Jun 172012
 

Já por várias vezes nos referimos aqui na PCManias ao Internet Explorer, o browser da Microsoft e que é cedido juntamente com o Windows.

E nesses artigos em que falamos desse browser referimos por várias vezes que o internet explorer é pouco seguro, lento, e muito atrasado a nível de suporte face aos novos browsers que podem ser instalados gratuitamente nos sistemas Windows.

Mas pior do que tudo isso é que o Internet Explorer actualmente vai na sua versão 9, mas no entanto para quem usa o Windows XP, as actualizações ao browser estagnaram na sua versão 8.0. E apesar de os possuidores de Windows XP possuírem a possibilidade de instalar gratuitamente a actualização, com alternativas como um Chrome, um Firefox ou mesmo um Opera de forma rápida, simples e gratuita, muitos deles optam por não o fazerem pelo simples motivo de o Internet Explorer funcionar bem o suficiente para a utilização que lhe dão.

O que estas pessoas não sabem é que, dada a falta de suporte deste browser às novas tecnologias, o esforço que os webmasters dos sites necessitam de fazer de forma a conseguirem métodos alternativos para que a estrutura definida na sua página funcione em condições no Internet Explorer 7. E podemos mesmo dizer que aqui na PCManias temos várias linhas de código com métodos alternativos de apresentação para que a página não fique distorcida no Internet Explorer 7.

Mas estas situações são muito chatas, difíceis de implementar, e abrandam em muito a resposta do website, pelo que idealmente a solução passaria pelo abandono total do Internet Explorer 7.

No entanto, não sendo essa a realidade das coisas, um website Australiano de comercio online pesou o deve e o haver do uso do Internet Explorer, chegando à conclusão que os custos  de criar páginas compatíveis com o browser não compensavam. E dessa forma resolveu criar uma taxa de 6,8%, e que sobe 0,1% ao mês para todas as compras efectuadas por intermédio desta browser.

Basicamente a empresa optou por cobrar 0,1% de taxa por cada mês passado desde que uma nova versão do Internet Explorer foi lançada, e apesar de o Windows XP não possuir acesso às novas versões, o Chrome, Firefox e Opera são gratuitos e de instalação fácil.

Quer isto dizer que ninguém é obrigado a pagar esta taxa, e que somente quem não quiser mesmo fazer a actualização a terá de pagar. No entanto o site fornece links directos para as alternativas a quem se apresentar com este browser pelo que nada pode ser apontado ao site a nível das suas intenções que passam apenas por melhorar a internet e as despesas de dinheiro e tempo de todos os webmasters com as adaptações para o IE 7.0.

E esta medida está aplaudida unanimemente por todos os webmasters que tiveram conhecimento do facto.

Fonte: Abertoatédemadrugada

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.