Kinect deixa de ser obrigatório na Xbox One

Num novo “voltface” a Microsoft anuncia que o Kinect deixa de ser obrigatório na Xbox One.

Xbox half

Com a Xbox One a Microsoft prometia o mundo. E entre as promessas que distinguiam a consola destacavam-se:

– Integração total com a internet;
– Cloud Computing;
– Jogos totalmente digitais;
– Integração Kinect total com o sistema e com os jogos.

Pois bem… se as 3 primeiras situações já tinham sido perdidas com o anuncio da quebra do DRM e a não obrigatoriedade de ligação permanente à Internet, o que impede os programadores de poderem contar com a internet como uma realidade, e a não ser que queiram criam fragmentação de mercado, terão de ponderar bem o seu suporte que terá sempre de ser opcional.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Mas eis que a restante situação acaba de levar um revés. A Microsoft anuncia que o Kinect vai deixar de ser obrigatório, podendo mesmo ser desligado fisicamente da consola.

Para tal a  Microsoft alega razões de privacidade, mas todos sabemos as verdadeiras razões: O preparar de uma consola mais económica, sem o Kinect e que possa fazer frente à PS4, mais potente e… mais barata.

Por outras palavras, da ideologia da Xbox One originalmente apresentada não resta quase nada, voltando a ressaltar a ideia que desde à uns tempos parece transparecer de que com a Xbox One a Microsoft nunca pensou no seu cliente, mas apenas nos lucros. E quando vê a PS4 a bater claramente a Xbox One em pré-reservas, mais uma vez “mete o rabo entre as pernas” e cede.

Sem as diferenças no conceito, e sem o Kinect a Xbox One é em tudo idêntico à PS4. Com a diferença que é menos potente e deixa de ter aliada os factores que poderiam fazer a diferença para o seu lado.

E não tenham dúvida. Da mesma forma que as políticas retrocedem, elas podem voltar. A Microsoft toma as posições porque treme, mas e se um dia se sentir segura?

A ideia para já deve ser descer o preço da consola. E para isso a Microsoft atropela mais uma vez a sua ideologia. Mas será que a ideologia era realmente interessante? Será que a Xbox One realmente perdeu com isso?

Publicidade

Posts Relacionados