Homem preso por roubar 50 cêntimos de electricidade.

Os Estados Unidos são sempre uma boa fonte de notícias caricatas. E se é verdade que crime é crime, a proporção do castigo face ao prejuízo é pura e simplesmente ridícula.

Leaf

Os carros eléctricos possuem vantagens e desvantagens.

Se por um lado a electricidade é barata, por outro a autonomia é pequena, e a necessidade de se ligar um carro a uma tomada é uma realidade muito constante.

Ora em Atlante, um homem de nome Kaveh Kamooneh foi preso devido a ter recarregado o seu carro na escola do seu filho.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Kamooneh estava a aguardar que o seu filho acabasse um jogo de ténis na Chamblee Middle School em Atlanta, e verificando estar com a carga do seu carro em baixo, e a presença no local de uma tomada exterior, este ligou o seu NIssan Leaf a essa mesma tomada.

Poucos minutos depois havia um polícia em volta do seu carro que o informou que este estava a cometer um crime de roubo ao ter ligado o carro à tomada em questão sem qualquer permissão.

O Polícia preencheu um relatório e 11 dias depois dois delegados foram até à casa de Kamooneh para o prender.

Uma das situações caricatas é que a Polícia nunca sequer chegou a questionar os responsáveis da escola sobre se estes queriam apresentar alguma queixa, tendo-o preso apenas baseado no relatório do agente que visualizou a situação. O resultado foi uma prisão efectiva de 15 horas.

Um carro como o Leaf, quando ligado a uma tomada de 110 volts como as usadas nos EUA consomem cerca de 1 KW por hora, ou seja cerca de 10 cêntimos de electricidade. Essa é aliás uma característica bem anunciada nos carros eléctricos.

Ora neste caso, o Nissam Leaf esteve ligado cerca de 20 minutos, o que quer dizer que o consumo eléctrico foi inferior a 5 cêntimos. Mas para a polícia de Atlanta um roubo é um roubo e refere que prenderia a pessoa de novo caso algo do género voltasse a acontecer.

É fascinante como os grandes ladrões passam impunes… mas os pequenos…

Publicidade

Posts Relacionados