geração podemos ver se vai ser um tiro no pé o que a MS esta fazendo ou se pode dar certo, ninguém tem bola de cristal para saber, se der errado e a Sony reinar sozinho, vamos ver se ela vai ser tão boazinha como muitos acreditam.

      abç

      • Karneiro… Vamos convir. Eu não sei como estava o jogo. Se calhar era grande coisa. Mas o jogo foi cabeça de cartaz na E3, e era um dos porta estandartes do DirectX 12. Cancelar o jogo numa altura em que ele deveria estar quase pronto torna-se difícil de perceber. E porque motivo fechar o estúdio (aliás até foram dois jogos cancelados e dois estudios envolvidos)?
        Recordo que a Sony tambem cancelou o eight days à algum tempo e despediu imensa gente na evolution. Mas o eight days estava ainda numa fase preliminar do desenvolvimento, e a evolution nunca esteve em riscos de fechar. A atitude da Microsoft foi mais forte e sem se saber os motivos soa a estranha. Curiosamente um ex membro da Lionhead ataca a Microsoft de frente acusando-os de destruir estúdios. E ele já nem trabalhava lá.
        Convenhamos acima de tudo que o timming é terrivel pois numa altura em que muitos criticam a Microsoft por não saber bem o que quer, a coisa surgir assim e agora…

      • É irrelevante se a Microsoft anda à deriva ou não. Porque o que ela não pode passar é a imagem de que tal pode estar a acontecer. E nesse aspecto a comunicacão da Microsoft é talvez das piores do mercado pois os timmings e a forma como faz as coisas deixam muito a desejar. Eu elogiei Phil Spencer por assumir que diz muitos disparates (grande qualidade num homem), mas convenhamos que na sua posição ele não os deveria dizer (péssima qualidade num líder).
        Convém dizer que acima de tudo o que me fascina em Phil é o facto de ele se revelar um homem e gamer, mas na vertente empresarial, se calhar há quem o critique.

  7. @ Jose Galvão
    Bom ter todas as consolas não significa nada…
    Pode ter todas e idolatrar só uma, na verdade não sei porque alguém compraria uma consola que só critica, não faz sentido algum…

    A Microsoft visa o lucro e é mercenária como toda outra empresa, ou a Sony e Nintendo são Santas e eu não sei!!

    Tem razão a Rare não fez mais nenhum clássico desde quando saio da Nintendo.

    Mas muito diferente de estar com o pé na cova para fechar, pois foi isso que seu primeiro comentário referiu.

    O próximo jogo deles parece ser bastante promissor o melhor em anos, e vou usar o mesmo comentário que o Mário disse, se achas que vai ser ruim bom ai é apenas sua opinião…

    • Eu nem me devia meter nesta conversa, mas abomino quando as mesmas entram por este caminho só porque alguem tem uma opinião diferente de outra.
      A nível de mercenários já o disse e repito. As empresas existem para ganhar dinheiro. Não são e nem nunca foram nossas amigas, e se por vezes nos tentam agradar é só porque nos querem vender os seus produtos.
      Todas as empresas usam Marketing, algo que se baseia em meias verdades de forma a iludir o consumidor. Não há santos!
      Mas o certo é que a Microsoft trouxe vicios a um mercado que não os tinha. O Live pago para se jogar online é um exemplo. E isso nunca houve antes nas consolas ou PC que sempre contaram com o online.
      Atualmente o live justifica o preço pelos jogos ofertados, mas recorde-se que mesmo tendo atualmente o Live melhor oferta, o conceito não nasceu na Microsoft.
      Mas coisas a apontar há para todas as empresas. A Microsoft está a ser falada pelo momento atual, apenas isso.

  8. Para haver algo do género, terá que haver uma razão muito forte!!!!
    Por momentos, pensei que fosse o talento…
    Mas se não o for, deve ser algo bastante forte!
    Não se pode dissolver e parar um IP, como fizeram agora, sem nenhuma razão…

