Funcionário da Ubisoft nega pressões para se limitar o PC a 30 Fpfs

Um aluno de uma escola onde a Ubisoft fez uma apresentação, afirma que o programador de jogo ali presente referiu haver pressões para se limitar as versões PC dos jogos. Esse mesmo arquitecto vem agora desmentir a situação.

Recentemente relatamos aqui umas afirmações de um aluno que referia ter estado presente numa apresentação da Ubisoft numa escola, e que afirmava ter colocado determinadas questões aos membros da Ubisoft ali presentes, cujas respostas deram a entender que haviam pressões para se bloquear as versões PC a 30 fps. Podem ler essa notícia aqui.

Agora, tendo esta notícia circulado por diversos locais, eis que surge o próprio arquitecto a negar que tal tenha sido referido.

O Programador refere estar “Bastante chateado com a forma como o aluno completamente distorceu as palavras ditas“. Refere assim que várias frases do aluno são deturpadas, e refere-se especificamente a uma resposta a uma questão sobre Watch Dogs (que não referimos na notícia original por não acharmos relevante), que o programador nega ter existido, sendo que o aluno obteve os dados que transmitiu no decorrer da apresentação e que os teria deturpado completamente.



O programador acrescenta ainda que tudo o resto, incluindo o conteúdo referido na nossa notícia, foi pura e simplesmente inventado pelo aluno.

Apesar de nunca termos dado grande credibilidade à notícia, com referência na mesma que a fonte não merecia qualquer confiança, o certo é que outros alunos da mesma escola e participantes no Neogaf confirmaram que entenderam o mesmo, acreditando que tudo se tratou de uma escolha de palavras infelizes do programador.

Quem diz a verdade? Não nos pronunciaremos. Por um lado porque o aluno não merece credibilidade nenhuma, e por outro, porque se tal fosse verdade a Ubisoft teria mesmo era de negar. Ou seja há aqui uma situação onde no fundo nenhum dos lados merece credibilidade, e há que provar com actos aquilo que se refere com palavras.

Mas tal a acontecer terá de ser em jogos não patrocinados, pelo que Assassins Creed Unity, o próximo jogo da Ubisoft, não conta!

Fonte: Gamerheadlines



Posts Relacionados