Jul 292012
 

A Nintendo parece ter-se rendido às vendas digitais. Mas colocar os jogos 3DS mais caros do que na versão retalho não lhe deverá garantir muitas vendas.

Finalmente a Nintendo decidiu colocar à venda versões digitais dos seus jogos para a 3DS, e o primeiro jogo a ser oferecido desta forma foi New Super Mario Bros. 2. Esta é uma situação actualmente apenas existente no Japão.

No entanto a situação revela-se caricata,e não deverá garantir muitas vendas à Nintedo. É que a versão retalho do jogo é mais barata do que a versão digital, sendo que a versão digital, por ocupar espaço no cartão de memória, exige ainda um investimento adicional na compra de um cartão de dimensões generosas.

Na realidade a Nintendo decidiu colocar a versão digital ao mesmo preço da versão retalho, o que só por si é um contra-sendo dado o custo de embalagem e distribuição da versão retalho, bem como o facto de a versão digital exigir outros investimentos por parte do utilizador (o já referido cartão de memória). Mas na prática o jogo acaba por ficar mais caro devido ao facto que os retalhistas normalmente vendem os jogos a preços abaixo do preço recomendado.

Ou seja, a versão digital que pode ser obtida por download e que exige um cartão de memória, é vendida na 3DS e-Shop por 61 dólares, ao passo que a versão retalho está à venda por 53 dólares.

Este é um erro básico que a Nintendo tem de corrigir, verificando com a concorrência como se faz. Ou seja o jogo deverá ser mais barato e compensar a compra face à versão retalho, bem como o investimento em cartões de memória.

Existirá ainda um conjunto de situações que a Nintendo terá de pesar. O desagrado de muitos retalhistas com esta situação e que poderá levar a que muitos deles até possam abandonar as vendas da Nintendo (pelo menos os jogos existentes nas versões digitais), e o mercado de usados. E convém à Nintendo não esquecer que são os retalhistas que servem de montra às suas consolas .

 

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.