Ganhos de performance para a PS4 serão devidos ao GPGPU.

Tal como expectável, o GPGPU será o maior elemento diferenciador entre a PS4 e a Xbox One. E os rumores sobre os futuros ganhos de performance da PS4 devem-se ao uso do mesmo.

PS4-1-m

O GPGPU é a capacidade de processamento genérico das placas gráficas e que pode ocorrer em paralelo com o processamento gráfico.

A Playstation 4 possui 18 Compute Units capazes de realizar esse tipo de processamento, contra apenas 12 na Xbox One (+50%). Mas mais ainda, quatro desses Compute Units são optimizados possuindo duas unidades de lógica aritmética (ALUs), em vez de apenas uma como é standard (+50%).

A Playstation 4 possui ainda 8 unidades ACE capazes de aceitar para processamento até 64 comandos GPGPU, contra apenas 2 unidades ACE na Xbox One e um total de 8 comandos aceites (+300%).

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Este tipo de processamento requer igualmente acesso a uma memória rápida, o que na Xbox One, devido ao limite de 32 MB que se tem já tornado problemático para conter o framebuffer, se tornará ainda mais problemático para o uso do GPGPU. E este é um problema inexistente na Playstation 4.

Ora até ao momento os SDK da Playstation pouco ou nada explorava esta capacidade mas de acordo com Ahsan Rashed, mais conhecido como Thuway, e um dos Insiders que tiveram acesso à informação sobre os futuros grandes ganhos de performance da PS4, essa será a novidade que a Team ICE vai introduzir. GPGPU rendering!

Este tipo de processamento poderá trazer novos tipos de processamento aumentando a capacidade global da consola. Um dos exemplos é o uso de compute shaders, um exemplo dado pela Avalanche e que pode trazer poupanças de largura de banda entre 60 a 70%, que se traduzem na possibilidade de um maior uso das ROPS e consequentemente maior número e/ou qualidade dos shaders gráficos.

 

Recorde-se que a PS4 não é a única consola que vai ter ganhos no futuro. A Xbox One terá igualmente ganhos com o DX 12, mas no entanto como já tínhamos previsto, por ser apenas lógico e coerente dadas as grandes disparidades no hardware nesse campo, a diferença entre as consolas será mais notória quando a PS4 explorar o GPGPU a 100%.

Publicidade

Posts Relacionados