Flight Simulator: Será este o primeiro jogo a usar convenientemente a Cloud?

Se vos perguntarem qual a aplicação que existe, que todos usam, que todos acham fantástica e que nunca poderia ser executada localmente. Alguém saberia responder? A resposta é o Google Maps, e Flight Simulator vai usar uma tecnologia que se baseia em parte no que o Google Maps faz, o que o fará com que esse seja o primeiro jogo que usa a Cloud de uma forma que, de maneira alguma, poderia ser replicada localmente.

Quantos de vocês já usaram o Google Maps, e quando colocam a vista 3D imaginam como seria interessante melhorar um pouco a qualidade da geometria e criar um jogo 3D a correr em locais reais do mundo?

Pois bem, será um pouco isso que Flight Simulator da Microsoft , para a sua plataforma Xbox, vai fazer. O jogo vai usar fotometria real e recriar o mundo a 3D. A qualidade da geometria será ajustada para um jogo, com algum do processamento a ser feito do lado do servidor.

Vamos ver o que é referido:

Localizações de mundo real, incluindo o Dubai, São Francisco, e o Egipto são recreados numa resolução realista de 4K, com geometria e texturas obtidas de imagens de satélite. Os jogadores poderão controlar avisão autênticos, desde aviões ligeiros a outros de pssageitos, criar os seus planos de voo, e navegar em cenários imprevisíveis criados pela Plataforma na Nuvem da Microsoft, a Azure, que vai recriar inteligência artificial e aprendizagem da máquina para mudar as condições de voo de forma dinâmica.  Tal manterá os pilotos alerta – Fiquem demasiadamente confortáveis numa viagem e a Azure pode-vos mudar o tempo, tornando um dia de sol numa batalha para sobreviver com a introdução de uma tempestade.

Se o Flight Simulator parece um jogo avançado para o seu tempo é porque o é, em muitas situações. Não só sublinhamos a AI e as tecnologias gráficas que puxarão pela tecnologia ao limite, mas iremos ver que ela se vai começar a superar. Só os dados geográficos que são necessários para render o mundo em torna daquilo sobre o qual o jogador voará usa o equivalente a 2 petabytes – o equivalente a 20,000 discos Blu-ray.



Isto é muito mais do que pode ser metido em qualquer disco, ou sequer obtido por download, pelo que o Flight Simulator estará na vanguarda de um novo tipo de jogo que só pode viver, e eventualmente mesmo residir, na cloud. Os servidores da Microsoft irão fazer muito do processamento virtual e enviar o resultado para o ecrã do jogador, evitando a necessidade de um super PC em casa (apesar que irão precisar de uma conexão rápida). Isto é parte de uma mudança mais lata que está a decorrer desde já nos videojogos: conforme as tecnologias melhoram e os criadores se dedicam a criar mundos cada vez mais realistas, estes crescem em tamanho, e o hardware necessário para os correr torna-se cada vez mais caro. Passar alguns desses dados e processamento para servidores na Cloud é a solução em que a Microsoft – entre outras empresas, como a Google –  aposta.



Para jogos como o Flight Simulator, a cloud fornece um “sistema que assim como que entende a quantidade de capacidade em preciso a cada momento. […] Não é diferente do que fizemos no passado, fazendo streaming para a Ram disponível na consola.

O Flight Simulator terá ainda um modo offline, mas o certo é que perante o de cima, tal leva-nos a questionar o que poderá ser entregue neste modo. Dada a elevada dependência dos servidores, esta situação offline terá de ser severamente limitada e cortada.

Apesar de reconhecer que este é o tipo de situação onde a Cloud é imprescindível, e que somente com ela poderemos ter um mundo realista à nossa disposição, o certo é que esta dependência de servidores é controversa. Nem todos gostam da necessidade de se terem de ligar a um servidor que pode por um motivo ou outro estar inacessível, ou um dia vir a ser desligado. Mas num caso como este as vantagens são claras e compreensivelmente percebemos que o que  jogo pode oferecer assim nunca poderia ser replicado localmente.

É certo que a fidelidade do representado vai mudar de acordo com as partes do planeta, mas mesmo assim os resultados deverão ser superiores a tudo o que já vimos até hoje.

Este sim é um uso da Cloud que é praticável e aplicável a todos nos dias que correm, podendo trazer resultados e um foto realismo fantástico.



7
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
BrunoabLivionETToMário Armão FerreiraVitor Calado Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest
Notify of
Edson
Visitante
Edson

Estou ansioso por esse game!!!

Vitor Calado
Visitante
Vitor Calado

Finalmente começam a surgir aplicações da Nuvem e do streaming…para todos aqueles que me criticam por ser um entusiasta destas novas tecnologias…aquele abraço…estou mesmo ansioso que a google ponha o seu sistema no ar…como estou junto á fronteira com espanha vou ver se consigo começar a utilizar logo desde o primeiro dia…vou ter que dar uma morada espanhola…

Livio
Visitante
Livio

Também gosto de novas tecnologias, mas não podemos ir logo colocando as mãos no fogo por causa delas.

Falo isso devido a partir de hoje, 09/08/2019, quem quiser ter uma cópia do jogo DuckTales Remastered vai ficar sem. O jogo foi removido das lojas online hoje. Quem depende (e defende com unhas e dentes) a via digital e quiser o jogo ficar vai chupando o dedo ou então vai atrás da mídia física com valor inflacionado. Acabei de ver há poucos minutos a mídia física sendo vendida aqui no Br a preço de lançamento AAA.

nETTo
Visitante
nETTo

Jogarei pelo gamepass day one pra relaxar depois de um dia nervoso de trabalho

Brunoab
Visitante
Brunoab

Vc já jogou flight simulador alguma vez na tua vida?

O normal e vc abrir o “jogo” e não conseguir nem decolar…

Era bem normal livro de 600 páginas sobre o jogo..

Brunoab
Visitante
Brunoab

Vamos ver se vai prestar…

Da MS, só depois de entregue para eu acreditar nas promessas deles… Eles não tem a menor preocupação em mentir e perder a confiança do consumidor, afinal o que sustenta a MS são os monopólios.

Talvez o uso do cloud seja o streaming dos mapas, apenas. Acho q quando vc está alto, recebe estreaming do mapa compactado e conforme se aproxima do so, recebe o mapa em maior resolução… Eu acho q é esse mapa em alta resolução que conta como “vários Peta” de dados.. dificilmente alguém voando vai precisar de muito mapa em alta resolução além da parte perto dos locais de pouso e decolagem.

E se fizer sucesso, vamos ver se não surge um clone com gameplay completo e off line.