Gears 4 não é feito pela Epic devido ao custo.

A EPIC produzir Gears of War 4 teria um custo de 100 milhões de dólares.

A Polygon iniciou uma nova rubrica no seu website, onde falou da história e do futuro dos jogos da EPIC, e onde o seu CEO, Tim Sweeney falou ds mudanças de modelo de negócio e desenvolvimento da empresa.

A história é curiosa pois TIM conta como o custo galopante do desenvolvimento de Gears of War, bem como desentendimentos com a Microsoft, levaram a empresa a focar-se mais nos jogos free-to-play.

Desenvolvendo um pouco a história, o Gears of War Original desenvolvido em 2006 para a Xbox 360 custou 12 milhões de dólares a desenvolver, tendo dado cerca de 100 milhões de lucro. Foi um jogo que certamente mereceu o investimento!

Mas os custos de produção foram subindo, e com Gears of War 3 o custo estava 4 ou 5 vezes superior, ficando em algo na ordem dos 48 a 60 milhões de dólares.

Daí que quando a Microsoft falou em Gears of War 4, a empresa fez uma estimativa de custo na ordem dos 100 milhões, o que, face aos retornos que o jogo tinha oferecido no passado, apenas permitiria recuperar o investimento, mas criando o sério risco de colocar a empresa com problemas financeiros para o futuro.

Os lucros com Gears of War nunca mais foram idênticos aos do primeiro jogo, e a consequência era um aumento de custos e uma descida das receitas. E esse foi o motivo pelo qual a empresa resolveu mudar o modelo de negócio, vendendo o Franchising à Microsoft em Janeiro de 2014.

Os próximos jogos da Epic serão Paragon, um MOBA free-to-play e a versão gratuita de Unreal Tournament. Há ainda Fortnite, mas a Epic não decidiu ainda como vai explorar esse jogo!


Mas voltando à Microsoft, Tim conta-nos como Gear of War Judgment criou fricções entre a equipa e a Microsoft:

Quando lançamos o Gears of War: Judgement, uma quantidade da comunidade de jogadores estava-se a queixar dos níveis multi jogador que tínhamos criado. Percebemos por isso que tínhamos ali problemas e que os devíamos mudar, criando uma série de novo conteúdo e lançar o multi jogador centrado num novo jogo, tal como foi feito com a genese do jogo, o Unreal Tournament.

E com os planos para isto fomos até à Microsoft e dissemos: Hei, queremos fazer isto!

Ao que eles nos responderam: Não, vocês não queres fazer isso!

A questão não era sequer dinheiro pois tal não foi pedido, apenas que as ideias deles não se enquadravam com os planos de negócio da Microsoft e como tal disseram que não. Foi aqui que ficamos preocupados em fazer negócios com uma empresa que criava barreiras entre os criadores e os jogadores.

Isso fez-nos perceber claramente o risco de ter seja quem for entre os criadores e os jogadores e como esse processo era tóxico e destrutivo para a saúde de um jogo e de uma comunidade.

A história da Polygon está neste link.

Atualmente Gears of War 4 está em desenvolvimento por um estúdio da Microsoft, o The Coalition, estando previsto para 11 de Outubro. Quanto ao custo de produção… não sabemos nada, e se estará ao nível do previsto pela Epic, abaixo, ou mesmo acima disso!

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (6)

  1. Eu acho que Tim,deveria informar que tal situação ocorreu na gestão passada ou seja com Dom Matrick e não com Satia Nadela e Phil que hoje estão no comando e relatar assim se nesta nova direção esta tendo novos pensamentos.Fica um pouco estranho esta entrevista,dando impressão que ainda hoje(com novo comando) permanece assim.Uma empresa irredutível,pelo que vimos atualmente pelomenos pra mim não.

    • Tens certeza.. Se há uma empresa que faz crescer o ódio em seus consumidores é a Microsoft.. Imaginem quem trabalha para eles.

      http://m.tecmundo.com.br/windows-10/104557-atualizacao-forcada-windows-10-acaba-transmissao-streamer.htm

      PS: Eu mesmo fui vitima de uma atualização forçada do meu Windows (o bicho instala sozinho).

      PS 2: A mais ou menos duas semanas estava eu editando um vídeo no computador e passadas 5 horas (como demora para fazer essas edições) adivinhem atualização e… Bum já era o meu vídeo.

    • Não importa quem estava no comando, voce não entendeu o que está nas entrelinhas?
      A Epic queria fazer de Gears um jogo centrado no multiplayer! Isso seria como Star Wars Battlefront ou Titanfall, e tudo isso para não terem que investir em um jogo com campanha que lucrará menos.

  2. Tem duas coisas que não ficaram claras na entrevista:

    Primeiro, e que foi dito pelo Rod Fergusson à game informer como o motivo para ele ter saido para trabalhar em Bioshock infinite, é que a Epic mudou o foco totalmente para o desenvolvimentos de Games pequenos, gratuitos e mobile, como o Fortnite, o Paragon e o Unreal Tournament. E eles decidiram fazer isso quando já tinham começado a pre produção de Gears 4 nos moldes AAA, ou seja, mudaram de direção no meio do caminho.

    Segundo, perfeito a Microsoft não ter deixado eles transformarem Gears of War em um Free To play 100% online voltado à Multiplayer. Os fans da série não gostariam nenhum pouco disso e o que nós reclamamos de Gears of War Judgement é que ele foi feito por uma equipe secundária, de menor talento e isso refletiu imenso no jogo que ficou bem abaixo do que se esperava.

    Você gostaria que a Naughty Dog virasse pra Sony e diseese “ei vamos criar uncharted 4 como um jogo 100% Multiplayer online competitivo”?
    Certamente a Sony responderia, ” não voces não vão fazer isso”.
    Gears of War tem campanha, tem personagens e tem história, e nós queremos que continue assim.

  3. Eu acho que Epic foi meio gananciosa mesmo. Cada Gears que ela fez vendeu mais de 6 milhões de unidades. Se Halo 5 na semana de lançamento com 2 ou 3 milhões já tinha recuperado todo o investimento e fez lucro, por qual motivo ela acha que não consegue mais de 100 milhões de dólares mesmo com o Gears 4 que ainda corre o risco de vender mais que o Halo?
    Na verdade eles não estavam falando de receitas e sim de lucro. 100 milhões de dolares é algo que um Gears of War recupera em uma semana ou até menos, eles estavam é pensando em 100 milhoes de dolares de lucro!
    Para recuperar um investimento de 100 milhoes de dolares eles só precisariam vender pouco mais de 1.6 milhoes de jogos, e isso o jogo deve vender em 24 horas contando físico e online.

    • 100 milhões com cada cópia a 60 euros são apenas 1 milhão 666 mil, 667 cópias. Gears vende isso com uma perna às costas!

      Com dois milhões de cópias vendidas o jogo já está a dar lucro! A questão é que não lhes permite comprar Ferraris!

      Seja como for, começo a achar que há alguma má vontade do Tim Sweeney face à Microsoft. Não vou discutir se tem ou não razões, mas começa a parecer!

Os comentarios estao fechados.