Far Cry 5 é dos melhores exemplos de como se usar ao máximo a performance das consolas.

Todas as consolas são levadas ao seu máximo, e todas elas melhoram de acordo com as suas capacidades.

Muitas vezes falamos aqui de má aproveitamento do hardware das consolas, mas Far Cry 5 é exactamente o oposto, sendo um claro exemplo de um jogo que utiliza a performance disponível de cada consola ao máximo.

O mais impressionante deste jogo é que aqui não podemos dizer que estamos perante cortes, mas sim perante melhorias. Todas as consolas apresentam exactamente o mesmo (algo que só é possível por o jogo ser apenas basicamente dependente do GPU), com as mais potentes a apresentarem melhorias face às restantes.

Tendo como base a análise da Eurogamer, mas olhando igualmente para outras análises eis as diferenças entre as consolas:

Olhando para a Xbox One como base, a consola apresenta toda a qualidade e pormenor das restantes consolas, limitando porém a resolução a 1440*1080. É a consola menos potente do grupo e daí a tomarmos como base.



Uma decisão tomada foi a de a resolução ser mantida constante e nativa, motivo pelo qual a Xbox One sofre um pouco com algumas quebras de FPS e Screen Tearing para manter a resolução fixa. A qualidade das texturas é igualmente idêntica em todas as versões, da mesma forma que o “pop-in” de objectos ocorre de forma idêntica. A filtragem de textura é igualmente idêntica, algo que permite que não haja grandes aumentos de consumo de largura de banda com os aumentos de resolução, e mesmo a distância de visualização é idêntica em todas as consolas.

Isso quer dizer que, resoluções à parte, o jogo é exactamente o mesmo em todas as consolas, sendo que no entanto todas elas melhoram alguma coisa sobre esta consola base que é a Xbox One.

A Xbox One S, por exemplo, ao ser um pouquinho mais potente, apresenta resultados em tudo semelhantes, acrescentando porém um muito ligeiro aumento de performance face à Xbox One base. A situação não é verdadeiramente notória, mas as quebras de fps e screen tearing são ligeiramente menores.

Acrescentemos 40% GPU e temos uma subida de resolução para os 1920×1080 na PS4, um aumento de aproximadamente 33% na resolução. Há ainda o desaparecimento das quebras de FPS, devido aos 7% extra de performance que impedem que essas quebras aconteçam. Há no entanto ainda referências da quebra ocasional de 1 fps aqui e ali.

Basicamente a PS4 consegue, como vem sendo norma, apresentar a manter o standard 1080p!

Peguemos agora na PS4 Pro. Aqui, mais uma vez, os ganhos foram dados mantendo resoluções nativas, e isso quer dizer que não se optou pelo uso de qualquer checkerboard rendering. Assim, sendo na PS4 Pro, cerca de 2,25 vezes mais potente que a PS4, os ganhos na resolução foram exactamente esses, 2,25 vezes mais, indo assim a resolução para os 2880*1620. E graças ao facto de não existir qualquer alteração adicional, o aumento da largura de banda revela-se claramente suficiente para manter o jogo com a qualidade intacta.



A Xbox One X é que claramente teve aqui um cuidado extra. Possuindo a consola apenas 3,26x mais capacidade de cálculo que a PS4, a realidade é que ela consegue obter 4x mais resolução, conseguindo alcançar aquilo que a Eurogamer crê serem 4K nativos.

No entanto, apesar de que a Eurogamer não refere nada no seu artigo,  John Linneman da Digital Foundry não confirma que os 4K sejam efectivamente nativos. Este é claro num post efectuado no Resetera, onde refere:

…se efectivamente contares os pixels obtens 2160p sempre. A única coisa que ainda tenho de confirmar é que não existe resolução dinâmica – Penso que não há, mas*PODE* haver, e isso requer uma grande quantidade de verificações extra. É difícil confirmar isso nos dias que correm!

Recorde-se que a Eurogamer tomou inicialmente The Witcher 3 com 4K nativos na PS4 Pro, quando na realidade era checkerboard. Aqui a existir algo do género na XBoX One X será numa escala bem mais reduzida, e que devido ao TAA poderá ser bastante difícil de ser detectado.

Seja como for, a qualidade do apresentado na X é boa ao ponto de, caso haja resolução dinâmica, tal não ser facilmente detectado, e isso, pelo menos na parte que nos toca, é tão bom como 4K reais. Sendo que nesse aspecto a Xbox One X é a consola que melhor experiência oferece, algo que não será exactamente uma surpresa, dado ser a consola mais potente atualmente no mercado.

Eis um zoom de uma parte de uma imagem em todas as consolas, de forma a que percebam a diferença no detalhe. Note-se que isto não se traduz da mesma forma no ecrã, uma vez que, caso coloquem a imagem em ecrã total estamos a visualizar em detalhe um pedaço de imagem que é um zoom de apenas cerca de 5% da imagem total. Dada a representação de cada pedaço usar cerca de 1/5 do ecrã, estamos a falar de um zoom de 4x face ao que veremos no jogo.

Acima de tudo, o relevante é que o jogo está impressionante e muito bem realizado em todas as consolas. Daí que seja qual for a que tenhas, certamente ficarás satisfeito.



Posts Relacionados

Deixe um comentário

4 Comentários em "Far Cry 5 é dos melhores exemplos de como se usar ao máximo a performance das consolas."

avatar
  Subscribe  
newest oldest
Notify of
Daniel
Visitante

Sinceramente, essa discussão em torno de pixel está datada! E quem colocou a pá de cal foi, notadamente, a Microsoft, com o lançamento do X, que em alguns jogos, também tem problemas de performance, mas acredito que seja mais culpa do desenvolvedor propriamente. Daqui a 2 anos , ou até mesmo ano que vem, se for lançado o PS5, na minha opinião, terá que trazer algo a mais que meramente PODER! E a indústria do entretenimento está mesmo vivendo novos desafios, a despeito de alguns acharem que está tudo bem, acredito que não! Estamos vendo mais do mesmo, sempre com os mesmos personagens e histórias, mudando isso ou aquilo dentro do assunto principal. Assistir o filme JOGADOR Nº 1 e recomendo para todos assistirem. Nas entrelinhas do filme foram abordados críticas relevantes aos aspectos do entretenimento relacionados aos mercado de jogos, isto é, do envolvimento dos personagens, isto é, os jogadores, a ponto de o virtual se materializar no mundo real. Acredito que o movimento natural da indústria, seja na orientação de envolver e engajar cada vez mais pessoas no sentido de estarem coletivamente vivenciando uma experiência única, e isso faz com que cada vez mais players se convençam de entrarem nesse mundo.

Carlos Filho
Visitante

Comprei no lançamento para o PS4 pro e o jogo é muito bom, o melhor Far Cry que joguei apesar da ausência de profundidade da história.Mario, a resolução no PS4 Pro não poderia ser mais próxima da X?

Alexandre Oliveira
Visitante

Também comprei logo que saiu,estou a gostar é muito divertido!!
Pena foi quando cheguei à missão do Death Wish o Jogo bugou e como na Ps4 este jogo só faz um save não dá para fazer saves diferentes logo tive de reiniciar a história e perdi 15h que já tinha de jogo…
Ainda contactei o suporte da Ubisoft mas não me conseguiram ajudar e vão investigar visto ser um bug k já aconteceu a outros jogadores…entretanto saiu um patch não sei se resolveu o problema mas por agora vou evitar essa missão já que dá para avançar na história…
Fora isso o jogo está impecável