  9. O jogo podia estar muito ruim, a Lionhead podia até estar dando prejuízos demonstrando falta de competência nos últimos anos, porém, as pessoas responsáveis na Microsoft precisam ter um pouco mais de feeling. Esses tipos de coisa não se fazem no momento em que o passam por incertezas e dúvidas dos consumidores quanto ao futuro da marca.
    Mesmo que no final das contas a realidade é de que a Lionhead não dá uma dentro a 8 anos, prometeu pra caramba em Fable 3 e decepcionou, e quando os fans esperavam uma volta por cima com Fable 4 eles trazem esse fable legends que parece um jogo que se enjoa após 3 partidas, a Microsoft com a grana que tem, se tivesse visão deveria segurar as pontas. Deixava o jogo sair, se era ruim, haveria reflexo após o lançamento. Depois disso, tinham um motivo para encerrar o estúdio e até sair de bem com os fans.
    Fazendo as coisas desse jeito nessa hora, por mais que ela possa comercialmente estar tomando uma boa decisão, ela sairá como a vilã.
    Veja como o momento das duas empresas influencia na forma como são vistas no mercado.
    A Sony cancelou um projeto em andamento da Santa Monica, dos mesmos autores de God of War e demitiu funcionários. Nunca mais se ouviu falar da Santa Monica até mostrarem um jogo muito abaixo do patamar do estúdio que sairá para o VR.
    Sony não foi afetada pela repercussão.
    A Evolution Estudios sofreu demissões depois do fiasco de Driveclub. A Sony não foi afetada pela notícia, o jogo recebeu a chuva por DLC e ficou tudo bem.
    Porém, a Microsoft cancelou o contrato com o estúdio desenvolvendo Phantom Dust, que estava ficando muito ruim, e foi taxada de má.
    Se tratando da Microsoft, no período de integração do windows 10, tenham certeza que até o final da semana aparece gente dizendo que ela começou a matar a divisão de jogos e outras pessoas que nunca viram uma migalha de qualidade em Fable dizer que um grande estúdio se fecha pela crueldade da Microsoft. Mesmo que ela já tenha soltado uma nota dizendo que alguns funcionários serão reaproveitados em outros estúdios e que auxiliará os outros a se recolarem no mercado se assim quiserem.
    E fracamente, se essa for a repercussão, a culpa é deles mesmo pela falta de Feeling.

    • Perfeito Fernando, esse seu comentário foi ótimo.

    • Só umas observações sobre o que vc disse, o estúdio SM já confirmou através de Balrog que GOW está em desenvolvimento, acredito que nessa e3 ele já tenha trailer. Sobre a evolution, a empresa foi massacrada no lançamento de driveclub, houveram demissões. Chuva por DLC? aqui vc fala sem conhecer as coisas como acontecem, mas vou lhe lembrar, pouco antes de lançar o jogo a evolution anunciou a chuva e que a mesma ficaria disponivel alguns meses após o lançamento (junto com o replay e photomode), concordo que lançar um jogo sem estar completo não é algo legal, mas a empresa foi honesta ao divulgar o etinerário dos updates que viriam nos meses seguintes (como ela faz nos dias atuais), porém não podemos deixar de dar os parabéns ao pessoal da evolution pelo trabalho que eles vem fazendo para transforma o jogo em algo muito além do que foi lançado, sem duvida alguma driveclub disponta como um dos principais jogos de corrida da geração, e esse suporte ainda não terminou, continua, esclaresso essas coisas pois quem não tem o jogo e pretende compra-lo pensa “poxa a chuva vem por dlc, vou ter de comprar”, o que não é verdade, portanto vamos nos ater a verdade apenas.
      PS: O jogo driveclub custa hj R$ 61,00 já com o season pass (todo conteudo do jogo), a unica Dlc paga do jogo é Bikes que custa se não me engano 44,00 pra quem ja tem o jogo.

      • 1 ano de atraso, jogo incompleto e problemas de conexão no lançamento. É óbvio que seria massacrada, foi um dos jogos de anúncio do console.
        God of War está em desenvolvimento, mas a Santa Monica queria fazer uma nova IP, que a Sony cancelou.
        Novos IPs de firsts estão meio escassas e algumas novas IPs dessa geração estão em risco de cair no esquecimento por mau desempenho comercial: Ryse, Sunset Overdrive, The Order 1886. Horizon Zero Dawn é meio que uma raridade nessa geração. Muitos jogos em parcerias com Thirds das duas empresas, Sunset Overdrive, The Order 1886, Ryse, Quantum Break, Bloodborne, Paragon, Deep Down.

        • Nem todos os jogos são massacrados,basta voltar um pouquinho no tempo e lembrar que Halo Mcc foi lançado com problemas no online e graves problemas nas campanhas, como informado por vários jogadores, era save corrompido, jogo que tratava em determinados pontos, enfim.
          Infelizmente hj os jogos são lançados assim mesmo, sua visão e seletiva pra isso pois não lembras do Killer quando falas de jogo incompleto.

          • Mas o Killer Instinct é free to play, era completo no inicio e o online sempre funcionou.
            Halo MCC foi massacrado também, eu não comprei o jogo, me recusei e me recuso até hoje.
            Mas existe uma diferença de qualidade em uma coletânea com Halo 1, 2, 3 e 4 e Driveclub não?
            As criticas a Driveclub foram maiores pois sem o online a qualidade do produto que tinha ali era questionável.
            Halo 5 deu uma derrapada em relação a história da campanha, mas ainda é um dos melhores FPS que existem para jogar.

        • Estás errado Fernando, a Sony Santa Monica teve total liberdade para fazer um IP novo, iam continuar a fazer o novo GOW, mas foi criada uma segunda equipa comandada pelo director de GOW3, a Sony gostou tanto do seu trabalho que lhe deu uma equipa, mas ele não a aproveitou, estoirou 3 milhões de dólares em nada e acabou por sair, foi para a Crytek.

          Novas IP’s é de facto uma raridade, mas apenas quando se fala de Microsoft, third parties e até a Nintendo, porque IP’s novos é aquilo que a Sony mais faz, e são os únicos.

Os comentarios estao fechados.