Out 102011
 

Sendo as tradicionais DRAM uma tecnologia que já nos acompanha desde o início dos anos 70, e numa altura onde os processadores são cada vez mais exigentes no que toca às velocidades e performances das memórias, as actuais memórias DDR começam a mostrar a sua idade e falta de capacidade.

Mas graças à Samsung e à Micron, temos agora disponível o cubo de memória hybrida, ou no seu nome original, Hybrid Memory Cube.

Basicamente em vez de os componentes da ram serem dispostos de forma horizontal, criando o aspecto de pequenos azulejos que vemos nos módulos de memória, o HMC coloca-os sobrepostos na vertical.

No fundo do chip é introduzida a lógica de processamento uma única vez, e posteriormente toda a memória é colocada por cima em diversas camadas.

Este disposicionamento 3D oferece diversas vantagens, sendo as mais notórias um aumento da capacidade de transferência de dados até 15x superior à DDR3, e uma poupança de energia até 70%. Tudo isto em menos 90% do espaço físico de um RDIMM tradicional.

Apesar que esta memória deverá inicialmente ser destinada aos grandes racks de servidores, deverá muito rapidamente aparecer nos desktops. Afinal com processadores de 8 núcleos reais já no mercado, as exigências a nível de memória deverão subir muito nos próximos tempos.

 

 

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.