Hackers da Lulzsec que hackaram a PSN recebem sentença de prisão.

Três homens acusados de fazerem parte do grupo de hackers Lulzsec que hackou a PSN em 2011 receberam ordem de prisão após julgamento em que foram considerados culpados.

Três homens receberam ordem de prisºao após um julgamento onde eram acusados de participarem nos ataques à Sony, . o jornal The Sun, NHS e CIA.

Os três homens que estiveram em julgamento foram Ryan Cleary de 21 anos, Jake Davis de 20, Mustafa Al-Bassam de 18, e Ryan Ackroyd de 26. E os quatro receberam uma sentença que os condenava à prisão. No entanto, se Cleary vai preso por 32 meses, Ackroyd por 30 meses e Davis por dois anos, Al-Bassam viu a sua pena de 20 meses ser suspensa.

Os homens foram acusados de pertencer ao colectivo Lulzsec, de terem participado nos ataques anteriormente referidos, e de terem adquirido ilegalmente dados confidenciais como email, passwords e dados de cartões de crédito.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Na sentença a Juiza  Deborah Taylor acusou os homens de “criar o caos e a confusão, esconderem-se atrás de designações, tudo isto no conforto dos seus quartos, enquanto procuravam o máximo de publicidade”.

De acordo com o Superintendente Charlie McMurdie, da polícia Inglesa, estes são “em essência o pior tipo de vândalos, actuando sem preocupação sobre os custos ou os danos dos afectados, seja prejuízos ou mesmo a ruína de uma empresa que coloque em causa postos de trabalho, pondo em riscos os milhares de utilizadores de internet que viram os seus logins e passwords espalhados publicamente.” McMurdie espera assim que esta captura e sentença seja algo que, no mínimo, desincentive outros no futuro.

 

Publicidade

Posts Relacionados