Jul 222012
 

Após comentários que sugeriam que os Estados Unidos seriam o “inimigo”, o juiz que analisava o pedido de extradição de Kim Dotcom abandonou o cargo.

David Harvey era o nome do juiz nomeado para avaliar o pedido de extradição submetido pelas autoridades Norte Americanas aos tribunais Neo Zelandeses, tendo sido considerado na altura da sua nomeação como uma excelente nomeação devido aos seus conhecimentos legais na matéria.

No entanto, após alguns comentários realizados durante uma conferencia na internet sobre direitos de autor, o Juiz abandonou o cargo, uma situação dada a conhecer pela Juiza-Chefe Jan-Marie Doogue.

De acordo com esta Juiza, David Harvey  reconhecer que os seus comentários existentes num trabalho por ele desenvolvido para a conferência na internet de que participou poderia colocar em causa a sua imparcialidade, e que como tal a resposta correcta foi tomada com o afastamento do caso.

No comentário em questão realizado na conferência o juiz referia textualmente “Conhecemos o inimigo e ele é os Estados Unidos”. E esta é uma frase que, independentemente de toda a situação ilegal e chocante que envolve o caso Megaupload, um juiz imparcial não pode fazer. Pode-o pensar, mas não comentar em público.

O substituto será agora o Juiz Nevin Dawson.

Como refere o professor Bill Hodge, da Auckland university, o grande problema desta caso é que involve argumentos das novas tecnologias com um sistema legal antiquado. E sinceramente ele tem razão.

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.