Guerra dos aspiradores leva a Dyson a ser “sugada” pela Samsung.

A Dyson tentou processar a Samsung por violação de patentes. Desistiu do processo e agora a Samsung tenta obter danos por prejuízo de imagem.

 

motionsyncAinda em 2013 a Samsung foi processada pela Dyson, um pequeno fabricante de aspiradores, por aquilo que empresa acusou como sendo de cópia de design de um dos seus aspiradores.

A empresa Inglesa apresentou um processo no Tribunal em que acusava a Samsung de duplicar o seu mecanismo direccional usada nos seus modelos  e por usar um componente similar no seu novo aspirador Motion Sync (a tecnologia Ball que podem ver aqui).

A patente em causa realmente existe e foi submetida em 2009 pela Dyson, o que levou Sir James Dyson, fundador da empresa a chamar o sistema da Samsung de “cynical rip-off”, ou cópia cínica.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

No entanto, apesar de o processo ter entrado em tribunal, a empresa acabou por retirar o mesmo. Os motivos porque isso aconteceu são desconhecidos, sabendo-se apenas que o processo não andou para a frente.

Agora a Samsung retalia metendo um processo em tribunal onde nem sequer pretende mostrar que tem razão e que nunca violou patente nenhuma, mas apenas para exigir o pagamento daquilo que considera terem sido danos à sua imagem, e que avalia no valor de 9.43 milhões de dólares.

A ideia da Samsung é acabar com os abusos das empresas nos processos por patentes.

O que vocês acham desta resposta da Samsung?

Publicidade

Posts Relacionados