Gráficos de chorar por mais que nos aguardam dentro de meses.

Se é verdade que esta geração já nos impressionou com jogos como Ryse ou inFamous, há jogos para sair que nos deixam de boca aberta.

Uncharted4

Muito se fala da superioridade dos PCs sobre as consolas. E ela é uma realidade!

Actualmente há placas gráficas que esmagam a PS4 e a Xbox One a nível de performance. E mesmo com a potência das duas consolas somada elas ficam abaixo daquilo que há no universo PC. É o caso de uma AMD R9-290x ou uma Nvidia 780 que oferecem mais de 5 Gflops cada uma. Mas mesmo assim, o curioso é que placas com alguns milhares de Gflops já existem à anos, e nem por isso tem sido o PC quem tem definido standards de qualidade a bater.

Quem inicialmente definiu um standard de qualidade gráfica até então inatingido foi a Xbox One com o seu jogo de lançamento Ryse: Son of Rome.



Questões técnicas à parte, algo que será uma realidade aplicável a todos os jogos que falaremos aqui, o efeito visual de Ryse: Son of Rome é pura e simplesmente de deixar qualquer um de boca aberta. É um jogo que demonstra o poderio das consolas de nova geração e um marco de qualidade e performance.

Um pouco mais tarde a Playstation 4 lançou igualmente um jogo que atingiu igualmente um patamar de qualidade até então nunca visto em qualquer plataforma, inFamous: Second Son. Aqui o jogo destaca-se por um grafismo de qualidade superior, mas acima de tudo pelos efeitos de partículas que são algo nunca até hoje visto.

Recomendamos que vejam este artigo para uma ideia da qualidade por detrás destes dois jogos.

Mas a geração está ainda no seu início. Apesar de pouco ser conhecido sobre o que aí virá há jogos que são tremendamente esperados por se esperar bastante deles. E desses jogos, apesar de haver mais, vamos destacar dois deles: DriveClub e Uncharted 4.

E porquê estes dois jogos? Porque a reacção de muitos, , tanto num jogo como no outro foi de incredulidade ao ponto existirem afirmações que o visualizado que não se tratava de video calculado em tempo real, mas sim CGI.

DriveClub era para ser um jogo de lançamento da Playstation 4, e caso o tivesse sido, teria sido um flop. Diz quem jogou o jogo na altura que o mesmo não estava grande coisa, o grafismo estava bem pior, e que o “feeling” de condução não era grande coisa. Mas o jogo foi adiado quase um ano, e as actuais reacções ao jogo de quem o tinha jogado anteriormente são agora bastante positivas. O jogo evoluiu muito, tornando-se extremamente interessante de ser jogado.



Quanto à qualidade de um jogo não temos grande hábito ou tradição de nos pronunciarmos sem jogar, mas no entanto há algo que já nos foi possível ver e que destaca o jogo. A sua incrível qualidade gráfica e atenção ao pormenor (ver aqui e aqui)! E nesse sentido DriveClub é pura e simplesmente arrebatador.

O jogo será lançado sem os efeitos de tempo que podem visualizar no primeiro dos dois links anteriores, que serão posteriormente acrescentados por intermédio de um Patch, mas esses efeitos já foram mostrados ao vivo à imprensa que teve oportunidade de inclusive jogar com eles, confirmado que os mesmos alteram a condução de forma igualmente realista.

Eis um vídeo em HD do jogo com esses efeitos activados, e como podem constatar o efeito é foto-realista.


DriveClub possui outro ponto muito forte a seu favor. Apesar de tal acontecer em uma versão limitada face à versão paga, este será um jogo cedido gratuitamente aos membros da PSN+, o que permitirá que todos, em maior ou menor escala, possam verificar o que este jogo pode oferecer.

Sendo um amante de grafismo de qualidade (e dai o PC ser a minha plataforma de preferência para multiplataformas), não posso deixar de estar entusiasmado com este jogo que parece irá estabelecer um novo patamar de qualidade gráfica.

Mas falar sobre jogos cujos gráficos impressionam e não falar de Uncharted 4 é impossível. Não nos vamos alongar muito sobre ele uma vez que muito pouco se conhece do jogo (particularmente a parte jogada), com excepção do trailer de apresentação que se confirmou estar a correr em tempo real a 1080p 60 fps e em uma consola real Playstation 4.
Mas este trailer é pura e simplesmente do melhor grafismo alguma vez visto em qualquer sistema, mostrando a mestria da Naughty Dog e dando uma ideia do que as novas consolas podem obter.

Vamos apenas relembrar a qualidade deste trailer, relembrando que é efectivamente em tempo real e que este jogo só sairá em 2015:


Apesar de estes dois jogos serem exclusivos PS4, tal é meramente uma questão casual de timming. A realidade é ambas as consolas são semelhantes e estas são características que, com maior ou menor pormenor, não são exclusivas da PS4 e que irão definir a nova geração, pelo que ficamos assim com água na boca para o que Xbox One e PS4 nos poderão vir a oferecer, até porque uma coisa é certa: Nenhuma das consolas atingiu o seu potencial total, e há muito por onde melhorar.



Posts Relacionados